A grama preta, apesar do que seu nome sugere, não é preta, nem indicada para forrar o gramado. Mas ela pode ser uma ótima opção decorativa para a parte externa e jardins de inverno do imóvel.

Normalmente, a grama preta é utilizada para diferenciar uma parte do gramado, apenas como uma decoração. Sua cor é de um verde mais escuro, bem diferente dos gramados para tráfego.

Por isso, ela não é indicada, por exemplo, para campos de futebol ou para o quintal de casa. A grama preta só é indicada para aplicação em pequenos espaços, estabelecendo “malhas” e molduras no espaço.

Além disso, essa grama tem aspecto mais “fofo”, alto. Cada uma das suas folhas é fina e longa, o que cria esse visual.

A seguir, falamos mais sobre essa opção de grama. Continue lendo!

Características da grama-preta

Também chamada de grama anã, pelo de urso ou grama japonesa, a grama preta é uma das preferidas de paisagistas. Afinal, como já citado, seu objetivo é decorativo, com folhas longas, finas e verde-escuras.

Cada folha pode chegar até 20 centímetros de altura, especialmente porque sua poda não é frequente. O ideal é apenas podar a grama quando o seu tamanho começa a atrapalhar a decoração.

As folhas deste tipo de grama também não suportam muito o pisoteio. Então, é importante evitar esse contato direto com a planta, especialmente se ela estiver na garagem ou quintal.

Seu plantio é interessante, especialmente, para áreas sombreadas. Isso faz dela uma ótima opção para jardins de inverno.

Normalmente, a grama-preta é vendida na forma de placas. Por isso, é fácil instalá-la, apenas posicionando as placas uma do lado da outra.

Nesse caso, será preciso ter cuidado com o “desenho” criado pelo gramado. Ele deve ser bem pensado para que se mantenha bonito quando as folhas crescerem.

Mesmo não precisando de poda frequente, a grama verde se mantém saudável durante todo o ano. Dificilmente sua cor verde-escura muda, a menos que a planta seja atingida por pragas.

Logo, os cuidados necessários são básicos, de irrigação e não pisoteio. Fora isso, é preciso apenas ter atenção às mudanças de cor que, se ocorrerem, serão indicativas de problemas.

Vale lembrar que o aspecto deste tipo de grama é mais rústico. Inclusive porque não é indicada podá-la com frequência. Assim, é preciso combiná-la bem com a decoração. Se o espaço tiver aspecto muito urbano, a grama preta pode não trazer um resultado tão atraente.

Combinar o aspecto da grama escolhida com a sua ideia de decoração vai garantir resultados mais bonitos.

Como plantar grama preta?

Como citados, é comum que a grama-preta seja comercializada em placas. Assim, basta posicionar as placas lado a lado, cobrindo o espaço desejado.

Mas, além do plantio por placas, a grama-preta pode ser cultivada por meio de mudas. Nesse caso, você precisará preparar a terra com um bom adubo orgânico.

grama preta muda

Em seguida, faça pequenas valas para inserir as mudas na terra. É importante que as raízes de cada muda fiquem totalmente cobertas pela terra. A melhor época para o plantio é o outona ou e a primavera.

Esse tipo de planta é muito utilizado em jardins de inverno, canteiros de flores e em caminhos de pedras. Como não precisa de muita irrigação, nem de muito sol, a gramínea pode ser cultivada em áreas de sombra ou calor extremo.

Molhá-la também não será uma tarefa diária, apesar de necessária, dependendo da instalação. Um jardim com flores, por exemplo, deve precisar de água algumas vezes por semana. Tudo vai depender dos tipos de flores e outras plantas escolhidas para o cultivo.

Apesar de não ser resistente ao pisoteio, a grama-preta é resistente a diversos outros fatores, como você viu até aqui. Então, você poderá plantá-la em diferentes climas e condições. Menos os mais frios — climas frios demais podem matar a planta.

Só tenha cuidado especial de combinar a planta com as demais, no aspecto visual e de cultivo. Se você unir a grama a uma flor que precisa de muita irrigação, o gramado pode morrer com o exagero de água.

De qualquer forma, o mais indicado é plantar a grama-preta em espaços com clima quente e uma ligeira umidade. Com essas condições, as folhas se desenvolverão mais rapidamente.

Como cuidar da grama preta?

Se você leu este texto até aqui, já percebeu que a grama-preta não precisa de muitos cuidados. Mas aqueles necessários são realmente importantes. Então:

  • Evite, ao máximo, o pisoteio sobre a grama, inclusive plantando-a em locais com pouco fluxo de pessoas. Esse impacto pode danificá-la e dificultar o seu crescimento.

  • Não pode a grama, a menos que o seu visual comece a atrapalhar a decoração do espaço. O ideal é ficar de olho na planta e apará-la de forma espaçada, apenas quando realmente necessário.

  • Realize a irrigação da grama de forma regular. Se o espaço for quente, essa irrigação pode ser feita a cada dois dias; se for na sombra ou mais frio, o intervalo pode ser um pouco maior. A dica é não encharcar o solo, para que as raízes da planta não mofem.

  • Faça a adubação da grama a cada seis meses, com substratos ricos em nutrientes.

Como podar a grama preta?

Para podar a grama-preta, é preciso ter atenção ao seu tamanho, como citado. Mas, além desse momento, a poda pode ser feita para eliminar folhas danificadas ou doentes.

