É cada vez mais comum que a legislação dos municípios do país exija pisos para praças que correspondam a categoria de drenante – ou pisos drenantes, impermeáveis.

Nada mais natural em uma nação que vive passando por tremendos apuros nas épocas de chuvas nos principais centros metropolitanos, onde se concentra grande volume de água que não tem para onde escorrer, provocando alagamentos, enchentes devastadoras e até deslizamentos brutais, destruindo o patrimônio público, arruinando moradias e findando vidas.

Como é um problema que veio se construindo por meio de décadas de descaso quanto ao planejamento urbano, investimento em saneamento básico e medidas anti inundações, por isso de difícil resolução a curto prazo, a saída é mirar todos os esforços para amenizar o problema e zelar para que novas construções sejam erguidas observando regras que visem a combater essa questão e não agravar um cenário já muito complicado.

Todos os detalhes de uma construção projetada para uso são voltados para atender essas necessidades urgentes de aliviar os efeitos das chuvas nas grandes cidades, detalhes quem dentre outros, inclui pisos para praças com material permeável, drenante.

Mas o que seriam esses pisos drenantes, quais as diferenças para o piso comum, quais as principais vantagens e qual o preço?

Saiba tudo sobre esse tipo de pisos para praças a seguir.

Confira!

Pisos drenantes

O que são pisos drenantes, essa categoria de pisos para praças exigido pela legislação de vários municípios espalhados país afora? É feito por material raro, muito difícil de ser encontrado e de produção cara?

Nada disso.

É feito de restos. Restos de telhas, de material de construção, de pneus. É um produto altamente ecológico e tem como principal característica ser 100%, ou quase inteiramente, permeável, isto é, consegue absorver a água que cai sobre a sua superfície para que infiltre-se no solo que reveste, evitando acúmulo de água, dificultando a formação de alagamentos e enchentes.

Essa permeabilidade ocorre devido à porosidade do material que permite a passagem de fluidos por toda a extensão do objeto.

É comercializado normalmente como grandes placas para cobrir a superfície a ser asfaltada.

Existem vários tipos dessa modalidade de pisos para praças:

  • Pneus reciclados;
  • Concreto e fibra natural;
  • Placas de concregrama;
  • Intertravados;
  • Resina e granilha.

As vantagens do piso drenante

Pelo exposto acima, justifica-se o porquê de integrar as normas especificadas nas legislações de estados e municípios essa categoria de pisos para praças. Traz mais benefícios quanto ao lidar com o problema das enchentes por absorver maior volume de água e reter por mais tempo, antes da liberação do solo, o líquido absorvido para evitar ligeira concentração de água em espaço reduzido.

Além dessa vantagem valiosíssima para as cidades que enfrentam questões de falta de planejamento urbano e infraestrutura adequada para lidar com as fortes chuvas de verão, também podemos destacar os benefícios a seguir.

Sustentabilidade

Como apontado acima, esse tipo de pisos para praças tem como uma de suas características o fator ecológico, por ser constituído de materiais descartáveis que fatalmente teriam como destino terrenos impróprios para abrigar tal tipo de material ou esgotos e rios que sofreriam os males do descaso com o ambiente. A reciclagem desses itens descartáveis contribui para diminuir a quantidade de lixo e evitar o descarte irresponsável.

Antiderrapante

Outra grande vantagem dessa qualidade de pisos para praças é o fato de ser antiderrapante.

Menos água acumulada na superfície, menos escorregadio o piso, que também se aproveita do material confeccionado pensado para as situações de umidade, o que, sem dúvidas, contribui para que acidentes sejam evitados.

O piso drenante feito de pneus reciclados é a melhor escolha nesse sentido. É 100% permeável, é monolítico e sem rejunte ou emendas. É ideal para se colocar em beira de piscinas, calçadas, pistas de corridas, em áreas de recreação infantil, hospitais ou em regiões que sejam muito frequentada por idosos ou pessoas com dificuldade de locomoção.

Além disso, há também a questão ecológica, que contribui para se reutilizar pneus cujo material, uma vez descartado na natureza, prejudica muito o ambiente e pode demorar décadas para se decompor.

Economia

Essa modalidade de pisos para praças é vantajosa economicamente tanto a curto como a longo prazo, demonstra-se um investimento seguro e que proporciona bem menos gastos do que os pisos comuns.

É capaz de suportar até 120 toneladas por metro quadrado, por isso, indicado para regiões com tráfego intenso de pessoas ou veículos. Tal resistência impede que sejam necessárias constantes manutenções ou troca de pisos, o que também colabora para a diminuição de perda de material. Outro aspecto alavancado pela resistência é o fato de não poder se determinar o prazo de durabilidade do piso drenante.

São também úteis para gerar economia com o reaproveitamento da água, já que retêm a substância por mais tempo em sua composição interna.

Considerações finais

Pisos drenantes tratam-se de uma modalidade de pisos para praças atualmente requisitados para se cumprir normas vigentes na legislação de estados e municípios que sofrem pelos males das enchentes provocadas pelas fortes chuvas de verão.

Tal exigência se deve às principais características do piso drenante, também conhecido como piso permeável, o material inteiramente poroso que permite a passagem de toda a sorte de fluídos para a sua composição interna e posteriormente ao solo que reveste e a facilidade de absorção de água que se derrama sobre a superfície.

O líquido não é despejado imediatamente no solo, é retido pelo piso por algum tempo a fim de impedir acúmulo danoso de água em curto espaço, volume concentrado que propicia a formação de alagamentos e enchentes, pondo em risco casas e construções, veículos no trânsito, objetos de valor e vidas de pessoas sem condições de se refugiar em um local seguro.

Além da alta capacidade de absorção, destacam-se suas qualidades antiderrapantes, ideais para regiões de recreação infantil, piscinas, calçadas e áreas de grande movimento.

Também contribui para o fator ecológico, já que é constituído por material reciclável, o que impede o acúmulo de lixo e descarte irresponsável de substâncias na natureza, prática que afeta a saúde ambiental, trazendo consequências danosas para todo o coletivo.

Os tipos permeáveis de pisos para praças são:

  • Pneus reciclados;
  • Concreto e fibra natural;
  • Placas de concregrama;
  • Intertravados;
  • Resina e granilha.

Gostou do conteúdo? Então curta, compartilhe, avalie.

Seu apoio é muito importante para nós!

Leia mais de nossa sessão de ambientes.

Write A Comment