Teto de Gesso: Preço, Sala, Quarto, Cozinha. +99 Fotos!

Advertisements

O teto de gesso é uma opção muito bonita para quem quer reformar ou mesmo construir uma casa. Isso porque o resultado dessa aplicação é realmente surpreendente. Independente do formato, do estilo, das cores e do jogo de luz, o teto de gesso deixa um acabamento muito mais bonito para o ambiente.

O mais indicado, é que esse tipo de teto seja projetado ainda na construção da casa, pois em caso de reforma, o teto de gesso poderá fazer muita sujeira, além de exigir muito espaço para a aplicação. Sendo assim, é importante pensar desde o início do projeto residencial se aquele ambiente terá ou não um teto de gesso.

Caso você esteja pensando em colocar esse lindo detalhe decorativo em sua casa, confira a seguir todas as nossas dicas sobre o assunto e as informações mais importantes para você aplicar o teto de gesso. Além disso, falaremos a seguir sobre a iluminação e os estilos de teto que você pode colocar na sua casa. Confira tudo isso a seguir e mais de 99 fotos para se inspirar:

 

Vantagens de ter um teto de gesso

Antes de falarmos sobre a parte técnica do assunto, você sabe quais são as vantagens que um teto de gesso pode proporcionar para a sua casa? Esse lindo modelo de teto possui inúmeras vantagens que podem variar dependendo da casa, do estilo e dos moradores desse ambiente. Mas no geral, o teto de gesso oferece as seguintes vantagens para os ambientes:

 

1. Esconde a estrutura da casa

Essa é uma grande vantagem da aplicação de gesso no teto. Aliás, essa é a maior vantagem e a principal recomendação quando o assunto é forro. Afinal, a intenção de aplicar gesso, forro de PVC, forro de madeira, entre outros materiais, é justamente para esconder as imperfeições do teto, como vigas e telhas.

 

2. Esconde fios e cabos

Outra grande vantagem, que na verdade é um complemento da primeira, é que o teto de gesso permite esconder a fiação elétrica, assim como cabos de internet, telefone, entre outros fios que precisam passar pelo teto dos ambientes. Essa vantagem também entra como uma das finalidades de se aplicar gesso no teto ou qualquer outro tipo de forro.

 

3. Permite uma iluminação diferenciada

Embora a maior finalidade de se aplicar gesso no teto seja para esconder fios e imperfeições do telhado, muitas pessoas acabam procurando pelo gesso para ter uma iluminação diferenciada. Isso porque o gesso permite que a iluminação dos ambientes possa ser disposta de diferentes formas. Por isso, o teto de gesso é visto muitas vezes como um acabamento decorativo, e não como uma parte da construção da casa.

Com o teto de gesso, é possível embutir luminárias, utilizar vários modelos de iluminação, como spots, trilhos, pendentes, e até mesmo fazer rasgos no teto para instalar fitas de LED. Todas essas opções permitem que a iluminação seja bem pensada para cada ambiente.

 

4. Deixa o ambiente decorado

O teto de gesso pode ir desde um modelo simples, onde placas de gesso são instaladas em uma linha reta e sem recortes, até a modelos complexos com vários recortes, molduras, curvaturas, níveis, entre outras opções. Mas mesmo no modelo simples, a aplicação de gesso no teto deixa qualquer ambiente muito mais bonito. Isso porque com essa simples aplicação já é possível esconder fios, cabos e a estrutura da casa.

Mas se a intenção é deixar o teto muito mais decorado, é possível fazer lindos desenhos e molduras. Se a sua casa é mais moderna, é possível ter um teto cheio de níveis, recortes geométricos e até mesmo colorido.

 

Tipos e modelos de teto de gesso

Os tipos e modelos desse lindo teto se diferenciam de acordo com cada técnica utilizada para a aplicação. Isso porque cada técnica, possui as suas características que são levadas em conta na hora de escolher o melhor tipo ou modelo de teto de gesso. Se você ainda não conhece quais são essas diferenças, confira a seguir as nossas dicas de como escolher o melhor modelo considerando o acabamento e o ambiente que receberá a aplicação de gesso:

 

Teto rebaixado

O teto rebaixado, ou rebaixamento do teto, é uma das técnicas de teto de gesso mais utilizadas atualmente. Isso porque essa modalidade de gesso permite que o pé-direito da casa assuma uma altura menor. Quando há esse rebaixamento dentro de um ambiente, o espaço se torna mais aconchegante.

