A flor begônia é uma das favoritas para os jardins e mais comuns, pois ela costuma florescer na maior parte do ano e é fácil de cultivar. Embora existam mais de mil espécies e diversas variedades híbridas de begônias, suas cores fortes e marcantes são únicas por oferecerem uma enorme variedade de tons de rosa, branco, amarelo, vermelho e laranja.

Por isso, ela é uma planta ornamental muito apreciada por decoradores e paisagistas por conta da beleza e exuberância das suas flores e de suas folhagens verdes ou avermelhadas, capazes de compor uma decoração bastante original nos jardins, canteiros ou vasos, até mesmo dentro de casa.

Além disso, as begônias são símbolo de jovialidade, felicidade, delicadeza, cordialidade e fertilidade, principalmente no Feng Shui. Por conta disso, elas também costumam ser muito presenteadas à pessoas queridas.

A flor begônia é nativa de regiões tropicais, por isso é muito comercializada no Brasil plantadas em vasos. Mas apesar da grande diversidade do gênero, os cuidados e cultivo são semelhantes, sendo necessário apenas ficar atento à exposição da planta ao sol e ao vento.

Quer saber mais sobre as begônias? Então, continue lendo o artigo abaixo para entender como cuidar delas e identificar algumas espécies. Vamos lá!

Um pouco mais sobre a flor begônia

A flor begônia é de origem tropical e possui inúmeras espécies.
A flor begônia é de origem tropical e possui inúmeras espécies.

Begônias pertencem ao gênero Begonia, da família Begoniaceae, com cerca de 1400 espécies. São plantas ornamentais de folhagem característica e flores atraentes, originárias de regiões da América tropical, mais precisamente de florestas úmidas, com muitas espécies epífitas ou rupícolas, embora a maioria seja terrestre.

O nome da flor Begônia foi uma homenagem do naturalista Charles Plumier a Michael Begon (1638 – 1710). Elas são plantas ornamentais muito apreciadas por serem duradouras, devido aos tubérculos subterrâneos, em algumas espécies, que as mantêm vivas por muitos anos, embora a parte aérea normalmente pereça no fim de cada ciclo anual. Mas mesmo outras espécies sem tubérculos podem durar bastante, sobrevivendo por décadas sem perder o viço.

Características da flor begônia

Quase todas as espécies se propagam por meio de rizomas, sendo que a maioria possui caules aéreos herbáceos e são cultivadas como ervas. Porém, muitas outras espécies, como a “begônia-asa-de-anjo” (Begonia coccinea) e a “begônia-metálica” (Begonia aconitifolia), desenvolvem caules eretos e consistentes, que podem alcançar até 1,5 metros de altura.

As folhas das begônias são bem atraentes, de formato reniforme incomum, e extremamente coloridas. Como por exemplo, a Begônia rex, que possui folhas enormes, de cores que variam do bronze ao rosado, vermelho, prateadas ou brancas, com pintas, estrias e manchas de cores alternadas.

Já outras espécies, como a “begônia-cruz-de-ferro” (Begonia massoniana) e a “begônia-preta” (Begonia boverii) também se destaca pela folhagem ornamental.

As flores das begônias são pequenas, ornamentadas por brácteas brancas ou coloridas, que as tornam muito atraentes. As tonalidades podem ser variadas e intensas, variando do branco ao vermelho, passando pelos amarelos e laranjas.

Como cuidar de begônias

O cutivo da flor begônia é fácil, embroa ela seja uma planta delicada.
O cutivo da flor begônia é fácil, embroa ela seja uma planta delicada.

Apesar de ser duradoura, a flor begônia é uma planta delicada que depende de alguns cuidados para se desenvolver de forma adequada e por muito tempo. Além disso, por conta da variedade de espécies, é preciso sempre verificar se ela é adequada para dentro ou fora de casa, antes de adquirir um exemplar.

Assim, os métodos de cultivo podem variar de espécie para espécie, sendo que é preciso identificar se a planta pertence a uma espécie terrestre, epífita ou rupícola.

