Tipos de Escadas: Internas, Externas. Guia Completo!

Os diversos tipos de escadas existentes fazem bem mais do que ligar andares. Elas podem ser as responsáveis por compor o ambiente, decorando o espaço com diferentes tipos de materiais. Podem ainda criar certa sensação de harmonia entre os cômodos, ou intensificar a percepção de um espaço elegante e imponente.

Com tantas funções assim, é fundamental que a escada de casa seja bem projetada. Afinal, seu visual vai fazer total diferença na apresentação da sua decoração. Logo, é importante que você conheça as estruturas principais de uma escada.

O primeiro componente deste tipo de estrutura é o piso. O piso é o espaço dos degraus em que os indivíduos pisam para subir e descer da estrutura. Já os chamados espelhos são as superfícies verticais de cada degrau, ou seja, onde os dedos dos pés quase encostam quando o usuário sobe a escadaria.

Outra parte importante do sistema é o patamar, ou seja, uma estrutura de piso mais comprida que os demais degraus. Inserir um patamar é essencial principalmente em escadas mais extensas. Isso porque, ele dará aos indivíduos um espaço maior para rápido descanso antes de continuar o “trajeto”.

Finalmente, há dois itens de segurança indispensáveis. Primeiro, a estrutura conhecida como guarda-corpo. Instalado de forma vertical à escadaria, ele geralmente possui altura pouco mais alta do que a cintura de um indivíduo. Ele é o responsável por evitar a queda dos usuários para fora da escada.

Já o corrimão é o que dá apoio aos indivíduos, principalmente na subida. Ele evita a ocorrência de quedas, muito comuns com idosos e crianças.

Tipos de materiais para escada

Montar uma escada é uma atividade estrutural considerada relativamente simples. Especialmente porque ela pode ser produzida com os mais diferentes materiais. É importante apenas verificar se o material escolhido se adequa à decoração desejada.

Dentre as peças utilizadas, as mais comuns são feitas de madeira, aço e concreto. A combinação destes materiais é igualmente comum, e garante grande segurança e beleza ao item.

Além destes, porém, também é comum que seja utilizado vidro, tanto para a composição dos degraus, quanto para o guarda-corpo. Neste caso, é fundamental que o vidro seja de segurança, um tipo do material que não se quebra facilmente.

Entre os vidros de segurança disponíveis está o vidro temperado. Suas características principais são a resistência, além do seu modo de quebra diferenciado. Quando danificado, o material gera pequenos fragmentos arredondados de vidro, em vez dos cacos pontiagudos dos vidros comuns. Escadas de vidro, aliás, costumam oferecer maior elegância ao ambiente, e deixam-no mais clean.

Como escolher o tipo de escada?

Como citado anteriormente, um dos modos de escolha do tipo de escadaria a ser utilizado é pensar em sua combinação com a decoração. Não apenas em relação ao material da estrutura, mas também observando o seu formato. Escadas retas, por exemplo, são consideradas mais simples, mas podem oferecer cerca imponência de acordo com a decoração já existente no espaço.

Pensando ainda na decoração, uma escada de madeira pode ser interessante para casas mais rústicas. Enquanto isso, as de aço tornam o ambiente mais simples, enquanto as de alvenaria são consideradas mais básicas.

Ao mesmo tempo, é importante analisar quem serão as pessoas a utilizar a escada. Idosos e crianças, por exemplo, terão maior dificuldade em caminhar por estrutura em caracol. Se for normalmente necessário carregar volumes para o andar de cima, a estrutura reta poderá facilitar este serviço.

Lembre-se ainda de avaliar o local de posicionamento da escadaria. Se o espaço for pequeno, é mais interessante que a estrutura não seja tão imponente, para que não ocupe espaço em demasiado. Colocar a escada no meio de um cômodo, dividindo ambientes, pode ser ótima alternativa, desde que a opção seja abem planejada.

Se o objetivo é aproveitar melhor o piso de ambos os andares, o indicado é que a escadaria seja mais íngreme. Assim, o espaço sob ela será maior, permitindo o posicionamento mesmo de móveis mais altos.

