Quer saber como preparar um rejunte do jeitinho que você precisa para utilizar em sua obra? Pois então seus problemas acabaram!

Isso pois aqui neste artigo nós iremos focar exclusivamente em lhe ensinar a como preparar o rejunte perfeito! E nós ainda iremos um pouquinho além, lhe ensinando também a como rejuntar, assim você já sai daqui aprendendo a como preparar e a como utilizar, parece um bom acordo, não é mesmo?

Pois então se você quer aprender tudo isto basta continuar lendo este artigo até o fim e vamos lá!

Antes de preparar, vamos escolher o rejunte correto

Antes de você ir lá e preparar o rejunte, o melhor é escolher o tipo certo de rejunte que você irá utilizar, e nós te ajudaremos nisto!

Então, a primeira coisa que você deverá ter em mente é onde você irá utilizar este rejunte. Por exemplo, no caso de aberturas maiores (com pelo menos 3,2 mm) o rejunte lixado é o mais indicado aqui, isso pois este rejunte é misturado com uma areia fina, a qual ajuda a mantê-lo fixo no lugar durante toda a junção, ao invés de encolhê-lo. Em contrapartida, este mesmo rejunte já não é bom para espaços estreitos, uma vez que a areia pode acabar ocupando demais o espaço e enfraquecendo a estrutura.

Agora, se estivermos falando de espaços estreitos, o rejunte não lixado é o mais aconselhável. Isso pois ele irá encolher bastante enquanto seca, porém quanto menor a junção entre os azulejos, menos evidente este efeito será. O poder de fixação deste rejunte, quando o comparamos com o rejunte lixado, é bem maior, o que faz com que ele seja mais fácil de se trabalhar, especialmente se tratando de superfícies verticais.

Já no caso de pedra polida o ideal é que assim que você preparar o rejunte que for utilizar, teste-o primeiramente em alguma superfície, assim você consegue observar se isto não fará com que a superfície seja riscada pela areia, o que lhe dará uma noção do que pode acontecer a pedra polida. Caso a superfície arranhe, o rejunte não lixado pode ser a melhor opção aqui, já se os espaçamentos forem superiores a 3,2 mm, então o rejunte epóxi torna-se uma opção válida.

Ah, e já que nós citamos o rejunte epóxi acima, o melhor local para utilizá-lo é em áreas de alto risco. Isso pois este rejunte além de resistir a ácidos e graxas ainda apresenta uma durabilidade maior do que o rejunte comum, sendo que ele pode ser utilizado como um bom substituto para o rejunte lixado e o não lixado. Quando falamos em áreas de alto risco cuidado para sua imaginação não correr solta, quando na verdade apenas queremos dizer balcões de cozinha e áreas de derramamento de líquidos. Entretanto há cuidados que você deve ter antes de utilizá-lo, como por exemplo selar uma pedra antes de sua aplicação, devido ao fato dele descolorir alguns materiais não esmaltados e porosos.

Mas ok, chega de conversa, vamos aprender logo a como preparar o rejunte!

Como preparar rejunte

Basta que você siga o passo a passo abaixo e pronto, aprenderá a como preparar rejunte de maneira rápida e fácil! Vamos lá?

1 – Comum ou aditivada?

Antes de começar já a preparar o rejunte, pensa bem na possibilidade de utilizar um aditivo nele. Aditivos servem para aumentar as vantagens do rejunte, tais como sua durabilidade, você pode inclusive verificar se o próprio fabricante já não oferece aditivos no rejunte que você está comprando, o que é ainda melhor.

2 – Para preparar o rejunte é só seguir as instruções

Antes de mais nada, comece com o manual de instruções do fabricante em mãos. Sim, apesar de ler instruções ser cansativo e quase ninguém gostar, é lá onde você encontrará tudo o que precisa saber, o que faz disto um excelente ponto de partida!

3 – Juntando tudo

Que tal agora começarmos a juntar os materiais? Pois então certifique-se de ter em mãos:

  • Uma colher de pedreiro;
  • Um par de luvas;
  • Um balde vazio;
  • Uma esponja;
  • Um recipiente com água.