De um modo geral, as begônias são cultivadas em solos orgânicos, bem drenados, protegidas da luz solar direta, pois gostam de sombra e não toleram ventos fortes e correntes de ar.

Como são plantas tropicais, elas se desenvolvem melhor quando não estão diretamente expostas ao sol ou chuva e em temperatura entre 20 e 28 graus, mas precisam de muita luz. Por serem muito sensíveis, não suportam mudanças bruscas de clima, nem excesso de água.

No entanto, elas precisam de regas regulares. A dica é regá-las a cada quatro dias, diretamente na terra, evitando molhar as folhas e mantendo as raízes da planta sempre úmida, mas nunca encharcada.

As regas também podem ser mais frequentes após o plantio, até ela se estabilizar, podendo diminuir mais o tempo entre as regas, especialmente no inverno, deixando o solo meio seco. Já nos dias de calor mais intenso a espécie precisa de mais água. No caso dos vasos, eles precisam ter aberturas para o escoamento da água não absorvida pela planta.

Com relação ao solo, ele deve ser ácido e misto, que possui um nível mais baixo de pH. O ideal é que ele seja preparado com uma parte composta por areia e terra, e a outra com húmus ou esterco.

Para a adução, o indicado é usar torta de mamona, farinha de peixe ou de sangue, salitre-do-Chile, uréia, nitrocálcio ou NPK rico em N, de 2 em 2 meses, tomando cuidado sempre para remover as folhas e flores mortas, para que não contaminem o solo ao caírem.

Como plantar a flor begônia

A flor begônia deve ser cultivada à sombra com regas frequentes.
A flor begônia deve ser cultivada à sombra com regas frequentes.

Por conta da sua aparência atraente e o colorido das suas flores, a begônia é uma planta muito utilizada para decorar residências de todos os estilos, dentro e fora de casa, em canteiros, vasos ou nos jardins.

Para plantar a flor begônia, é preciso ficar atenta à época do plantio, pois ela prefere climas quentes e não suporta as baixas temperaturas. Mas se bem tratada, é capaz de florescer durante o ano todo, nascendo e murchando a cada estação.

Sendo assim, o ideal é comprar mudas próximas à fase de floração e escolher bem o local onde a begônia será plantada. Se o vaso for pequeno, por exemplo, essa falta de espaço pode acabar impedindo a expansão da raiz e prejudicando a troca de nutrientes entre as partes da planta.

Por isso, quando você comprar ou ganhar uma flor begônia, observe se o vaso tem espaço suficiente para o desenvolvimento das raízes, senão transfira-a para um local onde o seu desenvolvimento seguirá de forma natural.

Outra dica é escolher o tipo de begônia conforme o local de plantio. Para o plantio em vasos, por exemplo, as espécies mais indicadas são: Begônia sarmentosa (Begonia sarmentacea), Begônia de folha (Begonia x sementacea) e Begônia olmo (Begonia ulmifolia) ou prateada (Begonia venosa).

Já para o plantio em canteiros, diretamente no solo, a mais indicada é a Begônia semperflorens, plantando sempre em meados de abril. Depois, basta seguir os passos abaixo:

  • Passo 1: Escolha o local para o plantio. Lembre-se que as begônias preferem climas quentes e luz indireta. No caso dos vasos, coloque-o perto de janelas para que ela receba luz indireta. A temperatura ideal para uma begônia é de 20° a 28 graus, assim evite colocá-la em locais com vento e correntes de ar frias;
  • Passo 2: Prepare a terra. No caso dos canteiros, misture uma parte de terra vegetal e uma parte de terra comum de jardim com duas partes de composto orgânico. Já para o plantio em vasos, o solo deve ser enriquecido de matéria orgânica e ter boa drenagem para não reter água;
  • Passo 3: Retire as folhas mortas para arejar a planta e evitar fungos;
  • Passo 4: Nessa primeira fase, regue com bastante frequência, evitando encharcar o solo, até que ela se adapte bem ao local. Entre um rega e outra espere o solo secar e nunca molhe as folhas e flores;
  • Passo 5: Aplique o adubo na primavera, quinzenalmente.

