Areia é tudo igual, certo? Errado! Ainda mais para a construção civil, onde há diversos tipos de areia que você deve ficar atento.

Mas não precisa se preocupar, pois aqui neste artigo nós iremos lhe ensinar sobre todos os tipos de areia que existem. Suas funções, em quais tipos de construções elas são mais aconselháveis e muito mais. Você vai sair daqui sabendo tanto sobre areia que vai ser quase como se tivesse nascido num deserto.

E então, pronto para conhecer tudo sobre areia? Pois então vamos lá!

Tipos de areia na construção civil

Na construção civil há três materiais que compõem a “santa trindade” da construção: cimento, brita e areia. Claro, há sempre a possibilidade de utilizar aditivos para concreto na mistura, mas estes três são os mais importantes.

Nós já falamos aqui no site mesmo sobre os tipos de cimento e os também sobre os tipos de brita, vamos focar agora nos tipos de areia que fazem parte da construção civil.

É bom lembramos que, de acordo com a  NBR 7211 – Agregados para concreto – Especificação, a areia deverá ser composta por grânulos pequenos que passem por peneiras com abertura de malha de até 4,8 mm. Você pode também obter sua área tanto de modo industrializado quanto natural.

Abaixo vamos focar nos tipos de areia da construção civil.

Tipos de areia – A areia lavada

Areia lavada

Não, não é pra você pegar sua areia e lavar ela… A areia lavada costuma ser o tipo de areia mais utilizado em obras. Ela é extraída diretamente do leito dos rios por dragas de sucção. Estas dragas irão bombear a água que contém a areia para lagoas de decantação, e lá o sólido será separado da água devido a sua diferença de densidade.

Passada algumas horas na lagoa de decantação, utilizam-se bombas para a retirada da água, sendo que o material sólido, o qual é composto por impurezas e areia, que está no fundo da lagoa é então retirado e peneirado para que vegetações e pedras possam ser retiradas.

Depois de lavada (entendeu agora o nome?) a areia é então transportada para ser comercializada e separada de acordo com suas granulações: fina, média e grossa.

A areia natural também pode ser extraída de minas através do método “cava seca”. Neste cenário a extração é realizada através de escavações em locais onde houve o acúmulo de areia durante anos. A areia é retirada e peneirada para a separação de pedras e vegetação para depois ser separada pela granulometria e então comercializada.

Areias que você encontra em dunas e em praias não são utilizadas na construção civil, isso pois sua granulometria é irregular e a quantidade de sal presente é alta. O sal impossibilita que a cura seja realizada de forma correta.

Confira abaixo os tipos de areia lavada:

1 – Areia lavada fina

O diâmetro dos grãos da areia lavada fina estão entre 0,05 até 0,42 mm. Este tipo de areia é usado na fabricação de argamassa para revestimento interno, tal como reboco liso e fino.

2 – Areia lavada média

O diâmetro dos grãos da areia lavada média estão entre 0,42 até 2,00 mm. Este tipo de areia é usado na fabricação de concreto e também para argamassas de assentamento de tijolos e blocos.

3 – Areia lavada grossa

O diâmetro dos grãos da areia lavada grossa estão entre 2,00 até 4,00 mm. Este tipo de areia é usada na fabricação de concreto e em argamassa para chapisco.

Tipos de areia – A areia usinada

Dentre os tipos de areia que existem, temos também a areia usinada/industrializada/areia de brita. Esta areia é formada pela britagem de rochas, ou seja, pela fragmentação mecânica destas rochas.

Pelo fato de tal fragmentação ser controlada e mecânica, esta areia é tida como industrializada ou artificial. Este tipo de areia pode muito bem substituir a areia lavada, atendendo a todas as especificações técnicas necessárias.

Devido ao fato de sua produção não ocasionar a impactos ao meio ambiente, isto faz com que a areia de brita seja sustentável. Dentre os tipos de areia, esta tem ganhado bastante destaque no mercado devido ao fato de jazidas naturais de areia estarem esgotando, e pelo aumento de restrições impostas para a retirada de areia do leito de rios.

Tipos de areia – A areia reciclada

A areia reciclada é aquela feita com resíduos Classe A da construção civil, onde eles são separados e moídos gerando assim o que chamamos de agregados reciclados, e dentre estes agregados temos a areia reciclada.

