Saiba como usar pedras decorativas e deixar o espaço incrível!

Já pensou em usar pedras decorativas para ornamentar seu imóvel? A opção é muito elegante, e diferentemente do que muita gente acredita, tem preço razoável. As peças não costumam ser baratas, mas também não tem preços exorbitantes. Cabem no bolso, e podem deixar o espaço incrível!

Existem vários tipos de pedras disponíveis para a decoração. Sua escolha precisa avaliar os demais objetos do cômodo e ainda o objetivo desejado pelo consumidor. Algumas pedras, por exemplo, conseguem aumentar a sensação de aconchego. Outras, remetem à natureza, e dão maior frescor à casa.

O melhor modo de utilizar pedras decorativas é aplicá-las nas paredes dos cômodos. Geralmente, essa aplicação dá um toque de requinte ao espaço, independentemente da pedra utilizada. Além disso, os produtos podem ser posicionados no jardim interno ou externo, e até sobre móveis.

Pedras para móveis, porém, precisam ser adquiridas como objetos de decoração, em lojas especializadas em produtos do tipo. Por isso, neste texto apresentaremos apenas as pedras para jardins e paredes. Continue acompanhando!

Uma incrível vantagem do uso das pedras decorativas é que elas combinam com qualquer tipo de composição dos ambientes. Basta acertar nos tons e visuais transmitidos pelo item. Assim, cria-se um espaço exclusivo e cheio de personalidade.

De qualquer forma, lembre-se que as pedras são frias ao toque. Por isso, exagerar em um espaço já frio pode tornar o ambiente incômodo. Prefira colocá-las em locais que não possuam grande umidade e que tenham boa ventilação. Inclusive porque, isso vai evitar que elas provoquem problemas como um cheiro mais intenso.

Como utilizar pedras na decoração?

Na hora de usar pedras na decoração, é interessante contar com um arquiteto e/ou paisagista especializados. Afinal, eles poderão indicar o tipo de material mais bonito e vantajoso para o cômodo.

De qualquer forma, sempre tenha atenção ao ambiente da decoração. As pedras utilizadas não devem, de modo algum, tornar o local visualmente menor. Seu objetivo, na verdade, é tornar o espaço mais convidativo e elegante.

É possível escolher entre peças mais brutas e rústicas, ou polidas e “organizadas”. Quando o cômodo é pequeno, é indicado limitar o uso das pedras a apenas uma pequena parede, para que elas não “fechem” demais o espaço. Todo exagero pode causar cansaço visual e incômodo.

Também é interessante avaliar a possibilidade de combinação entre materiais. Elementos como o vidro e o aço costumam potencializar o aspecto de requinte e harmonia das pedras. Já a madeira é mais indicada para uma decoração rústica, mesmo que, ao mesmo tempo, possa ter visual requintado.

A seguir, listamos algumas das estruturas em que é possível instalar as pedras decorativas. Assim, você terá maior facilidade em planejar a aplicação no seu imóvel.

Pedras na fachada

Você, com certeza, já passou por uma fachada feita de pedra. O visual não é incrível?! A sensação de altivez e elegância do espaço é inevitável! Ao mesmo tempo, os materiais têm ótima resistência contra a ação do tempo e a fatores naturais, como a chuva e os raios solares.

Como decoração na lareira

Com o clima tropical do Brasil, é difícil que uma lareira seja realmente utilizada. No entanto, ela pode fazer parte da sua decoração. Ou mesmo ter uma função em dias bastantes frios, especialmente na região Sul do País. Nestes casos, o revestimento de pedra aumenta o clima acolhedor e intimista da estrutura.

Dá para usar pedras no banheiro?

Sim, é possível utilizar pedras decorativas no banheiro, e o resultado é incrível! Para este cômodo, o indicado é aplicar os minerais apenas em uma parede. Assim, o visual do espaço não fica “sobrecarregado”. Outra opção é utilizar as pedras como lavabo — o granito costuma ser uma ótima opção.

Se o seu banheiro tiver pouca dimensão, prefira cores mais claras. O melhor é investir no branco ou em um tom nude. Assim, é possível criar uma sensação de amplitude.

Pedras decorativas na varanda

O clima de uma varanda com pedras costuma se tornar muito mais fresco e confortável. Elas são ideais para as paredes, e também pra os jardins, piscinas e churrasqueiras. Basta combinar o tipo do mineral com o restante do espaço, criando auras mais rústicas ou harmoniosas.

