Saber como cuidar de rosas pode ser de grande ajuda na hora de manter suas flores bonitas por mais tempo. Acompanhe o texto e descubra tudo o que você precisa sobre o assunto!

Pesquisando por como cuidar de rosas? Então é bem provável que você tenha algumas em casa, não é mesmo? Pois então, nossa primeira boa notícia é que essas plantas são bastante fáceis de cuidar. Na verdade, as rosas costumam se resolver sozinhas quando estão plantadas no solo.

Já quando plantio é feito em um vaso, o cenário muda de figura — mas não muito. Na verdade, os cuidados neste caso continuam sendo simples, mas precisam ser mais frequentes. Afinal de contas, a planta não terá a água da chuva para regá-la.

Foi para te ensinar a como cuidar de rosas que produzimos este texto! Abaixo, nós listamos uma série de passos impostantes para manter as flores sempre bonitas e saudáveis.

Mas antes de tudo, vai uma curiosidade: sabia que existem vários tipos de rosas? Não só diferentes em cores, mas no seu tipo de crescimento!

Primeiro, há as rosas Bravas, que florescem uma vez por ano e em climas frios. Já as Trepadeiras crescem com seus galhos “trepando” em um apoio ou árvore. Elas florescem em um grande arbusto aéreo, formando um arco de flores.

Enquanto isso, as rosas Arbustivas, apesar do que seu nome sugere, não cresce em arbustos rasteiros. Em vez disso, a flor se desenvolve em pequenas árvores, com até dois metros de comprimento.

Há também as rosas Rugosas, que se parecem mais com uma flor “normal”. Finalmente, as rosas de Canteiro são as mais comuns, sendo as que conhecemos com pétalas circulares e espinhos no caule.

Com essas diferenças explicadas, podemos passar para um dos cuidados mais importantes com as rosas. Continue lendo!

Saiba como plantar rosas

O primeiro passo para cuidar das rosas é plantá-las corretamente. Afinal de contas, essa etapa vai garantir que as plantas recebam todos os nutrientes necessários para se manterem sempre saudáveis.

Plantando roseira no jardim

Para plantar suas rosas, o passo a passo ideal é o seguinte:

  • 15 dias antes do plantio das rosas, faça uma cova de 30 cm de profundidade e, pelo menos, 30 cm de largura

  • Jogue no fundo da cova um pouco de calcário dolomítico

  • Cubra com terra e aguarde 15 dias

  • Depois, retorne à cova e revolva a terra

  • Para cada 1 litro de adubo, misture 1 litro de esterco vegetal, mais duas colheres de sopa de farinha de osso, 2 colheres de sopa de composto orgânico e 1 colher de sopa de NPK 10-10-10

  • Retire cerca de 20 cm da terra da cova cavada e acrescente-a no conteúdo da mistura anterior

  • Acrescente um pouco da terra, agora enriquecida, na cova

  • Posicione a muda de rosa dentro da cova

  • Acrescente a terra enriquecida aos poucos, até chegar ao topo e fixar bem a muda de roseira

  • Dê pequenas batidinhas com as mãos em volta da roseira, para prensar a terra

  • Regue a muda todos os dias, ao meio-dia (quando o sol está mais intenso). Faça a rega até quando a floração começar

Plantando roseira em vaso

como cuidar de rosas vasos da flor

No caso do plantio em vasos, o processo será mais simples. Para ele:

  • Prepare a terra enriquecida com os mesmos produtos de antes, só tendo atenção às quantidades proporcionais

  • Posicione a muda no vaso de plástico

  • Cubra com terra, aos poucos

  • Dê pequenas batidinhas com as mãos em volta da roseira, para prensar a terra

  • Regue a muda todos os dias, até quando a floração começar

Caso o vaso escolhido seja de cerâmica ou cimento, você precisará proteger o seu interior antes de plantar a muda. Basta aplicar uma substância de vedação para concreto, encontrada em lojas de Construção Civil.