A areia reciclada apresenta a mesma granulação e as mesmas características físicas da lavada, sendo que a diferença está em sua composição. Agregados reciclados podem apresentar partículas de cimento, mas não podem apresentar impurezas, tais como plásticos, aço e madeira, sendo estes retirados antes da etapa de moagem.

Dentre os tipos de areia, o valor comercia, da areia reciclada é ainda menor do que o da areia lavada, sem contar que seu impacto ambiental também é menor. Entretanto, de acordo com a NBR 15116 – Agregados reciclados de resíduos sólidos da construção, a areia reciclada deverá ser utilizada apenas para argamassas e concretos não estruturais, tais como assentamentos de alvenaria de vedação, revestimentos, contrapisos e calçadas.

Entretanto, já existem estudos focados no uso da areia reciclada de maneira estrutural, ainda não conclusivos, mas nada impede que futuramente o avanço destes estudos possibilite que a areia lavada seja utilizada também estruturalmente.

Tipos de areia – A areia para aterro

Areia para aterro

Sabe aquela areia toda misturada, com granulometrias diferentes, solos não contaminados e impurezas orgânicas tais como folhas e galhos? Pois esta é a areia para aterro. Este tipo de areia é extraída do mesmo local que a areia lavada, com a diferença que ela não passa pela etapa de filtragem após a decantação.

Ela também pode ser adquirida com a reciclagem dos resíduos de construção, igualmente a areia reciclada. Porém agora a diferença aqui se dá pelo fato de seus grãos não possuírem uma granulação específica, sendo que ela pode conter resíduos da Classe A e também da Classe B.

Devido a todas estas características e mistura de materiais, este tipo de areia não pode ser utilizado para a fabricação de argamassas e concretos, sendo que ela somente deverá ser utilizada para terraplanagens e aterros.

Comprando areia

Certo, agora que você já conhece os tipos de areia utilizados na construção civil, você sabe como comprar esta areia? Não? Sem problemas, te ajudamos nisso também!

Para começar, há duas maneiras de você comprar a areia para construção: em sacos ou então à granel.

Caso decida comprar em sacos, você os encontra em lojas de material de construção, sacos de 10, 20 ou 25 Kg. Agora, se for comprar a granel você irá encomendá-la por m³, e esta areia lhe será entregue por caminhões basculantes, sendo que estes caminhões costumam carregar de 5 até 13 m³ de areia.

Antes de mais nada, verifique a procedência da areia que você está comprando. Verifique se a empresa que lhe vende esta areia possui autorização do Ministério de Minas e Energia, bem como o licenciamento ambienta, o alvará municipal e também a autorização em áreas de preservação.

Após verificar sobre a empresa, seu trabalho não para por aí, você ainda deve verificar a qualidade da areia que está comprando. Você deve inspecionar esta areia antes de descarregá-la na obra. É importante ter em mente que a cor da areia não define em nada seu estado, isto apenas demonstra o tipo de rocha mãe que esta areia é derivada. Nunca aceite uma areia que esteja suja, parecendo que contém óleo, galhos e bastante terra. Este tipo de sujeira interfere diretamente na qualidade final de sua argamassa e concreto.

Entretanto, caso seja impossível não aceitar este tipo de areia, a dica aqui é realizar uma lavagem da mesma. Caso isto não resolva, realize o teste de decantação: Basta que você misture um pouco desta areia com uma quantidade boa de água e deixe tudo em repouso. Após a decantação estar completa, a areia ficará no fundo do recipiente enquanto a sujeira e demais materiais ficarão na parte de cima.

E como última dica, nunca compre areia úmida. O truque aqui é que o volume da areia úmida é sempre maior do que a seca, devido a água presente, ou seja, ao comprar areia úmida você estará pagando mais por menos, fuja deste golpe.

Na hora de armazenar esta areia é recomendado que você baias com tijolos ou blocos, separando a areia por granulometria e por tipo de material. Isto irá facilitar para que você tenha um maior controle sobre a separação de cada um dos tipos de areia que chegam em obra, bem como evitar que sua areia seja levada embora pela água da chuva.

Conclusão

Agora você já deve ter uma boa noção de todos os tipos de areia existentes na construção civil, e até mesmo a como comprar e armazenar areia, não é mesmo? E claro, quaisquer dúvidas que tenham sobrado sobre o assunto não exite em nos perguntar!

E caso tenha gostado e aprendido algo com a leitura deste artigo, não deixe de compartilhá-lo com seus amigos e conhecidos, nunca se sabe quem você pode acabar ajudando no processo!

Escreva um Comentário