Pedras na sala, quarto e cozinha

Todos os outros cômodos da casa podem ser decorados com pedras. Na sala, por exemplo, você pode investir em uma única parede. A parede por trás da televisão é uma das que criam melhor efeito visual. No quarto, invista na parede atrás da cama.

Na cozinha, prefira colocar um mineral nas bancadas e na pia. Claro que você pode investir as pedras nas paredes do cômodo, mas lembre-se da relação entre umidade e odores mais fortes, citada no início do texto. O hall de entrada também se torna muito mais convidativo e requintado com esse tipo de material.

Quais as vantagens das pedras decorativas?

Os custos das pedras decorativas variam no mercado, de acordo com o tipo do produto, a loja e a região do País. Ainda assim, é comum que seu preço fique entre R$ 40 e R$ 150 o metro quadrado. A opção é cara, especialmente se comparada com uma simples pintura (que geralmente tem custo de R$ 15 o metro quadrado).

Apesar de custoso, o uso das pedras decorativas tem ótimo custo-benefício. Afinal de contas, o material é extremamente resistente e durável. Por anos, não é preciso nem mesmo retocá-lo. Basta mantê-lo limpo.

Outro ponto que destaca as pedras é sua incrível beleza. Sua contribuição para a decoração de qualquer espaço é indiscutível, e agrada aos mais diferentes públicos. Uma construção com parede em pedra ainda é valorizada no mercado.

A aplicação das pedras, em qualquer espaço, ainda é simples e rápida. Basta que ela seja feita por um profissional capacitado. Ao mesmo tempo, suas variedades e possibilidades diversas de uso chamam a atenção.

Sem contar que o produto promove um maior equilíbrio térmico em qualquer ambiente, e é resistente ao vento, fogo e água. Cupins e outros insetos também não são atraídos.

Tipos de pedras decorativas

São muitos os tipos de pedras disponíveis no mercado. Cada uma é indicada para cada estilo desejado no espaço mas, de modo geral, podem ser aplicados em todos os cômodos. Para fazer a melhor escolha, conte sempre com um arquiteto e/ou paisagista. Juntos, vocês poderão chegar à escolha da melhor opção à sua decoração.

No mercado, inclusive, existem várias tonalidades, padrões e texturas dos produtos. Eles podem ser adquiridos em seu formato bruto, ou então polidos e com acabamentos específicos. Tudo depende do visual desejado pelo consumidor. Acompanhe logo mais os principais tipos de pedra utilizadas na decoração, e também as suas indicações.

1. Granito

O Granito é uma rocha ígnea, ou seja, é extraída da natureza e foi formada pelo resfriamento do magma (lava) derretido. Bastante resistente, a peça tem cores intensas e incrível brilho. Seu uso é indicado para paredes, mesas, balcões da cozinha, painéis e outros.

Uma das principais vantagens do granito é a sua durabilidade. Ele tem ótima resistência a riscos e a variações de temperaturas, e por isso é um dos preferidos para a cozinha.

2. Ardósia

Anos atrás, a ardosia era muito aplicada em pisos. Hoje, porém, ela é mais comum em paredes e em outras estruturas, como um item decorativo. As pedras desse tipo possuem baixa porosidade e grande resistência mecânica, suportando impactos dos mais variados.

Peças de ardósia são vendidas em forma de lajotas, como cerâmicas, ou em formatos irregulares. Seus tons variam, mas o mais conhecido é o esverdeado. Para quem não é fã da cor, existem também as ardósias em vinho, cinza, preto e ferrugem. Sua combinação com a madeira e metais claros cria um visual ainda mais elegante. Experimente aplicá-la no banheiro do seu imóvel

3. Mármore

Quem deseja criar formatos diferentes para as pedras, pode aproveitar bastante do mármore. O produto tem ótima trabalhabilidade, mas possui baixa resistência à abrasão. Por isso, é interessante colocá-lo em espaços em que o impacto é pequeno, como na parede.

Na cozinha, as bancadas de mármore são comuns, mas o cuidado para seu uso deve ser redobrado. Afinal, a peça pode ser facilmente arranhada. Esse tipo de material também tem alta porosidade, o que facilita a sua absorção de umidade e sujidades.

Entre os principais destaques do mármore está o conforto térmico que ele proporciona. Assim como o seu visual com veios de cor. O resultado é um produto muito atraente e cheio de elegância.

