Melhor Multímetro: Marcas e Custo Benefício

Última atualização em

Para os profissionais eletricistas, mecânicos ou eletroeletrônicos, sem dúvidas o multímetro é um instrumento de medição fundamental para a realização de diversos serviços. Por ser justamente um aparelho de medição elétrica, a segurança sempre deve vir em primeiro lugar. Sendo assim, para escolher o melhor multímetro, é preciso estar atento a todas as suas especificações.

Se você trabalha em uma dessas áreas, certamente já precisou realizar algum teste de eletricidade ou medir a potência de algum circuito ou fiação de algum local, nem que tenha sido apenas na própria casa. E para essa tarefa, nada melhor que um multímetro.

Se você não sabe, os multímetros servem para mensurar algumas grandezas elétricas, quando expostos à mesma, sendo capazes de realizar várias medições diferentes como a tensão, corrente, resistência, amperagem e circuitos.

Mas mesmo que todos os aparelhos sejam multímetros, algumas especificações de um modelo ou outro podem restringir ou permitir seu uso de maneira diferente quanto à fonte de energia a ser medida. No entanto, são todos muito úteis em economizar tempo ao detectar com precisão falhas elétricas.

Além disso, qualquer equipamento cuja utilização esteja envolvida com eletricidade oferece riscos de vida para quem o estiver manuseando. Portanto, além de suas especificações, leia sempre atentamente as instruções de uso do aparelho e certifique-se da integridade dele antes de qualquer medição.

Para te ajudar na escolha, selecionamos os melhores modelos do mercado, além de algumas características, tipos e funções. Assim, você vai poder escolher o melhor multímetro, de acordo com as suas necessidades e segurança.

Confira!

IMAGEMPRODUTO

Minipa ET-3021C
  • Analógico
  • Pilhas e Baterias
Verificar Preço →

Hikari HM-202A+
  • Analógico
  • Pilhas e Baterias
Verificar Preço →

Vonder MDV 0600
  • Função Hold
  • Tela LCD de 3,5
Verificar Preço →

Fluke True V-FLUKE-114
  • Digital
  • True RMS
Verificar Preço →

Minipa ET1100A
  • Compacto
  • Eficiente
Verificar Preço →

Fluke 115
  • Bom Desempenho
  • Bom Preço
Verificar Preço →

Vonder MDV 0300
  • Portátil
  • Cumpre o que promete
Verificar Preço →

Minipa ET-3021C

Multímetro analógico portátil - ET-3021C - Minipa

Último Update foi em: 17 de junho de 2020 19:01
Em estoque
R$ 186,21 R$ 210,70

Esse modelo de multímetro é um aparelho de medição com mostrador analógico, ideal para medição de Tensão DC e AC e corrente DC com resposta rápida.

Ele é capaz de medir resistência em circuitos eletrônicos, decibéis, fazer testes de ganho e fuga de corrente para transistores, baterias e testes de continuidade.

Além disso, trabalha em tensão AC (corrente alternada) e DC (corrente contínua) até 1000V, com decibel entre -20~+62dB e precisão básica de 3%.

O aparelho é alimentado por 2 pilhas AA de 1,5V e uma bateria de 9V, além de acompanhar pontas de prova.

PROS:

  • Analógico
  • Tensão DC e AC
  • Corrente DC c/ resposta rápida
  • Pilhas e bateria

CONTRA:

  • Preço salgado

Voltar ao menu ↑

Hikari HM-202A+

Multímetro Analógico Profissinal com BIP 20kOhms/V Hikari HM-202A+

Último Update foi em: 17 de junho de 2020 19:01
Em estoque
R$ 112,56

Esse é outro modelo de multímetro, só que portátil e com mostrador analógico. Ele é capaz de realizar medições de Tensão DC e AC e corrente DC, além de resistência em circuitos eletrônicos, decibéis, fazer testes de ganho e fuga de corrente para transistores, baterias e testes de continuidade.

Pode trabalhar em tensão AC e DC até 1000V, com decibel entre -10~+22dB e precisão básica de 4%. Também é alimentado por 2 pilhas AA de 1,5V e uma bateria de 9V, além de sinal sonoro para Ohmímetro e pontas de prova, mas não possui botão de desligar.

PROS:

  • Analógico
  • Tensão DC e AC e corrente DC
  • Pilhas e bateria

CONTRA:

  • Não possui botão de desligar

Voltar ao menu ↑

Vonder MDV 0600

Multímetro digital MDV 0600 Vonder

Último Update foi em: 17 de junho de 2020 19:01
Em estoque
R$ 93,52 R$ 116,06

Esse é um multímetro digital simples e portátil, mais indicado para trabalhos em baixa tensão, como uso em sistemas de elevação de pequenas máquinas e equipamentos. Possui função voltímetro, ohmímetro, amperímetro e teste de continuidade.

