Tipos de Granito: Branco, Preto, Cozinha e Banheiro

Advertisements

O granito é uma pedra bastante utilizada na decoração de casa. Afinal, seu visual é atraente, e sua resistência é incrível! Neste texto, vamos te apresentar tudo sobre o material, inclusive os inúmeros tipos de granito disponíveis no mercado. Acompanhe!

O granito

Granitos são rochas formadas por minerais como o quartzo, feldspato e a mica. O produto é natural, extraído do interior da crosta terrestre. Sua formação aconteceu ao longo dos anos, com a solidificação lenta do magma no interior da terra.

“Granito” é um nome originário do latim “granum”. Seu significado é de “granulado”, algo que remete diretamente à aparência das peças. Seu visual é marcado por pequenos pontos de cor, que se misturam e criam a textura final do material. Ao toque, o granito é áspero e também granulado.

A utilização da pedra começou há muitos séculos. Utilizado pelos egípcios, o granito era bastante interessante à construção de monumentos e túmulos dos Faraós. Tanto por sua capacidade de modelagem, quanto por sua incrível beleza colorida. Já na Idade Média, seu uso era bastante difundido para a construção de igrejas e imóveis.

Peças de granito podem ser encontradas no mercado em diversas cores. As mais comuns são as que possuem tons de cinza, marrom, branco e preto. Além dessas, há as vermelhas, amarelo, azul e rosa.

Os diversos tons variam de acordo com o lote de extração. Por isso, é interessante comprar todas as chapas de uma só vez. Do contrário, poderá haver alterações significativas nas pigmentações de chapas diferentes.

Todo o território brasileiro possui a extração de granito. Em cada um dos locais, a rocha varia de tonalidades. Na Bahia, as peças extraídas mais requisitadas são as azuis; em São Paulo, há o verde- Ubatuba; e em Minas Gerais, a cor Lilás-Gerais.

Características e usos do granito

Uma das características mais interessantes do granito é seu alto grau de dureza. Ele possui nível 7 na escala mols, o que indica incrível resistência aos riscos e impactos. Nessa escala, o nível máximo é o 9, que caracteriza o diamante.

Outro destaque do material é seu pequeno índice de absorção ao líquido. Assim, mesmo que o indivíduo derrame bastante líquido sobre a pedra, será fácil limpá-lo.

São diversas as utilizações do granito dentro de casa. Ele pode ser aplicado no chão, bancadas, paredes, escadas e banheiras.  Por ser bastante resistente, é indicado também para espaços externos, mesmo que esse espaço possua incidência de raios solares ou chuva.

Granito versus Mármore

É comum que o granito e mármore sejam confundidos pelos consumidores. Afinal, as duas opções são pedras amplamente utilizadas em bancadas, escadas ou mesas. No entanto, as peças têm características diferentes, e devem ser bem avaliadas antes da compra. Assim, você terá certeza de que estará obtendo o que é realmente necessário.

Para começar, o granito é mais duro do que o mármore. Por este motivo, ele não pode ser riscado, o que acontece facilmente com o mármore. Dessa forma, o granito é a melhor alternativa para bancadas da cozinha, por exemplo, uma vez que panelas e facas não poderão riscá-lo.

Por outro lado, o granito é mais poroso de que seu semelhante. Assim, é mais suscetível a manchas de água ou gordura, apesar de isso não ser tão comum. Basta apenas aplicar produto específico para garantir a melhor impermeabilidade da pedra.

As colorações dos materiais também diferem. O granito tem cores mescladas por pequenos pontos, e possui pontos pretos que se destacam. Já o mármore tem cor mais uniforme, apesar de possuir alguns veios de cor mais intensa.

Além dessas, há a diferença de composição entre os materiais. O granito é composto basicamente três materiais: a quartzo, o feldspato e mica. O mármore, por outro lado, é originário do calcário, que passou por grande temperatura e pressão. Sua coloração varia de acordo com os minérios presentes nele.

