Plantas de Casas: O Guia Definitivo!

Advertisements

Se você deseja ou já construiu um imóvel, provavelmente já ouvir dizer que ele precisa de uma planta bem desenhada. Uma planta nada mais do que o desenho de uma construção. Ele geralmente é feito a partir do corte horizontal à altura de 1,5 metro a partir da base. Ou seja, fornece uma “visão aérea” de toda o imóvel. Plantas de casas, porém, vão bem além.

Para que seja eficaz, o diagrama de uma casa precisa ter bem mais do que a divisão das paredes. Claro que é necessário indicar onde fica localizada cada divisória, pois isso vai dividir os cômodos. Além disso, no entanto, é necessário determinar todas as medidas desses espaços.

Como a espessura e extensão da parede. Tal qual o tamanho das portas, das janelas e a área de cada cômodo. O nível do chão de cada um é igualmente importante – haverá algum degrau no espaço? O diagrama deve conter ainda especificações de componentes instalados na construção, como o local de instalação do ar condicionado, do aquecedor e da pia. Notas também precisam ser acrescentadas no desenho, indicando inclusive os acabamentos das estruturas.

A partir desta planta mais básica, serão feitas especificações complementares. Como para instalações elétricas, hidráulicas e telefônicas. As medidas de cada estrutura e suas localizações ficam definidas no diagrama. Com base em cada uma delas, o imóvel poderá ser “tirado do papel” e construído de acordo com o desejo do consumidor.

Plantas residenciais

Qualquer planta imobiliária, inclusive plantas residenciais, precisam ser produzidas por um arquiteto ou engenheiro. Como conhecem as técnicas de construção e segurança, os profissionais terão melhor noção das medidas e aspectos necessários ao imóvel.

Isso não significa, porém, que você, consumidor, não possa produzir uma planta. Como geralmente possui uma ideia básica da casa que deseja, o cliente pode apresentá-la melhor desenhando-a. Inclusive indicando as medidas aproximadas do que deseja. Depois, basta passar esse diagrama básico ao profissional. Ele vai recalcular as medidas e desenhar a planta de modo que ela possa ser interpretada e seguida por qualquer construtor.

Para isso, o arquiteto utiliza símbolos padrão para representar cada porta, janela, instalação elétrica e outros componentes. De forma geral, as plantas residenciais possuem ao menos um banheiro, quarto, cozinha e sala. Uma varanda pode ser planejada de forma a ocupar grande extensão exterior da casa, e assim criar uma área de lazer mais interessante aos indivíduos.

Uma lavanderia, por sua vez, demandará grande cuidado na especificação hidráulica. Afinal, a água encanada adequadamente poderá facilitar bastante o processo de lavagem de roupas. É importante, inclusive, avaliar a altura correta e de cada torneira a ser instalada. Isso para que elas permaneçam em local confortável para uso de qualquer indivíduo, independentemente de sua altura.

Veja: Casas Rústicas: Modernas, Projetos, Pequenas e Grande. +188 Fotos!

Plantas de casas simples

Plantas de casas simples são aquelas consideradas mais básicas. Afinal de contas, o diagrama não vai necessitar de tantas especificações técnicas específicas. Isso uma vez que as medidas utilizadas geralmente são padrão, que não demandarão cálculos elaborados.

Em casas simples, então, considera-se comum um ou dois quartos, cozinha, banheiro e sala de TV. Um espaço de até 25 m² é uma ótima opção quando o objetivo é construir um imóvel do tipo kitnet. Por ser menor e mais básica, a alternativa é também mais barata. Ideal, especialmente, para quem mora sozinho.

Já com 60 m² de espaço, é possível construir uma casa ainda simples, mas com mais divisões. Nesse caso, dois quartos e duas salas, uma cozinha, banheiro e garagem. Bem distribuídos, os cômodos podem até criar a impressão de um lote maior do que realmente existe. Nesse caso, é fundamental investir numa decoração mais clean. Cores claras tendem a aumentar a sensação de amplitude dos espaços.

Mesmo simples, o imóvel ainda pode contar com uma cozinha do chamado “tipo americano”. Mais ampla e com bancada central, a alternativa torna o ambiente ótimo para reunião da família e para compartilhar momentos durante a preparação das refeições.

Lembre-se, de qualquer forma, que mesmo imóveis simples precisam atender a suas necessidades. Assim, determine os cômodos presentes de acordo com o tamanho da sua família, e como seu objetivo. Mais do que considerando a área disponível para construção, dessa forma será possível adequar o espaço exatamente ao necessário Veja também: Casas Grandes Modernas +102 Fotos!