Além disso, possui tela LCD de 3,5 dígitos, capacidade de medição em tensão AC e DC de 600V, tecla com função Hold para manter a medição em tela, mesmo após a desconexão com a fonte de energia.

PROS:

  • Digital
  • Função Hold
  • Tela LCD de 3,5 dígitos

CONTRA:

  • Apenas trabalhos em baixa tensão

Voltar ao menu ↑

Fluke True V-FLUKE-114

Multímetro Digital True RMS 600 V-FLUKE-114

Último Update foi em: 17 de junho de 2020 19:01
Em estoque
R$ 548,00

Esse modelo de multímetro traz mostrador digital LCD de 3,5 dígitos e possui característica True RMS, que faz medição de qualquer tipo de onda com eficiência, permitindo a detecção de avarias elétricas.

Além disso, possui seleção automática de tensão AC/DC com operação até 600V, proteção contra picos de até 6kV, função voltímetro, ohmímetro, amperímetro e teste de continuidade com sinal sonoro.

Ele é alimentado por bateria de 9V com vida útil de 400 horas típicas, além de vir com garantia de 3 anos contra defeitos e acompanhar pontas de prova, bateria, Holster e manual.

PROS:

  • Digital
  • Tela de LCD de 3,5 dígitos
  • True RMS
  • Tensão AC/DC

CONTRA:

  • Preço elevado

Voltar ao menu ↑

Minipa ET1100A

Multímetro Digital ET-1100A MINIPA

Último Update foi em: 17 de junho de 2020 19:01
Em estoque
R$ 116,80

Este multímetro possui uma velocidade de medida de 3 vezes/seg, podendo trabalhar num ambiente entre 0ºC a 40ºC, além de pertencer a categoria CAT II 600V.

Sua Corrente DC pode variar entre 200µA/2mA/20mA/200mA/10A, mede resistência em Ohms que vai de 0,2k/2k/20k/200k/20M, tensão AC 200V/600V e Tensão DC 200mV/2V/20V/200V/600V.

PROS:

  • Digital
  • Custo-benefício
  • Compacto
  • Eficiente

CONTRA:

  • Nenhum

Voltar ao menu ↑

Fluke 115

Multímetro Digital TRUE-RMS 115-FLUKE-4228698

Último Update foi em: 17 de junho de 2020 19:01
Em estoque
R$ 952,00

Este multímetro está dentro do padrão de conformidade de segurança: CAT III 600 V e conta com proteção contra picos: 6 kV e grau de poluição 2.

Possui visor digital com até 6.000 contagens e atualização 4 vezes por segundo. Além disso, apresenta gráfico de barras de 33 segmentos, com atualização 32 vezes por segundo. A sua temperatura de funcionamento é de -10 °C a +50 °C, e é alimentado por pilha alcalina de 9 volts, NEDA 1604A/ IEC 6LR61, com 400 horas típicas, sem retroiluminação.

PROS:

  • Digital
  • Eficiente
  • Custo-benefício
  • Desempenho

CONTRA:

  • Preço nada acessível

Voltar ao menu ↑

Vonder MDV 0300

Multímetro digital MDV 0300 Vonder

Último Update foi em: 17 de junho de 2020 19:01
Em estoque
R$ 69,60

Este é um modelo de multímetro bem barato, de excelente custo benefício, pois custa pouco e cumpre o que promete. Ele é mais recomendado para equipamentos eletrônicos em geral, sendo o melhor multímetro para pessoas que precisam realizar algum serviço de aferição em casa em algum circuito simples. Além disso, trabalha com tensão corrente alternada.

PROS:

  • Digital
  • Portátil
  • Custo-benefício
  • Cumpre o que promete

CONTRA:

  • Sem muitos recursos

Voltar ao menu ↑

O que é um multímetro?

pssoa operando o melhor multímetro

O melhor multímetro deve atender às suas necessidades e promover a sua segurança.

O multímetro é um aparelho elétrico que serve para realizar diversas medidas de grandezas elétricas, muito utilizado por profissionais da área da eletricidade, como por exemplo, eletricistas, auto mecânicos e outros tipos de técnicos, como especialistas em painéis solares.

Cada modelo pode variar bastante em suas características, mas de um modo geral todos são voltímetro, amperímetro e ohmímetro , que irão trazer informações sobre a diferença de potencial em corrente contínua (DC) e corrente alternada (AC).

Além disso, ele também podem medir tensão elétrica, corrente elétrica, resistência elétrica, capacitância, frequência, temperatura, teste de continuidade (passagem de de carga por determinado circuito desenergizado), teste de diodos e entre outras medições que varia de acordo com cada equipamento.