Se as folhas estiverem doentes, vão aparecer com cores amareladas, e depois marrons. É importante eliminar a praga antes que todo o gramado seja danificado. Para isso, será preciso utilizar a poda e aplicar um fungicida para tratar a grama.

Se os fungos atingirem as raízes, será preciso arrancar a grama-preta do solo e tratar a terra com o fungicida.

Para a poda, será preciso utilizar uma tesoura própria para jardinagem. O passo a passo está listado abaixo.

  • Misture 70% de álcool isopropílico a 30% de água;

  • Mergulhe a tesoura nessa mistura, mantendo-a ali por cinco minutos;

  • Corte as folhas logo abaixo da área afetada pelo fungo, ou na região em que você deseja diminuir o tamanho da planta;

  • Recolha todas as folhas aparadas e jogue-as no lixo. Não deixe-as espalhadas, especialmente as afetadas por fungos, ou elas poderão danificar todo o gramado.

Qual o preço da grama-preta?

O custo da grama-preta varia segundo uma série de fatores. Como a loja de compra, a região do país, a quantidade adquirida pelo consumidor e mais.

De qualquer forma, a sua média de preço é de R$ 30,00 por metro quadrado.

Para encontrar o melhor preço do mercado, é importante que você pesquise entre as lojas disponíveis na sua cidade. Avalie as ofertas e promoções, para que a instalação do seu gramado tenha bom custo-benefício.

grama preta passeio

Conheça outros tipos de grama

Além da grama-preta, existem diversas outras espécies de gramado para plantar. Cada um deles tem um visual diferente e é indicado para pisoteio ou não.

Na hora de escolher a grama, é importante pesquisar sobre cada uma. Inclusive avaliando o clima que cada gramado precisa e as pragas que eles podem enfrentar. Isso vai garantir que a sua rotina com a planta será simples e que ela trará um belo visual para o espaço.

Para te ajudar com a sua escolha, apresentamos brevemente alguns tipos de gramado logo abaixo. Acompanhe!

Grama Esmeralda

A grama esmeralda é uma das gramas mais utilizadas em espaços em que vai haver pisoteamento. Suas folhas são estreitas e de tamanho médio, com uma cor verde-esmeralda, mais clara.

Outro destaque dessa espécie é que ela cria um atapete gramado macio e resistente. Por isso, ela é indicada para áreas industriais e jardins residenciais. Assim como para playgrouds e campos de futebol e para outros esportes.

O ideal é sempre manter a grama a pleno sol, pois ela precisa da luz para se desenvolver. Sua irrigação deve ser periódica, rotineira, mas sem deixar o gramado encharcado.

Grama Batatais

Enquanto isso, a grama batatais tem folhas mais grossas e irregulares. Por isso, seu toque não é tão macio quanto da grama esmeralda.

Ainda assim, esse tipo de gramado é indicado para áreas de tráfego de pessoas, pois é resistente ao pisoteio. Ela também é ideal para a cobertura de solos mais fracos, pois consegue filtrar a água e evitar a erosão.

Suas cores são de um verde mais claro, mas uniforme. Além da sua resistência ao pisoteio, a grama resiste a pragas e ao sol. Mas ela precisa ser podada com frequência, pois seu crescimento é rápido. Seu plantio é muito comum em áreas públicas.

Grama São Carlos

A grama São Carlos tem folhas com quase um dedo de espessura. Elas são lisas e de uma cor verde-escura, que criam o visual de um tapete mais rústico.

Seu plantio pode ser feito em diferentes áreas. É preciso, apenas, que o gramado conte com sol em parte do dia. Se colocada em uma área totalmente sombreada, a planta pode não sobreviver.

De qualquer forma, esse tipo de grama é resistente ao pisoteio, às pragas e a ervas daninhas. Em jardins e áreas industriais, ela costuma dar um belo visual ao espaço.

Grama Santo Agostinho

Já as folhas da grama Santo Agostinho crescem umas sobre as outras, de lado. Isso dá um aspecto menos denso ao gramado, deixando-o colado ao chão. Sua sensação na pele pode ser mais áspera que as demais, apesar de a grama ser resistente ao tráfego, pragas e doenças.

A cor desse tipo de gramado é mais “apagada”, de um verde-escuro. Ele é ideal para áreas semi-sombreadas, regiões praianas e de alta umidade.

Grama Bermuda

As folhas da grama bermuda também crescem de lado, mas têm uma estrutura mais densa e macia. Elas são estreitas e uma cor verde viva.

Para plantar esse tipo de gramado, vale a pena pensar em espaços que vão sofrer pisoteio. Afinal, a planta é resistente ao alto fluxo de pessoas, especialmente porque se regenera rápido.

Grama Coreana

Por último, entre as tantas opções de grama que existem, vamos citar a grama coreana. Ela cresce em montes “afofados” de folha, o que cria um toque macio e relativamente irregular se não podado.

As folhas desse gramado são de um verde intenso e bastante finas. Elas são ideais para arranjos de plantas, vasos e jardins que incluam forração.

Agora você já conhece bem a grama-preta e outras opções de gramado. Qual deles é o mais indicado para o plantio no seu imóvel? Você pretende plantá-lo no jardim interno ou externo? Conte para a gente nos comentários deste post!

Escreva um Comentário