Plantas de casas pequenas

O investimento em um imóvel é habitualmente alto. Especialmente se você for construí-lo, uma vez que há o gasto com o planejamento, mão-de-obra, materiais de construção e acabamento. Casas pequenas, contudo, podem ser tão aconchegantes e desejadas quanto qualquer outra. Especialmente considerando que o espaço disponível para construção nas cidades é cada vez mais escasso.

Para atender a diversos públicos, então, as plantas de casas pequenas estão disponíveis de formas variadas. Os imóveis com até um quarto são ideais para casais, especialmente se este casal não desejar aumentar a família num futuro próximo.

As casas com dois quartos, por outro lado, funcionam bastante bem para famílias com até quatro pessoas. O restante do espaço pode ser dividido em vários cômodos diferentes, desde que você tenha noção do que realmente precisa. Uma cozinha e um banheiro são básicos, assim como uma lavanderia. Já a garagem e a varanda são espaços opcionais. Eles devem ser diagramados em plantas de casas pequenas apenas se forem necessários. Ou se a distribuição da área não os tornar diminutos demais.

Duas coisas ainda merecem atenção especial em casas pequenas. Primeiro sua fachada: mesmo que “apertado”, o imóvel pode ter visual externo atraente e minucioso. Nesse caso, é interessante investir em pinturas diferenciadas, ou em tijolos e pedras decorativas. Em segundo lugar, já estabeleça sua ideia para a decoração interna do local. O vidro e móveis mais claros poderão tornar o local mais amplo visualmente.

Plantas de casas com 2 quartos

Plantas de casas com 2 quartos são indicadas para famílias pequenas. No máximo, com um casal e dois filhos, já que cada dupla poderá dividir um cômodo de descanso. Se o casal ainda não tem filhos, o projeto de tê-los também é um motivo para contar com um quarto a mais.

A primeira opção de imóvel deste tipo pode ter quartos pequenos. A alternativa só é interessante caso os moradores do espaço não possuam muitos objetos ou suvenires. Caso sim, o espaço será insuficiente, deverá ser “retirado” de outros cômodos. Como da sala: você pode trabalhar com uma sala de televisão pequena, e utilizar o espaço “extra” para criar quartos maiores.

Fazer salas conjugadas é também uma proposta interessante. Sem inserir paredes entre a sala de jantar e a de TV, você terá um espaço mais amplo. A continuidade do ambiente também facilita a locomoção.

Contudo, não é porque só possui dois quartos que a casa é necessariamente pequena. Os moradores podem, por exemplo, possuir uma área bastante ampla para construção, mas ter o costume de receber os amigos. Assim, os dois quartos serão suficientes, e grande parte do espaço poderá dar origem às salas, à área de churrasco e um espaço para jogos. A distribuição dos cômodos do seu lar deve sempre se adequar às suas necessidades. Caso o casal não deseje ter mais filhos, nem acomodar tantas outras pessoas, não vai necessitar de mais do que dois ambientes de descanso.

Plantas de casas com 3 quartos

Por outro lado, plantas de casas com 3 quartos são as mais interessantes para grandes famílias. De pelo menos quatro pessoas, se os filhos não desejarem dividir um quarto. Ou de até seis pessoas, para que ambiente acomode até dois indivíduos. A medida é a ideal para o conforto de todos.

Uma família de tamanho menor também pode se beneficiar desse modelo de plantas. Nessa situação, no entanto, um dos quartos deverá ser utilizado para visitantes. Assim, sempre que você receber a família ou amigos, poderá oferecer acomodação mais adequada durante a noite.

Em adição, um imóvel com 3 quartos pode ter diversos outros cômodos. São indicados ao menos dois banheiros, nem que um seja uma suíte. Isso vai facilitar o dia a dia de todos. Uma cozinha, uma lavanderia e uma sala são também indicadas, O restante das divisões deverá ser feita de acordo com a amplitude do lote. Apenas se houver espaço “sobrando” é indicado criar uma copa, outra sala, varanda e garagem. Do contrário, os cômodos poderiam se tornar muito diminutos.

Projetos com cozinha americana são interessantes para integrar espaços. Especialmente porque a alternativa pode utilizar apenas uma bancada para separar cozinha e sala. Ao mesmo tempo, o local se torna mais amplo e convidativo.