4. Pedra São Tomé

Pedras São Tomé tem um baixo grau de resistência e, por esse motivo, são ideais para o revestimento de paredes. Pisos com pouco tráfego, como os próximos à piscina, também podem contar com o material. Afinal, essa estrutura não costuma sofrer grandes impactos. Suas cores variam entre o branco, cinza e o bege, de diversas tonalidades.

5. Pedra Portuguesa

As pedras portuguesas têm formatos irregulares e, quando aplicadas juntas, formam um belo mosaico. Elas têm ótimo resultado quando aplicadas na parede, internas ou externas do imóvel. Sua sofisticação, delicadeza e beleza chamam a atenção, especialmente quando os tons escolhidos são mais claros.

6.Caxambu

Você já ouviu falar das pedras Caxambu? Elas são bastante semelhantes à São Tomé, e comuns nas áreas de piscina. Sua resistência, porém, é enorme: elas não são porosas, não absorvem calor e ainda têm capacidade antiderrapante. Experimente aplicar o material também como revestimento da parede da sala e da lareira. O visual tipo mosaico agrada aos mais variados consumidores.

7. Pedra madeira

Parece estranho falarmos sobre uma “pedra madeira”, não é mesmo? Contudo, o material tem textura semelhante à da madeira, mas um visual de pedra. Por isso essa mistura nos nomes. Normalmente, a pedra é utilizada em seu formato bruto, e compõe paredes e muros.

8. Basalto

Rígido e resistente, o basalto também proporciona ótimo conforto térmico. Afinal, a pedra absorve o calor durante o dia, e “libera-o” durante a noite. Assim, previnem-se dias frios ou quentes demais. Invista em paredes internas e externas de basalto, inclusive nos espaços em que você deseja tons mais acinzentados. Você também poderá encontrar o produto com o nome de pedra-ferro.

9. Pedra canjiquinha

Está procurando por um visual mais “organizado” e discreto? Escolha a pedra canjiquinha! O produto é vendido em forma de pequenos retângulos, filetes, que criam um visual belíssimo nas paredes de qualquer espaço. Você também pode aplicar a pedra em colunas e fachadas.

10. Pedra miracema

Para finalizar a nossa lista de pedras decorativas mais comuns, há a pedra miracema. Ela é muito recorrente para “criar caminhos” no chão das áreas externas. Seu visual cinza também pode dar um aspecto mais rústico e natural na sala de estar.

Que tal usar pedras decorativas no jardim?

Contar com um jardim, dentro ou fora de casa, é sempre interessante. Ele aproxima os indivíduos da natureza, cria frescor, a sensação de bem-estar, e ainda melhora o ar do ambiente. Tão importante quanto escolher as plantas desejadas, é avaliar as pedras que vão auxiliar na decoração.

Utilizar pedras é um modo de “esconder” o solo, ou de potencializar a beleza das plantas. Por isso, aliás, as pedras mais utilizadas neste espaço têm cores brancas, acinzentadas ou em marrom. Assim, elas ressaltam o visual do verde cultivado. Veja a seguir.

Seixos

Muitas vezes, os seixos têm tom marrom ou bege. Eles são encontrados em diferentes tamanhos e agregam muito charme ao jardim. Esse tipo de pedra é comum na margem dos rios, e seu visual arredondado também promove certa sensação de organização.

Dolomitas e pedriscos brancos

Espaços irregulares e em formato irregular ganham muito com o uso de pedriscos e dolomitas brancas. Inclusive porque, o tom do material dá enorme elegância à decoração. Experimente combinar o tom com o verde da planta e outros objetos em marrom. O efeito é bastante bonito. As pedras podem ser adquiridas facilmente em lojas de jardinagem ou paisagismo.

Mármore

Assim como no cado do revestimento de paredes, o mármore oferece enorme requinte ao jardim. Como está disponível em grandes peças, porém, é indicado utilizá-lo como piso. Ele também pode compor bancos para um momento de descanso em meio à natureza. Por isso, a pedra só é indicada para jardins mais amplos.

Brita

A exemplo dos pedriscos brancos, a brita pode criar um belo efeito quando usada para cobrir o solo. Nos jardins, elas também são comuns para demarcar caminhos. As pedras São Tomé são igualmente comuns na demarcação de caminhos em meio ao espaço cheio de plantas.

Agora você já conhece as mais variadas pedras decorativas disponíveis, e sabe como utilizá-las. Converse com o seu arquiteto ou paisagista e avalie qual a melhor opção. Dependendo do seu tipo de decoração, alguns materiais poderão criar efeito mais do que incrível e, principalmente, cheio de harmonia.

você pode gostar também

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.