Estas medições são realizadas por meio de uma chave rotativa na frente do aparelho, que permite um acesso rápido às suas funções e uso. Por meio desses resultados, a pessoa, profissional ou não, pode de executar seus projetos, reparos e outras intervenções, com mais segurança e eficiência ao lidar com a eletricidade.

Normalmente, a pessoa que adquire esse instrumento costuma ter a sua marca e modelo de preferência, porém nem sempre utiliza todas as suas funções. É possível adquirir o melhor multímetro, que também seja simples e sofisticado, mas que esteja de acordo com as atribuições que deverão ser desempenhadas pelo profissional.

O mais importante é o equipamento atender aos quesitos mínimos de segurança e qualidade. Além disso, os multímetros não exigem conhecimentos técnicos para ser operado.

Voltar ao menu ↑

Tipos de Multímetros

pessoa segurando o melhor multímetro

Existem dois tipos de multímetros: analógico e digital, o melhor multímetro será o que mais se adequa ao serviço a ser realizado.

Como dissemos, o melhor multímetro é aquele que pode medir uma ampla gama de propriedades, como frequência, indutância, resistência e condutância, além de poder medir também o círculo e a temperatura do serviço.

Há inclusive modelos mais avançados projetados com mais recursos, que podem medir microamps, decibéis e rotações por minuto, sendo que outros possuem capacidades gráficas e moldes impermeáveis.

Ele também podem trazer diferentes acessórios, como cabos, grampos e sondas, além de vir com garantias e baterias extras para prolongar o tempo de uso. Sendo assim, existem diferentes tipos, além de marcas no mercado, porém todos categorizados em dois tipos básicos: digitais ou analógicos, sendo a principal diferença o visor ou como a medição é apresentada.

Multímetros Analógicos

Esse tipo de multímetro traz a medição por um mostrador de ponteiro, estimulado a partir da corrente recebida. Ele é mais indicado em situações onde a grandeza a ser medida tem variações de tensão, permitindo facilmente verificar a amplitude. Eles medem em alcance contínuo de valor.

Multímetros Digitais

Já esse aparelho converte a corrente elétrica de forma analógica em uma informação digital, ou seja, usa circuitos digitais ao medir a corrente em incrementos discretos e mostra o valor em números em uma tela LCD. Estes são os mais comuns no mercado, sendo mais indicado a grandezas com pouca variação.

Isso porque como as medições do medidor digital geralmente são feitas de forma analógicaantes de converter para digital, há um atraso nas conversões. Por isso, um multímetro digital pode não ser ideal para medir valores que mudam constantemente.

No entanto, o multímetro digital costuma ser mais preciso do que o analógico. Assim, se o intuito é obter mais precisão, um multímetro digital deve ser a sua melhor opção. Geralmente, o multímetro digital vem com uma bateria que alimenta a tela.

Sendo assim, embora tenham características muito semelhantes, ambos os aparelhos são confiáveis e capazes de realizar as medições precisas, cabendo só a você identificar qual o melhor multímetro para suas necessidades. No mercado, é possível encontrar as duas opções tanto para amadores quanto profissionais do ramo.

Voltar ao menu ↑

Funções do multímetro

As principais funcionalidades de um multímetro são as seguintes abaixo:

  • Medir resistência (Ohmímetro): deve-se colocar o seletor do multímetro na maior resistência disponível e mudar conforme a precisão que deseja.
  • Medir diferença de potencial em DC e AC: para medir um tipo DC ou AC, sempre inicie a medição selecionando a maior opção de valor na chave do multímetro, e nunca diminua além do limite da voltagem, para evitar causar danos ao aparelho e a você.
  • Medir corrente elétrica (Amperímetro): deve-se colocar o aparelho na maior seleção possível, e reduzir conforme quiser a precisão no aparelho. Apenas tome cuidado em medir num sistema em série, pois ao medir em paralelo poderá provocar uma explosão.
Voltar ao menu ↑

Principais fatores para escolher o melhor multímetro

pessoa com multímetro preso ao braço

É preciso observar alguns fatores importantes antes de escolher o melhor multímetro.

Em se tratando de eletricidade, ao utilizar qualquer equipamento em circuitos e redes elétricas é preciso muita cautela. Portanto, quando for escolher o melhor multímetro para realizar os seus serviços, observe os seguintes fatores abaixo:

Categorias

Em geral, os multímetros devem atender pelo menos quatro categorias, desde a eletrônica simples até redes de alta tensão respeitando seus valores de escala assim como nível de proteção, blindagem, isolação entre outros requisitos de qualidade e segurança.