Internas em sobrados

1) Escada em L

Uma escada em L é a que possui parte reta, e muda de direção em determinado momento, em 90 graus. A mudança pode ser gradual, com degraus em leque, ou então por meio de um patamar. Como é pouco mais “complexa”, é mais comum que a escadaria seja utilizada em ambientes internos, especialmente posicionada “colada” a uma parede.

Imagem relacionada

2) Escada em U

Numa escada em U, o patamar é algo obrigatório, e geralmente maior que nas escadas retas ou em “L”. Esse patamar é inserido no meio da estrutura, e só assim configura o formato em “U”. Quando o indivíduo chega a este patamar, os degraus mudam de direção, e levam-no para o sentido oposto.

Resultado de imagem para Escada em U

Escadas externas

Ao escolher uma escada para ambientes externos, o principal ponto a ser observado é a característica antiderrapante do material utilizado. Afinal de contas, espaços externos estão mais sujeitos à umidade, e o acúmulo de água pode causar escorregões em quedas. Assim, escolha sempre materiais que não mudem com a umidade, como a madeira faz, e que não escorreguem.

3) Escada reta

Para começar a citar os tipos de escada, escolhemos a escada reta. Mais básica, a estrutura consiste na instalação de apenas um lance de escadas, sem que em nenhum momento o indivíduo mude sua direção. Caso a altura da estrutura seja grande, é possível instalar um patamar no meio dela, dando assim espaço para descanso rápido dos indivíduos. Ela pode ser utilizada em ambientes externos ou internos.

Resultado de imagem para Escada reta

4) Escada em U em mármore

Uma escada em mármore pode ter diferentes efeitos na decoração de casa, de acordo com a sua cor. Peças brancas, por exemplo, criam visual clean, enquanto as pretas são elegantes e as coloridas mais jovens e modernas.

Resultado de imagem para Escada em U em mármore

5) Escada em U com piso em granito

O granito é um material caracterizado por uma série de pontos coloridos e pontilhados pretos. Os tons disponíveis no mercado são as mais variadas, e as mais claras costumam oferecer resultado mais clean aos espaços.

Resultado de imagem para Escada em U com piso em granito

Internas de concreto

6) Escada em U em concreto e com espelho vazado

Assim como no caso das escadas de madeira com espelho vazado, as de escadas de concreto devem possuir degraus mais finos. Se mantidos na cor da argamassa, os pisos podem criar composição bastante elegante ao ambiente.

Resultado de imagem para Escada em U em concreto e com espelho vazado

7) Escada reta com patamar de concreto

Não importa qual o tipo de material que compõe a escada – estruturar um patamar de concreto pode ser interessante para garantir a maior segurança dos indivíduos. Não significa que patamares de outros materiais sejam pouco seguros, mas que o concreto pode criar uma estrutura maior e mais maciça.

Resultado de imagem para Escada reta com patamar de concreto

De alumínio e aço

8) Escada em U com aço inox

Toda escada em aço inox cria a sensação de imponência, e por isso deve ser bem combinada com a decoração do ambiente. Do contrário, o contraste de estilos não será nada atraente.

Resultado de imagem para Escada em U com aço inox

9) Escada reta com estrutura metálica e piso madeira

Quando mistura metal e madeira, e escada ganha ar moderno, mas sem perder o aspecto clássico da estrutura. Os tons dos materiais utilizados também influenciam no resultado.

Resultado de imagem para Escada reta com estrutura metálica e piso madeira

10) Escada reta em aço e espelho vazado

Com este tipo de escada, a decoração ganha um aspecto mais “frio”, mas também mais moderno.

Resultado de imagem para Escada reta em aço e espelho vazado

11) Escada metálica em U com degrau madeira

A mistura entre madeira e aço numa escada cria composição bastante bonita. O aço pode ser aplicado na base da estrutura, enquanto os degraus em madeira darão ar mais aconchegante ao espaço.

Resultado de imagem para Escada metálica em U com degrau madeira

De alvenaria

12) Escada em U em concreto

Peças em concreto são as mais fáceis de serem estruturadas. Nem por isso, contudo, precisam ser “sem graça”. Invista numa escada em U e colorida. As tintas disponíveis no mercado pode oferecer diferentes cores e texturas à armação.

