Você sabia que grama para sombra é uma “adaptação” da grama “comum”?  Veja no texto!

Escolher a grama para sombra corretamente é o primeiro passo para deixar seu jardim sempre bonito. Afinal de contas, grande parte das espécies de grama precisa de luz contínua do sol. Se alguma dessas for cultivada em um espaço de sombra, a grama morrerá.

São várias as espécies de grama disponíveis para o cultivo, seja no jardim, no quintal, parte da calçada ou mais. A Esmeralda, por exemplo, costuma ser a que possui verde mais intenso, quase brilhante. Ela é bastante comum na jardinagem.

Em todo o caso, não existe grama que sobreviva se ficar 100% do tempo sem sol. Ou seja, não existe uma grama para sombra, mas apenas para meia sombra.

Qualquer grama precisa do sol!

grama para sombra ilustrativo

As plantas realizam o processo chamado fotossíntese. Por meio dele, os vegetais obtém energia, se mantendo fortes e saudáveis.

Também é nesse processo que o oxigênio é produzido e liberado, melhorando a qualidade do ar que respiramos. É por isso que áreas arborizadas são tão melhores para a sua saúde respiratória.

O ponto é que, sem a fotossíntese, as plantas morrem. E a fotossíntese só é realizada após a grama receber luz do sol. Se permanecer 100% do tempo na sombra, a grama não receberá a luz e, portanto, não conseguirá produzir sua energia.

Considerando tudo isso, é sempre importante que a grama cultivada receba luz do sol. O necessário é que haja incidência solar por, pelo menos, 40% do dia. Sol direto, para que as plantas realmente recebam o que precisam. É por isso que as gramas existentes são para meia sombra, e não para sombra.

Mas vale dizer que, se necessário, você pode plantar a grama em áreas totalmente sombreadas. No entanto, o verde não vai durar muito tempo, precisando ser trocado brevemente.

Outra opção é usar equipamentos de luz artificial, que iluminem a grama imitando a luz solar. Isso é comum em jardins internos, e pode ser uma solução interessante.

De qualquer forma, apenas algumas espécies de plantas conseguem atingir seu máximo em áreas pouco iluminadas.

Por isso, na hora de escolher a melhor cobertura verde, é importante avaliar bem as características de cada tipo de grama. A planta precisa conseguir se adaptar, especialmente considerando que todas as gramas são, originalmente, cultivadas sobre sol intenso.

A adaptação da espécie é uma característica presente, por exemplo, na grama de tipo São Carlos. Mas há outras que também podem ser utilizadas na sombra. Veja algumas opções e as características de cada uma a seguir!

Os tipos de grama

Vários fatores precisam ser avaliados na hora de escolher a melhor grama para o seu espaço, como citaremos no próximo tópico. Mas o primeiro cuidado é, em dúvida, selecionar a melhor espécie de planta. Não só de acordo com o aspecto desejado.

Grama São Carlos

A grama São Carlos tem folhas largas e lisas, sendo muito comum em pátios mais amplos e campos de futebol (quando a grama utilizada não é artificial). Sua cor varia entre o verde mais claro e o escuro, dependendo da luz presente no ambiente.

Esse tipo de grama forma um gramado denso e bastante resistente a pisoteios. Ela também é resistente a solos encharcados e luz intensa do sol. Aliás, é necessário cultivar a espécie a pleno sol ou a meia sombra.

Grama Santo Agostinho

Também chamada de grama Inglesa, a grama Santo Agostinho tem folhas menores, lisas e arredondadas. O gramado formado por ela também é denso, apesar de mais baixo em relação ao São Carlos.

O recomendado é utilizar essa grama para o paisagismo, e apenas ele. Isso porque, a espécie não é muito resistente ao pisoteio. Logo, o fluxo intenso de pessoas poderia estragar a superfície.

Outra característica da grama Inglesa é que ela é resistente à salinidade do solo, então pode ser interessante para regiões marítimas. Ainda assim, o solo para o plantio não pode ser muito seco. O cultivo dessa opção pode ser feito sob luz plena ou meia sombra.

Grama Preta

Essa espécie não é classificada pelos especialistas como grama, pois não é uma gramínea. Ainda assim, ela pode ser muito bem cultivada para a forração do chão, seja na jardinagem ou em um pátio. Nesse caso, porém, a planta precisará ser podada regularmente, ou se tornará um pequeno arbusto. Ela também dá frutos de modo regular.

As folhas da grama preta são finas e compridas, além de terem uma cor verde-escura. Ela não resiste ao pisoteio, então é mais indicada para o paisagismo. A planta precisa de luz direta do sol ou de meia sombra.

Grama Esmeralda

Como já citado, a grama Esmeralda tem uma cor verde-clara intensa, quase brilhante sobre a luz do sol. Suas folhas são bastante finas e podem crescer aproximadamente até 10 cm se não forem podadas. Neste caso, o resultado é um gramado “fofo” ao toque.

Uma vantagem da grama Esmeralda é que elas dificultam muito o crescimento de ervas daninhas, diminuindo o trabalho para o cuidado do espaço. Essa espécie pode ser plantada em espaços de sol pleno ou meia sombra, apesar de ser indicado que ela receba sol mais do que em 40% do dia.

Como escolher a melhor grama para sombra?

grama para sombra ilustrativo

Escolher a melhor grama para o seu paisagismo pode ser uma tarefa complicada. Por isso, é sempre indicado conversar com um especialista no assunto.

Nossa dica é procurar uma loja de jardinagem e conversar sobre a luminosidade, solo e mais. Dessa forma, será mais simples ao vendedor entender a situação e perceber as espécies indicadas para você.

Para essa conversa, informe, por exemplo, a umidade da área em que grama será plantada. Isso é necessário já que algumas espécies de grama vão precisar de um solo mais seco. Outras, preferem áreas úmidas e luz intensa.

Outra dica é verificar em que tipo de solo a grama será plantada. Se for o caso, leve uma amostra ao especialista, ou peça para que a empresa responsável venha à sua casa. Os diferentes tipos de solo requerem diferentes tipos de grama, pois possuem mais ou menos nutrientes, alcalinidade etc.

Além disso, lembre-se de sempre avaliar o grau de pisoteio da área, pois alguns gramados não resistem ao tráfego intenso de pessoas.

Com todos esses cuidados, o plantio da sua “grama para sombra” será mais acertado, garantindo uma superfície verde, saudável e sempre bonita.

Escreva um Comentário