Piscina com Borda Infinita: Projeto, preço, etc. +76 fotos e ideias!

Advertisements

Já há algum tempo a piscina com borda infinita invadiu as fotos na internet. São vários os grandes hotéis no mundo com esse tipo de lazer, e elas se espalharam por cada imóvel em que o objetivo é inovar. Inovar e contar com beleza e elegância. Mas você sabe exatamente o que é a piscina com borda infinita? Descubra nesse texto e saiba como ter uma em casa!

Piscina com borda infinita

A piscina infinita é considerada uma inovação e surgiu num momento em que as piscinas se tornaram mais. Mais do que um item de lazer: agora, elas agregam muito à decoração! Seu aspecto diferenciado cria a ilusão de ótica de que o objeto não possui propriamente uma borda. A água “escapa”, e o resultado visual é bastante interessante.

A alternativa é criada por meio de uma técnica de projeção da arquitetura. Essa técnica cria a sensação de que uma lateral da piscina está desprendida do solo, o que acaba misturando-a à paisagem do ambiente. Por isso, aliás, o resultado se torna muito mais interessante se se misturar com uma paisagem deslumbrante. Como o mar, uma área verde ou a cidade, vista de cima. Ou seja, o aspecto principal desse tipo de projeto é a vista panorâmica.

Como fazer uma piscina com borda infinita?

O primeiro passo para iniciar a construção de uma piscina com borda infinita é analisar o espaço disponível no imóvel. Arquitetos recomendam que a área onde a piscina será instalada tenha, no mínimo, 30 metros quadrados. Isso porque é necessário garantir tanto o efeito de continuidade, quanto a segurança dos usuários. 

Além disso, logo após a piscina, à frente da borda infinita é necessário que haja uma área de pelo menos 20 centímetros. Nesse caso, essa faixa irá possuir, normalmente, uma calha para a coleta da água que transborda. Vai garantir, ainda, um espaço de segurança, caso alguém resolva, erroneamente, sair da piscina por esse lado.

A área para a construção deve ainda possuir uma bela paisagem. A visualização dessa paisagem é o que torna a infinidade da piscina algo realmente visualizável e bonito. É considerando o visual dessa área que a altura ideal da construção também será definido. Isso de modo que a percepção do horizonte permaneça na mesma linha visual do transbordamento da água.

Falando ainda da altura da piscina, o arquiteto considera a inclinação do terreno. O ideal é que haja uma pequena diferença de altura entre a borda comum e a borda lateral do poço de água. Com a borda infinita numa área mais baixa, a água vai naturalmente transbordar e criar o resultado desejado com a construção. Quando o terreno é plano, costuma ser necessária a elevação de parte dele para a construção.

Métodos de construção

Existem três métodos possíveis para a construção de uma piscina com borda infinita. Piscina esta que seja segura e elegante. O tipo de projeto será definido de acordo com o terreno disponível e desejo do consumidor.

  • Método 01

O primeiro método é por meio de pedras. Ele é o ideal quando não existe um desnivelamento após a borda. Nesse caso, as pedras funcionam como decoração do sistema de retorno de água para a piscina: o líquido que transborda é armazenado, filtrado e levado de volta à bomba da piscina. A água, aliás, costuma transbordar ininterruptamente nesse tipo de construção.

  • Método 02

Já na piscina de “Movimentação” a água apenas transborda quando de fato há movimentação na piscina. Isso torna a opção mais econômica, uma vez que não há “perda” de água. Afinal, parte do líquido acaba sendo desperdiçado quando cai para ser filtrado. O mecanismo de recolhimento da água, nesse caso, fica a mais ou menos 50 metros abaixo da borda. Nele, há uma calha e cano, que armazenam a água, sem retorno automático. Quando o nível da piscina baixa, então, é possível utilizar essa água para completá-la.

  • Método 03

Finalmente, o sistema por motobomba também faz o transbordamento automático da água. Nesse caso, porém, a água cai numa calha e é levada imediatamente de volta à piscina. Esse modelo tem um efeito visual muito mais bonito, mas deve ser bem avaliado antes de escolhido. Isso porque ele pode aumentar os custos da obra em até 10%.