Plantando roseira com sementes

Também é possível plantar as rosas por meio de sementes. Neste caso, siga os mesmos processos, mas faça uma cova de apenas 10 cm de profundidade. Coloque a semente nessa cova e, ao fim, realize as regas necessárias.

Agora que você já sabe como plantar, é hora de descobrir como cuidar de rosas. Explicamos todos os cuidados necessários a seguir. Acompanhe!

Faça a rega periódica

Como citado nos tópicos anteriores, enquanto não floresce, as rosas precisam ser regadas todos os dias. Essa rega pode ser abundante, mas não deve encharcar o solo. Ou seja, não deixe poças de água sobre a terra, ou isso pode prejudicar a planta.

Já após florescer, as rosas precisam de regas mais espaçadas. O ideal é molhar a planta uma vez por semana durante o inverno e outono, e duas vezes no verão e primavera.

Na hora de regar a roseira, tenha o cuidado de molhar diretamente a terra. Folhas e flores não gostam muito do contato direto com a água, e podem “cozinhar” devido à união da água e do calor. Sem contar que molhá-las pode favorecer o aparecimento de fungos.

Outra dica importante é sempre usar água em temperatura ambiente. A água fria pode prejudicar a saúde da planta e fazê-la morrer.

Garanta a temperatura ideal para flor

As roseiras são plantas que precisam muito do calor. Por isso, o ideal é que elas recebam luz direta do sol por, pelo menos, seis horas por dia. Para as rosas, a temperatura indicada fica entre 25°C e 30°C.

Já o ambiente de plantio precisa ser bem arejado, mas sem grandes ventanias. Assim, você evitará que o caule da planta se quebre.

Realize a poda

Não é preciso realizar poda muito frequente das roseiras. Na verdade, você pode fazer a primeira poda da planta após um ano do plantio. Depois, esse cuidado também precisará ser feito de ano a ano. A melhor época para podar as roseiras é entre julho e agosto.

Adube as folhes corretamente

Poda e adubação estão diretamente ligadas no cuidado com as rosas. Isso porque, após o plantio da flor, você só precisa adubá-la depois que fizer a primeira poda anual.

Passada essa primeira adubação, você precisará fazer outras duas nos próximos meses. Ou seja, serão três podas anuais.

Se você realizar a primeira poda entre julho e agosto, como recomendado, fará a adubação no mesmo dia. Então, faça a segunda adubação entre novembro e dezembro, e a terceira entre janeiro e fevereiro.

Para adubar uma roseira, o melhor é misturar um pouco de composto orgânico, torta de mamona e farinha de ossos.

Produtos da sua cozinha, como casca de ovo e casca de banana, também podem servir. Assim como o pó de café, que é um poderoso adubo. No entanto, só use o pó se ele não tiver restos do açúcar. Do contrário, ele poderá atrair formigas que destruirão sua roseira.

Elimine as pragas

rosas na cerca

O último tópico deste guia sobre como cuidar de rosas é muito importante, assim como os outros. Pragas são bastante comuns em roseiras e, se você não tiver atenção, poderão matar a planta rapidamente.

Uma das pragas mais comuns nas rosas são os pulgões. Mas formigas, ácaros, larvas minadoras, cochonilhas e trips também podem acontecer. Assim como os fungos que causam doenças na planta, incluindo problemas como ferrugem e mofo-branco.

Para acabar com qualquer um destes, você vai precisar utilizar um inseticida específico para a praga. Já no caso dos fungos, será preciso utilizar um fungicida. Sempre leia as instruções do rótulo do produto e, então, você terá sucesso no combate aos problemas que poderiam matar sua planta.

Na dúvida, você também pode contratar um profissional que combata as pragas para você. Basta procurar na internet ou na loja de jardinagem mais próxima da sua casa.

Pronto! Agora você já sabe como cuidar de rosas e conhece vários tipos da planta! Lembre-se que os cuidados começam com um plantio correto, mas você precisará ficar sempre de olho na flor. Assim, terá facilidade em perceber pragas e outros problemas.

Escreva um Comentário