Geralmente, esse rebaixamento é acompanhado por linhas retas sem muitos recortes, molduras, entre outras opções para o teto. Isso porque a técnica utilizada pode ser tanto o drywall quanto o forro de gesso comum. O aspecto final é um acabamento liso, que proporciona um visual bastante uniforme, clean e muito elegante.

Por todas essas características, o teto rebaixado é indicado para qualquer ambiente que precise de um pé-direito menor. Dessa forma, o forro é colocado de uma forma que o teto fica visualmente menor, como um tipo de teto falso.

 

Teto com sanca

A sanca de gesso é um tipo diferente de decorar o teto com a aplicação de gesso. Nesta técnica, é necessário ter um teto de laje que tenha uma altura quase pretendida. A intenção nesse caso, é proporcionar vários níveis. Sendo assim, se o seu teto é um pouco mais alto do que você gostaria, e a sua intenção é ter mais de um nível no teto, aposte na sanca de gesso.

Essa técnica é aplicada em algumas regiões do teto, com o objetivo de proporcionar um nível diferente. Nesse caso, não é possível rebaixar completamente o teto, mas o acabamento permite um maior conforto para o ambiente. Para entender melhor como essa técnica funciona, você pode vê-la como uma moldura de gesso que pode assumir formatos diferentes, curvaturas ou linhas retas.

No quarto infantil, por exemplo, as curvas e formas diferenciadas deixam o ambiente ainda mais alegre. Essas curvas e fissuras formadas pela aplicação da sanca e pelo contraste com o teto original, podem receber luzes para deixar o ambiente bem iluminado e mais sofisticado.

 

Placas de gesso

A técnica de aplicação de gesso no teto feita a partir de placas é mais indicada para ambientes corporativos ou ainda espaços que precisam de manutenção constante. Nesta técnica, placas de gesso são dispostas uma a uma em uma estrutura criada justamente para a instalação do teto de gesso. Dessa forma, é possível remover as placas sempre que quiser e colocá-las novamente sem barulho ou sujeira.

Por todas essas características, esse modelo de teto de gesso é mais indicado para escritórios, comércios, e ambientes corporativos. Se você tem um ambiente na sua casa que também precisa de manutenção constante, aposte nessa opção de gesso.

 

Drywall ou forro de gesso?

Você sabia que drywall não é a mesma coisa que forro de gesso? Essas duas técnicas muito diferentes utilizam acabamento e aplicações que variam muito. Além disso, o acabamento de cada uma dessas técnicas difere bastante. Sendo assim, para quem conhece as duas técnicas, é nítido a aplicação do drywall ou do forro de gesso. Confira a seguir as características de cada uma dessas técnicas:

 

Drywall

Embora o drywall também seja um tipo de forro de gesso, essa técnica se difere do forro tradicional. Isso porque o drywall é disposto em uma estrutura fabricada em aço com diversos perfis. Essa estrutura ainda recebe a aplicação de papel. Após a aplicação das placas, é utilizado fitas de papel nas juntas de cada placa para proporcionar maior aderência. Por fim, é aplicado uma pequena quantidade de massa de gesso em cima dessas juntas para deixar o acabamento mais uniforme.

Esse modelo de teto de gesso é mais indicado para casas sem laje e que possuem grandes vãos. Ou seja, essa técnica é mais indicada para o chamado teto rebaixado, onde o vão entre o teto falso e o teto verdadeiro geralmente é grande.

 

Forro de gesso tradicional

Já o forro de gesso tradicional possui aplicação pouco parecida com o drywall, mas com o diferencial de ser feito em placas com tamanho de 60×60, onde cada uma dessas placas é presa por arames. Nas emendas, também é utilizado gesso para cobrir as imperfeições. Dessa forma, o acabamento também é liso e uniforme.

Essa modalidade de teto de gesso, é mais indicada para ambientes com laje que não precisam de rebaixamento. Por ser feito em uma estrutura menos resistente, é importante que a aplicação desse forro não tenha grandes vãos entre o teto falso e o teto verdadeiro. Por isso, esse tipo de forro de gesso é mais indicado para ambientes pequenos e apartamentos.

 

Preço do m² do teto de gesso

Como a técnica varia bastante, a seguir mostraremos a média de preço do m² de algumas das opções de teto de gesso. Nesse caso, é importante que você considere que o preço poderá variar dependendo da região que você mora e da mão de obra contratada. Confira a seguir as médias para algumas das técnicas de teto de gesso:

  • Drywall: R$ 70 m²;
  • Forro de gesso tradicional: R$ 30 m²;
  • Teto de gesso rebaixado: de R$ 30 a R$ 70 m²;
  • Sanca de gesso: R$ 180 m².

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.