Principais espécies de begônias

Há muitas espécies de begônias.
Há muitas espécies de begônias.

Existem mais de 1.400 espécies de begônias catalogadas, porém as mais conhecidas são as que florescem em formato de buquê. É possível encontrar a flor begônia de várias cores diferentes, como vermelha, rosa, amarela, branca, preta, mesclada, entre outras.

Algumas espécies de begônia são mais populares que outras, como a begônia Rex, que por conta das suas folhas coloridas são muito apreciadas em jardineiras e vasos. Já a begônia metálica é uma espécie nativa do Brasil, que possui folhas grossas no tom verde com pontos prateados.
Veja abaixo mais sobre estas espécies:

Begônia Rex

A flor begônia Rex é amis apreciada pelas folhagens.
A flor begônia Rex é amis apreciada pelas folhagens.

A Begônia Rex é uma das espécies mais bonitas por causa do colorido de suas folhagens, nem tanto pelas flores, pois o apelo visual do colorido delas é bem maior em comparação às flores.

Elas têm desenho colorido, de cores intensas e formas largas e irregulares. As cores podem variar de um verde intenso ao vermelho, bordô e prateado. Ela é ideal para o cultivo no interior da casa, mas é preciso evitar que ela fique próxima às janelas para não expô-la diretamente à luz solar.

Outros cuidados importantes são afastar a planta de ar condicionado e de temperaturas baixas, além de sempre mantê-la úmida, mas sem encharcar.

Além disso, a Begônia Rex precisa ser plantada em um solo rico, arejado e com boa drenagem, sempre fazendo a remoção de folhas velhas para melhorar a circulação de ar entre as folhagens, a fim de evitar o aparecimento de fungos.

Begônia Vermelha

A flor begônia vermelha é muito apreciada pela cor intensa e pela simbologia.
A flor begônia vermelha é muito apreciada pela cor intensa e pela simbologia.

A begônia vermelha é uma das espécies mais comercializadas no mercado pelo seu significado e cor intensa. Essa variedade de flor begônia pode ser encontrada facilmente nas floriculturas, pois é símbolo de fidelidade e cordialidade.

Ela precisa de uma temperatura entre 20° e 28° para se desenvolver adequadamente e não deve ser exposta ao sol ou a chuva forte, pois não tolera grandes mudanças de temperaturas. Entre uma rega e outra, deixe a terra secar e procure umedecer a planta a cada 4 dias sem molhar as folhas.

Begônia cerosa

flor begonia cerosa

A begônia cerosa tem flores delicadas, mas pode ser cultivada em jardins, pois é uma espécie que necessita de luz solar. Ela é uma planta suculenta e rústica que pode compor maciços e bordaduras de canteiros, mas precisa ser cultivada em pleno sol ou meia sombra, tendo que ser trocada anualmente.

Begônia venosa

flor begonia venosa

Diferente da begônia cerosa, a begônia venosa precisa de locais úmidos e sombreados, podendo ser plantada no jardim, embaixo de árvores ou canteiros próximos aos muros. Ela é uma espécie vertical que possui folhas arredondadas e espessas.

Begônia metálica

flor begonia metalica

A begônia metálica é uma espécie muito usada em paisagismos plantada em grupos em composição com outras plantas. Quando plantada no solo pode atingir a altura de 1,5 metros, sendo que suas flores de coloração rosa florescem no verão.

Imagens de begônias para se inspirar ainda mais!

Já percebemos que as begônias são plantas belíssimas e que possuem uma gama muito rica e diversificada de espécies, assim como variedade de cores. Embora algumas espécies de begônias são apreciadas pelo encanto de suas flores, outras possuem apelo maior pelas suas folhagens.

Selecionamos algumas imagens abaixo de diversas espécies para que você possa se inspirar e se encantar ainda mais pela beleza da flor begônia. Veja abaixo:

Escreva um Comentário