O financiamento para construção acaba por tornar-se o melhor método para você que tem o sonho da casa própria, e muitas vezes falta verba para isso. Assim sendo, a opção mais óbvia para alcançar este sonho acaba por ser o financiamento para construção.

Entretanto, você sabe dizer exatamente o que é um financiamento para construção? Como e onde você pode conseguir um? Se a Caixa veio logo a sua cabeça, você não está errado, mas também não está totalmente certo.

O que acontece é que existem diversas outras excelentes opções de financiamento para construção que você pode recorrer do que apenas a Caixa, ela apenas é uma das mais famosas. Abaixo falaremos sobre todas estas opções de financiamento para construção que existem, mas antes, vamos entender o que isso realmente é.

Financiamento para construção: O que é?

Não há muito segredo aqui, como o próprio nome já induz, é quando você necessita financiar sua própria construção.

Ou seja, você acaba de adquirir seu terreno e tem como sonho construir sua tão esperada casa própria, do jeitinho que você sempre quis e imaginou, tudo perfeito não é mesmo? Mas só falta um pequeno detalhezinho nisso tudo, o dinheiro!

E como você pode conseguir toda a quantia e enfim realizar seu sonho? Correr atrás de um financiamento para construção é um ótimo começo. Basicamente é você correr atrás de um empréstimo que te ajude a financiar isto, e, como dito acima, o mais comum é o da Caixa Econômica Federal, porém não é o único.

Abaixo apresentaremos diversas opções para que você consiga decidir qual é a melhor para você, e com isso obter o financiamento para seu tão sonhado sonho da casa própria!

Qual o melhor tipo de financiamento para construção?

Antes de respondermos isso, o que você necessita para construir seu imóvel? O terreno, a mão de obra e os materiais. Antigamente, para conseguir um financiamento para construção você primeiramente necessitava possuir o terreno, hoje isso não é mais algo obrigatório.

Ou seja, a primeira coisa que você deve ter em mente é qual a modalidade requerida: Materiais, Construção, Construção + Terreno. E, após ter definido esta modalidade, é a hora de estimar o valor de seu imóvel.

Muito provavelmente você não irá conseguir obter um financiamento de 100% ao valor do imóvel, ou seja, você necessitará já possuir um valor guardado para tal. O aconselhável aqui é que você financie a menor quantia possível, sem esquecer de pautar tudo, absolutamente tudo, que for referente aos gastos da construção. É ainda recomendado que o valor pago de prestações não seja superior a 30% de sua renda mensal.

Com relação a documentação necessária, é importante frisarmos que cada banco possui as suas próprias, cabendo a você entrar em contato com o banco o qual pretende financiar seu imóvel para ficar atento a documentação exigida. Entretanto, as exigências mais comuns para tal são:

  • Ser maior de 18 anos ou emancipado
  • Sua ficha no SERASA ser limpa (idoneidade cadastral)
  • O imóvel que você está financiado deverá ser utilizado para sua própria moradia
  • Você deve ser capaz de realizar o pagamento, geralmente os bancos pedem algum tipo de garantia

Abaixo apresentaremos diversos tipos de financiamento para construção que você poderá recorrer, cabe a você definir qual deles é o melhor.

1. Caixa Econômica Federal

A Caixa possui diversas linhas de crédito, sendo que você pode financiar a construção, a construção + terreno, ou até mesmo quitar sua dívida do terreno e assim financiar a construção. Através do site da Caixa você pode consultar o financiamento diretamente no próprio site da Caixa, e o vídeo abaixo irá te ajudar com um passo a passo para isto.

A linha de crédito Rodobens é voltado para construtoras e incorporadoras, sendo destinado a obras que são executadas por médias e pequenas construtoras. Através do site da Rodobens é possível realizar diversas simulações (Apartamentos, casa de veraneio, casa, construção, primeiro imóvel, terreno) para que você consiga ter uma certa noção de valores.

2. Bradesco

O Bradesco oferece parcelamentos para até 25 anos, e sua taxa de juros é menor do que 1% mensal. O valor mínimo para as parcelas é de R$ 200,00 e o uso do FGTS é permitido, porém, para financiamentos maiores do que R$ 950 mil e até R$ 5 milhões, o uso do FGTS não é permitido. Um dos pré-requisitos que são impostos pelo Bradesco é o fato de que sua obra deve estar, pelo menos, 30% concluída para solicitar o financiamento.

Para maiores informações, basta acessar o site do Bradesco e ficar por dentro de tudo.

3. BNDES

O BNDES contempla desde fornecedores de materiais até os sistemas construtivos. Seus financiamentos possuem dois tipos diferentes:

  • Operação Direta: O qual é feito diretamente com o BNDES.
  • Operação Indireta: O qual é feito através de uma instituição financeira credenciada ou então através do cartão BNDES.

E é importante lembrar que, financiamentos com valores superiores a R$ 10 milhões devem ser realizados diretamente com o BNDES. Através do site do BNDES você é capaz de realizar simulações relativas aos financiamentos ofertados.

4. Creditas

A Creditas é uma opção realmente completa, pois contempla o material para construção, a mão de obra, os itens de decoração, eletrodomésticos, móveis e quaisquer outros custos que sejam relacionados com a reforma. E o melhor disso é que a taxa de juros é bastante acessível, você consegue taxas de 1,15% ao mês, e um até 20 anos para quitar tudo. Você encontra maiores informações no próprio site da Creditas.

Empréstimo Consignado

É funcionário público, trabalha em um setor privado ou é um beneficiário do INSS? Então o empréstimo consignado pode ser a opção ideal para você.

Para servidores públicos, as taxas do empréstimo consignado estão em uma média de 1,9% ao mês. Para trabalhadores de empresas privadas, estas taxas ficam entre 3,0%. Este tipo de empréstimo é vantajoso caso caiba em seu orçamento, e é necessário que você consulte seu banco para conversar sobre a possibilidade de realizar este empréstimo.

5. Empréstimo Pessoal

Caso você não possua nada que possa ser utilizado como garantia, então talvez o empréstimo pessoal seja a melhor opção para você, mas atente-se as taxas, ele possui as maiores taxas, cerca de 7% ao mês.

Ou seja, apesar de teoricamente ser fácil de consegui-lo, é necessário que você tenha bastante cuidado com relação as taxas, para não acabar se afundando em dívidas.

6. Cheque Especial

Certo, se o empréstimo pessoal já merece todo o seu cuidado, o cheque especial então requer o dobro. Isso porque sua taxa de juros pode chegar até mesmo 13% ao mês, o que compromete seriamente todo o seu orçamento. Então, se estiver pensando em recorrer a ele para te ajudar com o financiamento, pense muito bem antes! E, caso você seja uma das pessoas que sempre utiliza o cheque especial para complementar a renda, é melhor largar este costume o quanto antes.

Qual a melhor opção?

Acima te apresentamos algumas das melhores opções de financiamento para construção, então agora é com você! Cabe somente a você botar tudo na ponta do lápis e decidir qual destas é a melhor opção para você.

Uma vez que você tenha chegado a essa conclusão, então agora é só ir fundo para realizar o sonho de sua tão amada casa própria!

Escreva um Comentário