4 – Adicionando os materiais

Comece verificando o rótulo do produto, é lá que você encontrará a informação da quantidade de água e rejunte que são necessárias para o espaço que você quer cobrir. Comece despejando 3/4 desta água no seu balde vazio.

Ah, e se a área que você pretende cobrir for muito grande talvez o melhor seja misturar metade do rejunte e depois a outra metade, assim você não corre o risco do rejunte simplesmente secar antes que você termine tudo.

Agora é a hora de medir a quantidade de rejunte em pó que será necessária para o serviço e o despejar no seu balde com água.

Rejunte e água no balde? Pois então esta é a hora de ter a colher de pedreiro em mãos para ir misturando bem os dois, até conseguir aquela pasta espessa, mas sem empelotar. Uma boa dica aqui é inclinar um pouco o balde pra frente enquanto você vai raspando o rejunte seco das laterais.

Vá agora espremendo água dentro do balde com uma esponja, misturando água com o rejunte, e claro, tudo sem deixar empelotar. Caso a mistura fique muito aguada durante esta etapa, basta adicionar um pouquinho mais de rejunte em pó (por isso é sempre bom guardar um pouquinho do pó para caso seja necessário).

Agora é só deixar que a mistura “descanse” por cerca de 5-10 minutos e então misturá-lo novamente e já o utilizar na mesma hora. É importante que você já utilize o rejunte na mesma hora pois assim que você terminar a mistura ele começará a endurecer, e uma vez que ele endureça (ou até mesmo esteja começando a endurecer) e você não o tenha utilizado, você terá de descartá-lo/jogar fora e começar tudo novamente.

Tá feito, você aprendeu o passo a passo de como preparar um rejunte! Ah, e se você estiver na dúvida sobre quanto de rejunte será necessário, é só clicar aqui que te ajudamos neste cálculo.

Como rejuntar

como rejuntar

Nós já te ensinamos a como preparar o rejunte, e como prometido agora nós lhe ensinaremos a como rejuntar. Aqui neste passo a passo nós iremos focar em como rejuntar azulejos e cerâmicas, o que é a grande maioria dos casos. Então vamos lá:

  1. Após um mínimo de 72 horas do assentamento é quando você deve começar a rejuntar azulejos e cerâmicas;
  2. Para tal deixe a superfície que será rejuntada limpa, sem óleos, pó e gorduras;
  3. Agora é só preparar o rejunte (basta dar uma olhadinha acima neste texto e você verá como) que você irá utilizar aqui;
  4. Uma vez que o rejunte esteja pronto, é só aplicá-lo com uma espátula, sempre o pressionando contra as juntas para que o preenchimento seja uniforme;
  5. Agora é só esperar cerca de 15 a 40 minutos antes que você possa dar o acabamento final;
  6. Com relação ao acabamento final é só você passar uma esponja que esteja limpa e umedecida em água sobre todas as juntas do azulejo e da cerâmica que você acabou de rejuntar. Muito cuidado para não afundar as juntas quando estiver fazendo isto, maneire na força;
  7. Espere 72 horas antes de fazer a limpeza no local;
  8. Caso você precise rejuntar áreas externas, evite fazer isso em um horário de sol intenso, o melhor é que seja após as 16:00;
  9. No caso de pisos, evite o trafego sobre ele, para que manchas e sujeiras não acabem se acumulando.

Feito isto então pronto, você conseguiu rejuntar!

Leitura complementar

Conclusão

No artigo acima nós te ensinamos a como escolher e preparar um rejunte, além de rejuntar azulejos e cerâmicas, tudo rápido e fácil, sem a necessidade de contratar mão de obra especializada para este serviço, o que claramente você pode fazer caso julgue ser necessário!

Sobraram duvidas? Pois basta perguntar nos comentários abaixo e estaremos prontos para lhe responder! E caso tenha gostado da leitura deste artigo, então não deixe de compartilhar com seus amigos e conhecidos, nunca se sabe quem você poderá acabar ajudando no processo!

Escreva um Comentário