Tijolo Modular – A Opção Certa de Tijolo Ecológico!

Mesmo que você não saiba o que é um tijolo modular, as chances de você já ter visto um em algum lugar são altas.

Anúncios

Não acredita? Pois sabe saqueles tijolos que possuem dos furos grandes, lembrando um pouquinho peças de lego? Ou então aquelas construções que deixam os tijolos aparentes quase como se fosse de proposito?

Se você já viu algum destes exemplos citados acima, então você já viu um tijolo modular!

Se quer conhecer um pouquinho mais sobre o tijolo modular, é só continuar aqui com a gente, que vamos lhe ensinar tudo o que você precisa saber sobre este tipo de tijolo.

Interessado? Pois então é só continuar a leitura!

O Tijolo Modular

Tijolo modular

Talvez olhando a imagem acima agora sim tenha ficado mais claro para você o que, afinal de contas, é este tal de tijolo modular, não é mesmo?

E os furos não estão ali sem nenhum motivo especial, na verdade eles servem um pouco como peças de encaixe, fazendo com que um tijolo se encaixe no outro da melhor maneira possível. E sem contar que também é perfeito para a passagem de instalações hidráulicas e elétricas.

Anúncios

Que tal focarmos na diferença base entre o tijolo modular e o tijolo convencional? Vamos lá!

Tijolo Modular Vs Tijolo Convencional

A primeira vista pode até parecer que a diferença entre ambos está apenas na textura e em sua coloração, mas na realidade vai um pouquinho além de apenas isto. Para começar, propriedades mecânicas tais como resistência à compressão e permeabilidade/porosidade definitivamente são diferentes. É sabido que a qualidade dos tijolos convencionais não é das melhores e, com isto dito, não é tão difícil assim conseguir melhores resultados com opções que sejam alternativas, tais como o tijolo modular.

E, por se tratar de um “modelo de encaixe”, isso permite que sejam embutidas instalações diretamente na parede, sem mais a necessidade de se realizar cortes nos tijolos para que tais instalações pudessem ser encaixadas, evitando até mesmo o gasto com argamassa. Uma boa vantagem nisto é a redução da geração de resíduos, mas nós iremos focar melhor nas vantagens e desvantagens mais a frente.

“Pera aí, eu ainda não entendi direito pra que servem os furos”

Tudo bem, a gente te ajuda a entender melhor!

Os furos tem como objetivo principal embutir as colunas de sustentação, bem como também tornar a passagem das instalações hidráulicas e elétricas mais fáceis. Sem contar que os furos também podem ajudar no conforto termoacústico da edificação.

Ah, e é sempre bom lembrarmos que o tijolo modular não possui função estrutural. Calma, a gente já explica.

O que acontece é que a estabilidade de sua construção será dada por colunas de sustentação e por cintas de amarração que serão distribuídas por toda a extensão das paredes, a estrutura irá consistir em uma malha de concreto armado. Dentro do furo do tijolo modular estarão as colunas, executadas em intervalos fixos que serão devidamente determinados conforme o projeto estrutural (normalmente a cada 1 metro), com o uso de graute e vergalhão. Nas quinas, bem como no encontro entre as paredes, elas serão amarradas com grampos.

Processo de montagem do tijolo modular

Tijolo Modular processo de montagem

E a montagem com este tipo de tijolo não possui segredo, sendo basicamente como brincar com pecinhas de lego. Uma vez que todos os encaixes foram acertados, a próxima etapa é a marcação das colunas com uma furadeira e uma broca de 15 cm. Os ferros serão inseridos nas colunas e então colados com um adesivo, preferencialmente o adesivo Compound. Após isto inicia-se o assentamento dos tijolos.

Já nas cintas de amarração costuma-se utilizar o que chamamos de tijolo canaleta onde o preenchemos com concreto e barras de ferro. As cintas são dispostas uma fiada logo abaixo do nível das janelas, sempre na altura de 1 metro, uma logo acima do nível das janelas e das portas, na altura de aproximadamente 21, metros, e a última é posta no respaldo da parede, de modo que a amarração final possa ser feita.

