Tipos de Extintores: Guia Completo!

Você sabe o quão importante são os extintores? E você conhece os tipos de extintores de incêndio que existem no mercado?

Muitas vezes ignorados, esses dispositivos de segurança desempenham um papel vital em nos manter seguros.

Para a maioria das pessoas, os extintores são latas vermelhas invisíveis nas paredes, nunca vistas, raramente consideradas.

Para alguns, eles são a piada de uma história engraçada sobre esfriar cerveja na faculdade ou a risada do momento em que o acionaram por brincadeira.

Mas, em milhares de casos todos os dias, os extintores são a diferença entre um pequeno susto e uma tragédia de grandes proporções.

Neste artigo, vamos entender tudo sobre o dispositivo, conhecer os tipos de extintores e suas funcionalidades. Fique atento!

Para que serve um extintor de incêndio

Todo mundo sabe o que é um extintor de incêndio e a maioria pode identificá-los em quaisquer localidades. Geralmente, porém, as pessoas passam por eles todos os dias e dão pouca atenção para como realmente podem usá-los.

Esses instrumentos de segurança estão lá por um motivo. Não é só porque os códigos de incêndio determinam a sua colocação. Os extintores podem apagar pequenos incêndios antes de se tornarem grandes, salvando vidas e protegendo a propriedade.

Tipos de extintores: A, B, C, D

É importante conhecer a localização e os tipos de extintores de incêndio que existem. Aqui está um breve tutorial das classificações:

  • Classe A: Combustíveis comuns, como madeira, papel, tecido, lixo e plásticos;
  • Classe B: Líquidos inflamáveis, como óleo de petróleo, gasolina, tinta e propano;
  • Classe C: Equipamento elétrico energizado;
  • Classe D: São os mais raros, o combustível é um metal, os metais que queimam são pó de magnésio, sódio ou alumínio.

Aplicação de cada tipo de cada tipo de extintor

Os diversos tipos de extintores existentes servem para combater incêndios com diferentes variações de combustíveis – são chamados de “classes” de fogo, como vimos logo acima. O risco de incêndio das diferentes classes determinará quais tipos de dispositivo você utilizará.

Lembrando que não existe um tipo de extintor que funcione em todas as classes de fogo. Portanto, você deve ficar atento à essa questão.

Extintores de água

Os extintores de água são o tipo mais comum para o risco de incêndio classe A. A maioria das instalações exigirá extintores de água ou espuma.

Use para:

  • Materiais orgânicos, tais como papel e papelão;
  • Tecidos;
  • Madeira e carvão.

Não use para:

  • Incêndios envolvendo equipamentos elétricos;
  • Fogões de cozinha;
  • Gás e líquidos inflamáveis.

Como funcionam os extintores de água:

A água tem um efeito de resfriamento no combustível, fazendo com que ele queime muito mais devagar até que as chamas acabem se extinguindo.

Extintores de espuma

Os extintores de espuma são o tipo mais comum para incêndios classe B, mas trabalham em incêndios de classe A também, pois são à base d’água.

Use para:

  • Materiais orgânicos, tais como papel e papelão;
  • Tecidos;
  • Madeira e carvão;
  • Líquidos inflamáveis, tais como tinta e gasolina.

Não use para:

  • Incêndios envolvendo equipamentos elétricos;
  • Fogões de cozinha;
  • Metais inflamáveis.

Como funcionam os extintores de espuma:

Tal como acontece com os extintores de água, os extintores de espuma têm um efeito de arrefecimento no combustível. Na queima de líquidos, o agente espumante cria uma barreira entre a chama e o combustível, extinguindo o fogo.

Extintores de pó seco

Extintores de pó seco padrão também são chamados de extintores “ABC” porque eles enfrentam incêndios de classe A, B e C.

No entanto, eles não são recomendados para uso em espaços fechados. Isso ocorre porque o pó pode ser facilmente inalado, e também o resíduo é muito difícil de limpar depois.

Extintores de pó ABC também podem ser usados ​​em alguns incêndios elétricos. Extintores especializados em pó seco são usados ​​para metais inflamáveis.

Use para:

  • Materiais orgânicos, tais como papel e papelão;
  • Tecidos;
  • Madeira e carvão;
  • Líquidos inflamáveis, tais como tinta e gasolina;
  • Gases inflamáveis, como gás liquefeito de petróleo (GLP) e acetileno;
  • Incêndios envolvendo equipamentos elétricos até 1000v.

Os extintores especializados em pó seco são usados apenas em metais inflamáveis, como titânio e magnésio.

Não use para:

  • Incêndios envolvendo óleo de cozinha;
  • Incêndios envolvendo equipamentos elétricos acima de 1000v;
  • Espaços fechados, como escritórios ou propriedades residenciais.

Como funcionam os extintores de pó seco:

Os extintores de pó seco abafam o fogo, formando uma barreira entre o combustível e a fonte de oxigênio.

Extintores de dióxido de carbono (CO2)

Os extintores de CO2 são usados ​​predominantemente para riscos elétricos de incêndio e normalmente são o principal tipo de extintor de incêndio fornecido em salas de servidores de computadores.

Eles também apagam incêndios Classe B (líquidos inflamáveis, como tinta e petróleo).

Use para:

  • Líquidos inflamáveis, tais como tinta e gasolina;
  • Incêndios elétricos.

Não use para:

  • Incêndios em cozinhas – especialmente em assadeiras;
  • Materiais combustíveis como papel, madeira ou têxteis;
  • Metais inflamáveis.

Como funcionam os extintores de CO2:

Os extintores de CO2 abafam os incêndios deslocando o oxigênio que o fogo precisa para queimar.

Extintores químicos úmidos

Extintores químicos úmidos são projetados para uso em incêndios de classe F, envolvendo óleos e gorduras de cozinha. