Pensando em comprar um móvel novo, mas não sabe de qual material adquirir? Acompanhe o texto e descubra o que é MDP, suas indicações e diferenças em relação a outros produtos.

Saber o que é MDP pode ser uma mão na roda na hora de comprar móveis novos. Afinal de contas, muitos produtos são feitos desse material. No entanto, ele possui indicações variadas, e nem sempre os vendedores vão te oferecer apenas os produtos realmente interessantes.

Reflita com a gente: quantas vezes um vendedor prometeu durabilidade, mas seu produto acabou bem rápido? Isso é comum, mas nem sempre acontece por má-fé.

Na verdade, muitos vendedores também não sabem quais as diferenças entre o MDP e outros materiais, e repassam somente o básico. O importante é vender algo para aquele momento, e o consumidor busca por outro depois, se for necessário.

Para garantir que você adquira exatamente o que precisa, fizemos esse post! A seguir, você conhecerá o MDP e outros materiais parecidos, mas bem diferentes do primeiro. Acompanhe!

O que é o MDP?

o que é mdp

A sigla MDP significa Medium Density Particleboard. Logo, o material nada mais é do que um painel constituído por partículas de madeira aglutinas. Elas são aglutinadas por meio de alta pressão e temperatura, que formam o aglomerado firme de madeira.

Um painel de MDP tem três camadas. São duas finas, em cada extremidade, e uma mais grossa no miolo, no centro da composição.

Com essa configuração, o material ganha bastante em resistência da sua estrutura. Então, ele não é danificado pelo empenamento, nem pelo uso de parafusos.

Outra característica do MDP é a sua leveza, o que, muitas vezes, remete à fragilidade. Mas, como citado, o MDP é um material bastante resistente, desde que ele não sofra impactos diretos muito grandes.

Você não deve, por exemplo, bater uma placa de MDP com toda a força na parede. Um painel sólido de madeira pura resistiria, mas o MDP é formado por partículas de madeira, e um impacto tão grande pode separar essas partículas.

Dito isso, é importante ressaltar que o material é ótimo para projetos de linha plana. Então, é comum que o MDP apareça em móveis, prateleiras, caixas ou outras.

Este produto também é fácil de decorar, que absorve muito bem a tinta. É preciso apenas utilizar pintura especificamente desenvolvida para madeira, ou o material poderá ser danificado. Com esse cuidado, será mais simples encontrar a tinta que atenda ao visual desejado para a decoração.

Normalmente, os móveis necessários para a sua casa ou escritório serão facilmente encontrados nas lojas. Caso não, será simples solicitar a produção personalizada do produto.

Se for esse o caso, lembre-se de conversar bastante com o marceneiro. Especialista no assunto, ele poderá te ajudar a decidir se o MDP é realmente a melhor opção ao seu projeto.

Mandar fazer os móveis também permitirá alto grau de personalização nas cores, formatos e detalhes do móveis. Dessa forma, pesquise várias opções na internet e seja o mais detalhista possível na hora de solicitar a produção. Assim, você terá a certeza de receber exatamente o móvel que planejou.

Diferenças entre MDF e MDP

mdf

É comum que o MDP seja confundido com o MDF, já que suas siglas e aparência são semelhantes. No entanto, a sigla do MDF significa Medium Density Fiberboard. Ou seja, uma placa de fibra de média densidade.

Diferença 1: composição dos materiais

A principal diferença desse material em relação ao MDF é que ele vai além de partículas de madeira. Na verdade, o produto é feito de fibras de madeira, aditivos e resina sintéticas. As placas de madeira são coladas uma sobre as outras, utilizando a resina e grande pressão.

Diferença 2: resistência e estabilidade

As espessuras das placas de MDF são variadas. No mercado, é possível encontrar as que vão de 3 mm a 60 mm. O material tem resistência superior ao MDP, já que suas placas são inteiras e não esfarelam facilmente. Não é que o MDP esfarele rápido, mas o MDF corre risco ainda menor disso acontecer.

Vale dizer que a estabilidade do MDP é maior em relação ao MDF. É por isso que ele é indicado para prateleiras e outros móveis que suportarão grande peso. Assim, haverá maior segurança de que o produto não vai ceder com o tempo.