Plantas de casas térreas

As plantas de casas térreas são as mais fáceis de diagramar. Afinal, casas com mais de um pavimento requerem mais especificações técnicas. Como um diagrama diferente para cada andar, ligações hidráulicas e elétricas que vão sair do primeiro pavimento, e escada que liguem os andares. Além disso, a melhor alternativa é posicionar os quartos de uma casa no segundo pavimento. Isso oferece espaço mais amplo no primeiro andar, que poderá ser dividido apenas entre sala e cozinha, se desejado.

Mais do que a divisão dos cômodos aqui, é interessante já planejar a fachada do imóvel. Uma varanda, jardim ou outros tipos de decoração frontal deverão ser preparados já na construção. Assim, o visual da residência já terá uma visão preestabelecida.

Isso facilita, inclusive, a compra móveis para a decoração interna, de móveis para área externa, vasos de plantas e o que mais for necessário. Auxilia até no momento da escolha de cores da fachada, uma vez que os espaços já preparados poderão combinar ou não com determinadas tonalidades.

O diagrama de uma casa térrea pode possuir quantos cômodos você achar necessário. Lembre-se apenas que os espaços, quaisquer que sejam, não devem ser muito pequenos. Caso sejam, poderão se tornar desconfortáveis, e dificilmente você vai ficar satisfeito. A necessidade de quebra de paredes para criar novos ambientes pode ser trabalhosa. Por isso, é melhor definir bastante bem as medidas dos cômodos logo em sua construção.

Plantas de casas modernas

O conceito de casa moderna pode englobar diferentes aspectos. Primeiro, o visual da fachada. Em plantas de casa modernas, é comum que a parte frontal do imóvel tenha contornos diferenciados. Ao invés de apenas quadradas, as linhas da residência podem ser curvas ou triangulares, com pilastras e vigas em pontos estratégicos. O cuidado de construção nesses casos deve ser ainda maior. Daí a importância em criar planta detalhada e correta.

De modo geral, as plantas de casas modernas apresentam poucas divisões internas. Os espaços tendem a ser mais abertos, mesmo que não sejam amplos. A este tipo dá-se o nome de planta livre em que os espaços mais amplos também permitem uma divisão interna posterior. Essas divisões, em novos cômodos, podem ser feitas por recursos como o drywall. A limitação dos ambientes pelos próprios móveis é algo igualmente eficaz.

Outro ponto que faz uma casa moderna é sua sustentabilidade. Esse cuidado com o meio ambiente pode ser realizado por meio do uso de materiais específicos, como a palha. Desde que sejam renováveis, os materiais serão mais benéficos à natureza. Cada um deles demanda desenho diferente da planta, pois suporta pesos diferentes, por exemplo.

Este é também o caso do imóvel que possui estruturas fotovoltaicas, ou seja, para conversão da luz solar em energia elétrica. Toda a rede elétrica da residência, inclusive, deverá ser pensada conforme esse equipamento.

Plantas de casas 3D

Como já citado, desenhar o esboço da planta da sua casa é uma ótima opção. Por meio dessa atividade, você poderá esclarecer melhor ao arquiteto o que você considera um imóvel ideal. Com base nessas linhas, o profissional então poderá desenhar a planta final da residência.

Além do desenho à mão, porém, você pode utilizar de outro recurso: plantas de casas 3D. Produzidas por meio de programas no computador, os projetos permitem a melhor visualização do imóvel planejado. Afinal, é possível “girar” o desenho de três dimensões e verificar o visual que irá se obter do imóvel. Os programas ainda oferecem a possibilidade de posicionar móveis, para que a visualização interna de casa seja facilitada.

Um dos aplicativos disponíveis para uso é chamado de Autodesk Homestyler. O programa constrói uma casa de acordo com o desejo do consumidor. Permite também decorar o ambiente com móveis do programa ou de imagens carregadas do seu banco de fotos. Assim, você pode inserir no projeto um sofá que você já possui, por exemplo, e verificar se ele vai se encaixar na sua nova futura decoração.

Já o Roomle é totalmente gratuito. Bastante completo, o programa permite ao usuário modelar sua planta, escolher móveis e objetos, e projetar todo o visual de casa. O IKEA Home Planner, por outro lado, consegue até calcular as medidas dos ambientes. Neste caso, então a planta gerada estará quase completa. Para construção, deverá apenas receber o aval de um especialista.

Dentre todos, o Sweet Home 3D é um dos mais populares. Ele possível uso bastante fácil, e os mesmos recursos de todos os anteriores. Com estes programas de plantas de casas 3D, construir o diagrama de seu imóvel vira uma tarefa lúdica e divertida. Além de oferecer uma visualização muito mais completa que o desenho feito em papel.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.