Resultado de imagem para Escada em U em concreto

13) Escada em L em concreto

Estruturas em L são as ideais para espaços menores, e a melhor forma de estruturá-la e “colar”, engastar, um dos lances de degraus na parede. O concreto pode ser mantido no tom da argamassa, ou então pintado com a tinta desejada.

Resultado de imagem para Escada em L em concreto

Internas simples

14) Escada reta com degrau plissado

Escadas retas com degrau plissado são interessantes quando posicionadas logo na entrada do imóvel, dando a possibilidade dos convidados e moradores subirem ao patamar superior.

Resultado de imagem para Escada reta com degrau plissado

15) Escada em U com madeira

É interessante que uma escada em “U” sempre possua corrimão, especialmente as de madeira. Lembre-se ainda que, por mais que seja impermeabilizado, o material pode manchar se acumular água. Além, é claro, de se tornar escorregadio e perigoso.

Resultado de imagem para Escada em U com madeira

16) Escada reta com madeira e vidro

A combinação entre a madeira e vidro em uma escada cria um resultado elegante e aconchegante. O ideal é que a madeira componha os degraus, enquanto o vidro estruturará o guarda-corpo.

Veja também nosso post sobre Corrimão de Madeira

Resultado de imagem para Escada reta com madeira e vidro

17) Escada reta com degrau em madeira

Numa escada reta comum, a estrutura abaixo dos degraus é maciça, geralmente feita de alvenaria. Tenha atenção na escolha do guarda-corpo, pois ele dará grande diferença visual ao espaço.

imagem (18)

18) Escada reta com revestimento em madeira

Caso o objetivo seja um visual mais quente e aconchegante, uma alternativa é revestir toda a escada com madeira. Assim, a parte maciça, que normalmente aparece em alvenaria, se torna mais leve e detalhista.

Resultado de imagem para Escada reta com revestimento em madeira

19) Escada reta com revestimento em madeira e espelho vazado

Quando possuir espelho vazado, ou seja, com um “buraco”, é interessante que a escada de madeira tenha degraus mais finos. Assim, o material vai garantir a leveza que a estrutura propõe.

Resultado de imagem para Escada reta com revestimento em madeira e espelho vazado

Internas residenciais

20) Escada caracol (ou helicoidal)

Escadas caracóis possuem um eixo fixo, e os degraus “giram” em volta deste eixo até atingirem o patamar superior. Esse tipo de modelo pode ser inserido em pequenos espaços, mas podem se tornar levemente desconfortáveis caso o sejam.

Resultado de imagem para Escada caracol ]

21) Escada marinheiro

Uma escada marinheiro não é geralmente utilizada em casa, mas pode ser uma ótima alternativa no quarto das crianças. Afinal, para utilizá-la é necessário utilizar o apoio das mãos e dos pés. As crianças podem, assim, adquirir um meio só delas de subir e descer andares, ou mesmo de suas camas-beliche. Tenha atenção, apenas, em garantir a segurança do guarda-corpo, para que acidentes sejam evitados. Esse tipo de escada pode ser interessante ainda para piscinas.

Resultado de imagem para Escada marinheiro casa

22) Escada Santos Dumont

Se o objetivo é uma escada com aspecto mais rústico, a Santos Dumont é a opção. O modelo é uma mistura entre a escada reta e a marinheiro, e possui inclinação bastante acentuada. Ela é ideal para espaços pequenos.

Resultado de imagem para Escada Santos Dumont

23) Escada reta com degrau flutuante em pedra

Toda escada reta com degrau flutuante não possui guarda-corpo. Por isso, é fundamental que a alternativa seja considerada apenas se não houverem idosos ou crianças e casa. Afinal, este público está mais sujeito a acidentes no dia a dia. O uso da pedra cria um visual imponente e elegante.

Resultado de imagem para Escada reta com degrau flutuante em pedra

24) Escada reta com degrau flutuante em madeira

Estruturas em madeira podem ser rústicas ou mais aconchegantes, dependendo do tipo de madeira escolhida. Por isso, cuidado com as cores escolhidas do material, e lembre-se de combiná-las com o restante da decoração. Tenha ainda o cuidado de garantir que o material seja antiderrapante, pois já que não há guarda-corpo, o cuidado deve ser redobrado.