Granito: cores

As cores do granito disponíveis no mercado são as mais variadas. Basicamente, a classificação do material é feita por meio dessas tonalidades, uma vez que cada uma delas acaba por apresentar características diferentes.

Existe, por exemplo, o chamado Granito Amarelo Ornamental. Com fundo róseo amarelado e alguns pontos castanhos, a peça possui baixa porosidade e baixa absorção de água. Flexível e de corte fácil, a opção é interessante para pisos, paredes, mesas e escada.

Granitos Amarelos Icaraí, por sua vez, são interessantes para bancada da cozinha e banheiro. Assim como o Granito Marrom Absoluto, que também é indicado para churrasqueiras. Sua tonalidade é bela e elegante.

Tons de azul costumam ser os mais requisitados e “difíceis” de achar. Sua tonalidade é garantida por pontos azuis, pretos e marrons, enquanto o fundo é acinzentado.

Peças pretas podem ser escolhidas entre dois tipos principais. O Granito Preto São Gabriel tem ótimo resultado para espaços externos dos imóveis, pois agrega bastante sofisticação ao projeto. Para o uso de um material ainda mais escuro, a alternativa é o Granito Preto Absoluto. Com baixa absorção, a peça é muito utilizada para escadas e bancadas de cozinhas.

Quando o objetivo é uma decoração clean, o ideal é utilizar granitos brancos. O Granito Branco Siena possui fundo branco e pequenas pintas rosadas. Para um fundo claro esverdeado, a opção mais indicada é o Granito Branco Marfim. O visual pode ser aplicado especialmente em pisos, enquanto o Granito Branco Itaúnas é sugerido para ambientes externos. O Granito Branco Itaúnas consta com pintas esverdeadas, acinzentadas e rosadas.

Mais tons de granito

Outros tons de branco muito comuns são o Granito Branco Dallas e o Granito Branco Fortaleza. O Dallas conta com pequenos tons pretos e em roxo, enquanto o Fortaleza tem fundo branco e pontos em cinza e preto.

Somadas a todas estas opções existem inúmeras outras. Como: Granito Amarelo Colonial, Granito Amarelo Florença, Granito Amarelo Ouro Brasil, Granito Amarelo Ouro Deserto, Granito Amarelo Santa Cecília BMG, Granito Aquarela, Granito Blue Night, Granito Branco Ceará, Granito Branco Cristal, Granito Branco Esmeralda, Granito Branco Macaúbas, Granito Branco Marfim, Granito Branco Piracema, Granito Café Imperial, Granito Callacata, Granito Chocolate Imperial, Granito Cinza Andorinha, Granito Cinza Corumbá, Granito Cinza Corumbazinho, Granito Cinza Itabira, Granito Cinza Santa Rosa, Granito Dourado Carioca, Granito Ella Green, Granito Exodus, Granito Golden Macaúbas, Granito Hawaii, Granito Ice Blue, Granito Marrom Absoluto, Granito Marrom Bahia, Granito Ouro Negro, Granito Raísa, Granito Red Verona, Granito Verde Bahia, Verde Candeias e Vermelho Brasília.

Cada uma das alternativas de tons se sai bastante bem na aplicação nos mais variados ambientes. No piso de um ambiente amplo, o granito entrega incrível elegância. Nas escadas, os degraus se tornam parte da decoração. Já na cozinha, o produto facilita o cotidiano, entregando um apoio seguro e resistente.

Na hora de escolher os tons, há duas opções. A primeira é combinar o granito com a cor predominante no imóvel. A opção torna mais difícil errar na composição. A mistura de tons, escolhendo um contrastante com a decoração, é igualmente interessante. No entanto, deve ser feita com maior cuidado, pois o contraste pode “pesar” o ambiente. Na dúvida, consulte algumas ideias ao fim deste texto.