Normalmente, os projetos das piscinas infinitas são feitas em concreto armado. O material é impermeabilizado, e por isso é o ideal. Na construção, é possível ainda aderir a escadas, bancos submersos ou às “prainhas”, espaços mais rasos onde as crianças costumam brincar, por exemplo. Colocadas no lado contrário à borda infinita, esses recursos criam comodidade ainda maior aos usuários do espaço.

Tipos de revestimento da piscina

A escolha pelo tipo de revestimento da sua piscina, antes de tudo, deve levar em conta seu gosto pessoal. Se você prefere um visual mais elegante, há as pastilhas de vidro; se a ideia são temas e desenhos, a cerâmica é a melhor opção. Além desse fator, no entanto, é fundamental considerar sua disponibilidade de limpeza e facilidade dessa limpeza em cada material. Assim como o valor que você está disposto a gastar.

Como já citado, as pastilhas de vidro são as opções mais modernas e elegantes para o revestimento da piscina. Elas são, porém, as que possuem custo mais alto, e por isso devem ser bem avaliadas antes da compra. Sua variedade de cores, de qualquer forma, é uma vantagem interessante, pois assim é possível adequar o tom ao que melhor combina com a paisagem.

O revestimento em cerâmica, por outro lado, é dos mais baratos. Sua aplicação é igualmente fácil, e a disponibilidade de cores e desenhos é incrível! Utilizando-se desse material é interessante escolher um tema, peças com desenhos bem trabalhados, que criam um visual único. Utilizar azulejos em degradê também tem um efeito bastante bonito.

Outros revestimentos

Já a porcelana tem como vantagem principal a resistência a produtos químicos. Isso vai garantir que o cloro e outros produtos colocados na água não degradem o revestimento da piscina. Ou seja, a durabilidade é maior do que a de outros produtos. Essa durabilidade é ainda potencializada porque o material não absorve água, o que poderia causar descolamento e trincas após certo período.

No mercado há também o vinil. Barato, o revestimento tem limpeza fácil. É impermeável e elimina a necessidade de rejunte. Pedras ornamentais, manta PVC, fibra e outros também podem ser utilizados. Basta que o arquiteto defina um projeto bonito e que se adeque à sua preferência e bolso.

Pontos a considerar

Como explicado até aqui, antes de investir em uma piscina com borda infinita é preciso considerar alguns aspectos. A área disponível para construção, o método da obra e tipos de revestimentos. Além desses, porém, é necessário também avaliar quatro pontos importantes, que vão garantir o completo sucesso da sua obra.

1. O primeiro deles é a cor do revestimento. É fundamental que as cores do revestimento e da paisagem sejam semelhantes. Só assim a sensação de infinidade e continuidade da borda seja criada. Logo, se seu imóvel é rodeado por plantas e árvores, o melhor é investir em tons esverdeados no revestimento. Se o mar é o visual mais próximo, o tom azul escuro será ainda mais bonito. Para a sensação de continuidade do céu, por outro lado, o tom azul claro é o ideal. Enquanto o cinza azulado vai conseguir garantir belo visual na “cidade grande” – a exemplo do que acontece nas piscinas infinitas de grandes prédios no meio das cidades.

2. A obra desse tipo de piscina costuma ser 15% mais cara do que a de piscinas comuns. Só na estrutura de recuo, por exemplo, o gasto é de R$2 mil por metro quadrado!

No pós-construção

3. Após a construção, a manutenção da piscina costuma dar maior “trabalho” do que as de piscinas comuns. Isso porque é preciso manter a canaleta que recebe a água desobstruída. Caso haja bomba para movimentação da água, é necessário também a periódica manutenção mecânica do equipamento.

4. Por fim, as medidas de segurança durante o uso da piscina devem ser redobradas. A borda existe, mas a sensação de que não está ali pode levar os mais distraídos a se arriscarem ao mergulhar. Imagine só nadar de olhos fechados e ir parar na borda sem perceber! Com as crianças a atenção precisa ser ainda maior. E lembre-se: não saia da piscina pela borda infinita, mas sim pelo lado oposto.

Confira algumas fotos e se inspire para a construção da sua piscina com borda infinita:

 

 

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

infinity pool by Blue Tree

 

 

 

 

 

 

 

 

 

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Building An Infinity Pool

 

 

 

 

 

 

 

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.