Resultado de imagem para Escada reta com degrau flutuante em pedra

25) Escada reta com degrau flutuante em vidro

O visual de uma escada flutuante em vidro é sempre elegante e clean. Por isso, o material combina especialmente com ambientes com decoração mais clara, inclusive com o uso do branco nas paredes.

Resultado de imagem para Escada reta com degrau flutuante em pedra

26) Escada em U com degrau plissado

No caso de uma escada plissada, tanto as partes superiores, quanto as inferiores dos degraus ganham destaque. Isso significa que a parte debaixo de cada degrau fica à mostra, criando um visual fino, e não inteiriço da estrutura.

Resultado de imagem para Escada em U com degrau plissado

27) Escada em U com degrau plissado e vidro

Aqui, o vidro pode ser aplicado como detalhe dos degraus ou ainda como guarda-corpo da estrutura. É fundamental obter vidro de segurança, como o temperado, que não se quebra facilmente nem gera cacos quando danificado.

Resultado de imagem para Escada em U com degrau plissado e vidro

28) Escada em U como espelho vazado

Como citado no início deste texto, o espelho de uma escada é a parte vertical da escada, em que a ponta dos pés encosta ao subirmos a escada. Numa escada de espelho vazado, por outro lado, não existe estrutura vertical, mas sim um “buraco” no lugar dela. O visual é mais clean e “aberto”.

Resultado de imagem para Escada em U como espelho vazado

29) Escada reta com degraus em porcelanato

O porcelanato é um material resistente e bastante bonito, e por isso vem sendo utilizado nos mais diferentes espaços da casa.

Resultado de imagem para Escada reta com degraus em porcelanato

30) Escada em U com degrau plissado e revestimento madeira

Numa escada plissada e com revestimento em madeira, o resultado visual é bastante interessante. Especialmente porque a madeira é considerada um material nobre. Para aumentar a elegância da estrutura, é interessante que os primeiros degraus sejam mais amplos, e se “afinem” a partir do terceiro ou quarto.

Resultado de imagem para Escada em U com degrau plissado e revestimento madeira

31) Escada com base irregular

Uma escada com base irregular tem seus primeiros degraus de tamanhos diferentes, podendo “fechar” ou “se abrir” até chegarem a um patamar que dará abertura a uma continuidade de degraus do mesmo tamanho.

Tipos de escadas para usar na decoração do seu espaço

32) Escada com gavetas embutidas

Ao invés da base da escada ser maciça, como no caso de escadas comuns de alvenaria, as com gavetas embutidas inserem nessa estrutura alguns compartimentos para a acomodação de objetos. Isso otimiza o espaço da casa.

3

33) Escada plissada com ambientes sob os degraus

Outra alternativa interessantíssima consiste em inserir ambientes sob as escadas plissadas. Nestes casos, há espaços abaixo da estrutura, que podem acomodar um jardim de inverno, biblioteca, adega, espaços de descanso, espaço para brincadeira das crianças e mais.

Resultado de imagem para Escada plissada com ambientes sob os degraus

34) Escada com azulejos coloridos

Inserir detalhes nos espelhos da escada podem criar imenso diferencial na decoração.

Resultado de imagem para escada com espelho

35) Escada com espelhos refletores

Sem dúvida, inserir peças refletoras no espelho da escadaria é uma alternativa ousada e diferente.

Resultado de imagem para escada com espelho

36) Escada circular (ou curva)

No caso de uma escada circular, a estrutura não possui um eixo central no qual gira em torno. O que a caracteriza é um aspecto curvo, mas apenas com algumas voltas não necessariamente padronizadas. A curvas são suaves e orgânicas, e geralmente dão um up à decoração.

Resultado de imagem para Escada circular

Projetos de escada

Independentemente do tipo de escada escolhido, é fundamental atenção a projeto da estrutura. Ele deve estabelecer, por exemplo, uma distância mínima entre o guarda-corpo e a curva da estrutura. Do contrário, os usuários podem se sentir confinados, especialmente se a estrutura for em caracol.

Por isso, conte com arquiteto de confiança para planejar a instalação da estrutura. Assim, você terá a certeza de que todas as medidas serão corretamente realizadas, aproveitando o ambiente ao máximo.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.