Aliás, esse é um aspecto importante. Apesar de falarmos da maior estabilidade de um produto ou outro, não significa que um deles seja fraco e causará acidentes imediatos.

Na verdade, a resistência de cada um é melhor percebida com o tempo. No caso do MDF, pode ser que sua durabilidade seja menor se ele for colocado suportando muito peso. O que não acontecerá tão facilmente com o MDP, mais estável, nem com o MDF, mais resistente.

Diferença 3: decoração

Para projetos mais “ousados”, o MDF é o mais indicado. Isso porque, ele pode ser facilmente cortado, ganhando, por exemplo, bordas curvas. Ou, quem sabe, contornos diferenciados. É muito comum que o MDF seja utilizado em peças que precisam de relevo e entalhamento.

Já sua pintura pode dar um pouco mais de trabalho, já que o material não absorve tão rapidamente as tintas. Para pintar o MDF, procure por tintas especificamente indicadas para esse produto. Depois, prepare a superfície, limpando-a e lixando-a. É bem provável que você precise realizar pelo menos duas demãos de tinta. Assim, a cor será mais intensa e não deixará espaços falhos na pintura.

Cuidados com o MDP e MDF

É sempre importante prevenir a umidade em ambos os materiais. Isso porque, ela pode danificá-los, prejudicando seu visual e durabilidade.

Para o cuidado, é indicado manter esses materiais fora de ambientes úmidos, como o banheiro ou áreas molhadas. Primeiro, porque eles poderão absorver umidade e inchar, tendo sua qualidade prejudicada com o passar do tempo.

Além disso, MDP e MDF são bastante sujeitos à formação do mofo, exatamente por sua facilidade em acumular, mas não dispensar a umidade. Para prevenir esse tipo de problema de forma mais intensa, você pode utilizar pó de giz escolar ou bicarbonato de sódio.

Espalhe um dos produtos periodicamente nos móveis, ou então deixe por perto um saquinho de cada um. Eles absorverão a umidade e prevenirão o mofo. Essa dica vale, principalmente, para móveis como guarda-roupas, em que o cuidado vai prevenir danos às roupas.

Diferença entre o MDP e compensado

compensado

Outro material com o qual o MDP é geralmente confundido é o compensado. O compensado foi o primeiro painel de madeira produzido pela indústria e é conhecido por sua qualidade ruim. É comum que ele esfarele facilmente, “machuque” após qualquer impacto e ainda acumule umidade de forma intensa.

Por isso, muita gente dispensa o compensado. Claro, com razão, uma vez que sua má qualidade é comum. Em todo o caso, ele é bem diferente do MDP que, como já explicado, possui boa resistência.

Em todo o caso, o MDP é considerado uma evolução do compensado. Afinal de contas, ambos são produzidos por partículas de madeira. Ao comprar o MDP, você só precisará ter atenção para realmente adquirir o produto, em vez do compensado.

Ainda assim, é importante dizer que nem todos os compensados disponíveis hoje no mercado são de má qualidade. Em vez disso, existem vários tipos de compensado, e alguns deles são resistentes e duráveis. Se se resolver pelo produto, verifique suas certificações e pesquise sobre o fabricante. Assim, você conhecerá a opinião de outros consumidores e saberá se o produto vale a pena.

Comprar MDP ou outro material?

O MDP é um dos produtos mais resistentes do mercado, e costuma ser uma ótima opção de compra. Por isso, na maior parte das vezes, opte por ele. Especialmente se seu objetivo for que o material suporte grande peso.

Claro que o MDP não terá a mesma qualidade de uma placa inteira de madeira. No entanto, essas costumam ser mais caras, enquanto o MDP terá bom custo-benefício.

Agora, se o objetivo for personalizar os móveis, realizando cortes, o MDF será mais eficaz. Ele permitirá a personalização do formato, algo bem difícil no MDP.

Independentemente do produto escolhido, verifique as “credenciais” do fabricante. Pesquise sobre o produtor na internet e analise a opinião dos consumidores.

Também é importante ter a certeza de que a companhia tem autorização para atuar com madeira, sem deteriorar a natureza. Assim, você fará uma compra mais segura e vantajosa.

Agora você já sabe o que é MDP e quando adquirir o produto. Se achar necessário, lembre-se de conversar com um especialista sobre o assunto, para que você faça a melhor compra!

Escreva um Comentário