Ao separar os multímetros em categorias possibilita-se uma maior proteção e acessibilidade dos profissionais aos aparelhos corretos para cada serviço, de modo a garantir a segurança e a saúde do trabalhador quando lidando com energia e circuitos.

Nesse sentido, quanto maior for a categoria do aparelho, mais resistente ele será a um possível transiente ou surto da rede elétrica. Isso porque mesmo uma simples medição de tensão pode causar uma exposição indesejada às descargas elétricas por conta de uma sobrecarga.

Um sistema pode até permitir o aumento abrupto do nível de tensão, mas não estar com o equipamento adequado pode trazer sérios riscos. Sendo assim, a capacidade do multímetro em suportar estes picos de carga é o que constitui sua categoria. Por isso que os multímetros precisam estar preparados para receber uma tensão maior do que sua própria capacidade de medição.

Portanto, o melhor multímetro vai depender das atividades de cada profissional, sendo que as 4 categorias capazes de resistir aos picos de sobrecarga, são as seguintes abaixo:

CAT I

Multímetros de categoria I são utilizados para medir equipamentos eletrônicos de baixa tensão em geral, onde os níveis de energia são menores. Como por exemplo, televisores, rádios, circuitos de aparelhos domésticos. Este possuem a menor proteção contra exposição elétrica e, por isso operam em transiente entre 2,5 e 4.000 V de pico.

CAT II

Multímetros desta categoria são recomendados aos trabalhos dedicados a redes monofásicas, seja em domicílio, estabelecimentos comerciais, escritórios, etc. Por isso, são mais utilizados para medições em tomadas de eletrodomésticos e eletrônicos com baixo e médio consumo de energia, operando em transiente entre 4 e 6.000 V de pico.

CAT III

Esta categoria de multímetro se dedica a análise de circuitos trifásicos, como por exemplo barramentos e sistemas de alimentação em instalações industriais, circuitos de painéis de distribuição, sistemas de iluminação em grandes construções, etc.

Esses aparelhos possuem maior amplitude de uso, podendo ser aplicados em ambientes residenciais e comerciais, operando em transiente entre 6 e 8.000 V de pico. Porém, embora mais seguros, não podem ser utilizados em locais de uso do Categoria IV.

CAT IV

Esta é a categoria de multímetro mais robusta de todas, muito utilizada em trabalhos em instalações de origem, como as que alimentam o setor de baixa tensão de fábricas, instalações fora da entrada de alimentação e do ponto de captação ao medidor, instalações aéreas e subterrâneas de alimentação de energia primária, painéis de distribuição, medidores de energia elétrica e protetores primários de sobrecorrente. Esses são os multímetros mais seguros em nível de proteção, operando em transiente entre 8 e 12.000 V de pico.

Tensão de uso

Por conta de seus limites de uso que precisam ser levados em conta para evitar acidentes pelo uso indevido, é preciso saber identificar onde você pretende utilizá-lo e qual a voltagem máxima que encontrará no local. Assim, além da categoria, observe quais as voltagens o aparelho será capaz de trabalhar com segurança. De um modo geral a tensão ideal
e de até 1000V, ainda que vários aparelhos trabalhem apenas até 600V.

Tipos de medição

Embora o multímetro seja considerado um aparelho para medir corrente elétrica, muitos modelos também são capazes de medir outras grandezas elétricas, conforme seu modelo e características.

Como por exemplo, medição de temperatura, frequência, teste de diodo e de continuidade. Portanto, saiba quais as medições pretende efetuar e compare os aparelhos antes de comprar o melhor multímetro, a fim de identificar se serão adequados à sua necessidade.

Além disso, o preço dele em comparação a outros com maior amplitude de usos e funcionalidades extra também podem encarecer o aparelho. Então, para evitar pagar mais caro pelo o que não precisa analise antes se o investimento é necessário.

True RMS

Este é um fator mais específico para profissionais da elétrica. A maioria dos medidores de tensão e corrente trazem dados precisos quando a energia é emitida por meio de ondas senoidais, com altos e baixos capazes de permitir uma análise de média.

Assim, quando em uma onda senoidal, a relação de valor RMS é direta com o pico da onda, facilitando essa medição em qualquer aparelho. Porém, quando o aparelho é submetido a análise de ondas não senoidais, ele acaba fornecendo valores de medição incorretos devido a oscilação aleatória da onda.

Já um multímetro com a função True RMS faz uma medição marcação ao longo de toda amplitude dela para aquele instante de medição e não apenas dos picos das ondas. Desta maneira, o resultado é muito mais preciso, além de funcionar para qualquer tipo de onda, senoidal ou não.

Pronto! Agora você já sabe tudo sobre multímetros e vai poder escolher o melhor multímetro para para realizar todos os seus serviços.