Tipos de granito branco

Além dos granitos Branco Siena, Marfim, Fortaleza e Itaúnas, já citados, o mercado oferece várias outras opções de peças nessa tonalidade. O Granito Branco Polar, por exemplo, é uma das alternativas mais claras de branco. Com espaçadas manchas pretas e em cinza, as peças desse tipo costumam ser mais caras, pois sua extração é restrita. De qualquer forma, ela funciona incrivelmente bem para ambientes mais clean, uma vez que acentua a claridade do espaço.

Materiais Branco Aqualux, no que lhe concerne, têm fundo bege claro e pontos também em bege. O visual das peças é bastante uniforme, e indicados para pisos, escadas e bancadas.

Seja qual for o tipo de granito branco escolhido, sua aplicação oferece grande beleza e amplitude do ambiente. Especialmente porque a cor clara ilumina o espaço. Se necessário, é possível realizar um novo polimento da peça, que vai criar maior reflexo e potencializar o aspecto visual de limpeza.

Dentre as vantagens do uso do granito está sua resistência a impactos e à abrasão. Há, no entanto, um problema: o produto pode absorver líquidos, permanecendo manchado por produtos como vinagre ou refrigerante. Para evitar situações assim, é interessante fazer a impermeabilização da estrutura. Para tal, basta contatar profissional ou empresa especialista no produto, para que ele então realize a impermeabilização.

A fim de retirar as sujidades do granito, o consumidor deve utilizar água, pano limpo, sabão e detergente neutros. Após limpa, a superfície deve receber nova passagem de pano, só que desta vez limpo e úmido. É fundamental evitar produtos abrasivos, pois eles podem danificar a peça.

Importante ainda destacar que a cada extração, os tons de branco podem variar. Independentemente de seu tipo. Assim, caso seu objetivo seja utilizar a mesma tonalidade para todo o imóvel, faça a compra do material de uma só vez.

Granito branco absoluto

Para muita gente, a peça ideal para a decoração de casa seria de granito branco absoluto. Bonita, elegante e de cor uniforme. A alternativa, no entanto, não existe. Afinal, o granito é composto por uma série de pontos coloridos, que juntos formam a pedra. Especialmente porque a pedra é natural.

Caso, então, o objetivo seja um material completamente branco, é melhor buscar outro tipo de pedra. Como o mármore, que apesar de possuir veios de cores, se aproxima do branco absoluto. Ou pedras industrializadas, como o quartzo ou o marmoglass.

Tipos de granito preto

Como citado anteriormente, o granito preto pode ser escolhido entre duas opções principais. Há o São Gabriel, com nível médio de uniformidade; e o Preto Absoluto. A característica quase uniforme do segundo ocorre devido à sua formação com grãos bastante pequenos, que quase não aparecem separadamente.

Acrescida a essa quase homogeneidade de cor, o Preto Absoluto tem como vantagem sua facilidade de troca. Caso parte da peça se quebre, é possível substituir apenas o lado danificado. Isso uma vez que as cores geralmente são idênticas, mesmo que os produtos venham de lotes de extração diferentes.

Outras alternativas possuem “veios”, tornando as peças de granito muito semelhante ao mármore. É o caso do granito conhecido como Via láctea, o Indiano e o Black Star. Dentre estes, o Black Star é o que possui veios de espessura mais grossa; o Indiano tem veios de tamanho médio; e o Via láctea mais finos. As marcas variam entre tons como o branco e o amadeirado.

Ademais, há o granito Diamante negro, considerado um material intermediário entre o São Gabriel e o Preto Absoluto. Aqui, a intensidade do preto é mais evidente, assim como seus grãos de formação.

Finalmente, há o granito Aracruz, que tem grãos bastante aparentes. Sua coloração é menos intensa, pois mistura pontos pretos e outros vários mais claros.

Cuidados com o granito preto

Visando manter a beleza do granito preto, é fundamental dedicar alguns cuidados especiais às peças. Isso porque seu tom mais escuro tende a “desbotar” com o tempo, convertendo-se em esbranquiçado. Assim, para manter seu brilho por mais tempo, é importante, primeiro, manter a estrutura limpa. Essa limpeza deve ser realizada apenas com água e detergente neutro, pois isso evitará manchas.