É sempre bom lembrarmos que cada projeto é diferente, ou seja, a importância aqui de se analisar o sistema estrutural com o quantitativo, bem como a espessura, correta das ferragens é super importante. E, para projetos que possuam mais do que três pavimentos, o aconselhável é utilizar colunas de alvenaria tradicional.

Vantagens e Desvantagens

Vamos agora dar uma analisada nas vantagens e desvantagens oferecidas pelo tijolo modular, para que assim você tenha uma visão mais ampla dele como um todo e possa tomar sua decisão final.

Vantagens

Dentre todas as vantagens fornecidas pelo tijolo modular, podemos destacar:

  • Menor gasto com energia: Se estivermos falando sobre sustentabilidade, esta é uma importante vantagem, pois o setor de energia durante a fabricação dos tijolos é um importante ofensor para a produção de gases do efeito estufa;
  • O aproveitamento de resíduos: Dependendo do tipo de tijolo ecológico que seja utilizado, há diferentes resíduos em sua fabricação, resíduos estes que estão tendo um novo emprego, do que apenas sendo descartados de qualquer maneira no meio ambiente contaminando solo e água;
  • Maior oportunidades locais: O resíduo que será utilizado para a criação do tijolo modular só será realmente efetivo naquela região em específico, sendo que o transporte deste tijolo dependendo da localização pode inviabilizar seu comércio. Ou seja, com a fabricação de tais tijolos há um aumento de oportunidades locais com relação a sua fabricação;
  • Melhor produtividade: Ao eliminarmos juntas de assentamento isso irá promover um ambiente de construção mais limpo e mais produtivo nas paredes de alvenaria de vedação vertical, as quais não possuem instalação hidrossanitária ou elétrica;
  • Fácil execução: O seu formato de encaixe é bastante intuitivo e de fácil execução, sendo que não necessita de mão de obra especializada;
  • Redução de resíduos: Há a dispensa dos cordões de argamassa tanto vertical quanto horizontal;
  • Layout: Não há problema algum dos tijolos ficarem aparentes nas construções que contam com o tijolo modular, na verdade costuma ser até mesmo o contrário, em muitos projetos arquitetônicos ele pode até mesmo chegar a ser solicitado.

Desvantagens

Claro, nem tudo é um mar de rosas. Veja abaixo todas as desvantagens apresentadas pelo tijolo modular:

  • Pode gerar uma certa desconfiança de inicio: No Brasil nós já estamos tão habituados a construir tudo de uma determinada maneira que qualquer coisinha diferente é vista com desconfiança. Este pode ser um problema, principalmente para moradores mais antiquados;
  • O custo: Os tijolos convencionais são tão baratos e amplamente utilizados, que qualquer novo método que surja não consegue competir de igual para igual em questão financeira, o que é o caso do tijolo modular. Apesar de economizar em certos aspectos, com a redução de resíduos, ainda assim no conjunto final da obra ele é mais caro do que o tijolo convencional;
  • Não é possível utilizá-lo nas paredes de contraventamento: A exemplo dos tijolos convencionais, o tijolo modular também não pode ser utilizado nas paredes de contraventamento, as quais possuem papel estrutural em edifícios de concreto armado.

Conclusão

Anúncios

Como você pode ver, apesar de ter um valor mais caro do que o convencional, o tijolo modular traz diversas vantagens para sua construção. Talvez o ideal aqui seria mesclar ambos os tijolos, focando especificamente na vantagem do tijolo aparente que o tijolo modular proporciona e é realmente muito belo.

Se você deseja saber mais sobre o tijolo modular é só dar uma olhadinha em seu site oficial, onde você poderá encontrar informações a respeito, bem como serviços, vídeos e orçamentos  para utilizar em sua obra.

Caso tenha gostado do artigo, e conseguido realmente aprender algo, não deixe de compartilhá-lo, afinal de contas, espalhar conhecimento à todos ao seu redor é sempre algo muito bom de se fazer.