Uma medida igualmente importante é evitar choques térmicos sobre a pedra. Especialmente na bancada da cozinha. O calor excessivo sobre o material pode deixar marcas sobre a superfície. O acúmulo de água é igualmente prejudicial, pois a pedra tende a absorber parte do excesso de líquido que se acumula sobre ela.

Também é interessante utilizar cera indicada pelo fabricante do granito, pois isso vai proteger a peça e revigorar seu brilho.

Cores de granito para cozinha

Aplicar peças de granito na cozinha é sempre uma ótima opção. O material pode aparecer na pia, como tampo da mesa, soleira ou peitoril. É ideal ainda para nichos, piso, bancadas de uma cozinha americana ou com ilha, ou outras superfícies.

Entre as cores mais indicadas para esse ambiente, podemos destacar as mais claras. Como tons de branco ou o Cinza Andorinha. Granitos bastante escuros, como em preto ou o Café Imperial também criam resultado fantástico. A escolha pela tonalidade deve levar em conta a decoração especialmente da cozinha, mas também da casa como um todo.

É interessante combinar a pedra com os demais móveis, como os armários, e também com os tons da parede e do piso. Ou então investir numa peça de enorme contraste, desde que o objetivo seja um aspecto marcante e moderno. Para cozinhas mais clean, peças claras são as mais indicadas; para um toque de modernidade, invista nas escuras.

Pedras em tom Café Imperial, por exemplo, transmitem a sensação de sofisticação. A peça combina bastante com uma decoração escura, especialmente se ela possuir peças de metal, inox ou madeira. O Cinza Andorinha, por outro lado, é indicado para uma cozinha neutra e mais clássica.

Para a cozinha, especialmente na bancada, a espessura ideal das chapas de pedra é de dois centímetros. Acrescentar uma borda de pelo menos quatro centímetros pode criar visual mais robusto. Assim, a lateral da estrutura ganha maior resistência.

Cores de granito para banheiro

No banheiro, a aplicação do granito é indicada especialmente com cores mais claras. Isso significa investir em tons de cinza e branco, por exemplo. Peças em marrom ou preto, porém, também são interessantes, desde que o restante da decoração do espaço acompanhe esse toque de modernidade.

Tons em marrom e preto também não são os ideais se o cômodo for pequeno. Peça de tons escuros acabam por tornar o espaço visualmente menor.

Já granitos claros merecem cuidado especial. Afinal, o banheiro é um espaço úmido, e a umidade excessiva pode manchar a pedra. Assim, certifique-se de impermeabilizar os granitos instalados no lavabo.

Para aplicação do material, invista na pia do banheiro, numa bancada para apoio de artigos de higiene, ou ainda no porta toalhas. A aplicação na pia pode acontecer de variadas formas: primeiro, o granito pode formar a cuba da pia, funcionando como o móvel completo. Outra alternativa é embutir a cuba no granito, criando um buraco na peça. Por fim, você pode optar por sobrepor a cuba ao granito, numa imponente peça em branco. A última opção citada costuma ser das mais elegantes e modernas.

Pedra granito: preço

O preço de uma pedra de granito varia de região para região do país, e também segundo sua coloração. Peças mais escuras tendem a ser mais caras, já que muitas vezes possuem extração mais limitada. Principalmente aquelas com tom azul, bastante elegantes.

Considerando um tampo para balcão de 120 cm de largura, mais “básico”, os preços variam entre aproximadamente R$ 50 e R$60. A peça é interessante para instalação na cozinha.

Invariavelmente, é fundamental pesquisar o custo da opção, e de peças maiores, antes da compra. Empresas especializadas tendem a oferecer preços diferenciados, especialmente na compra de grandes quantidades de granito.

Granito: preço m²

Para a compra de grandes quantidades de granito, como para uma grande bancada, para o piso ou a parede, o ideal é fazer o cálculo por m² de material. O custo médio, neste caso, gira em torno de R$30, novamente variando de acordo com a região do país e cor das pedras.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.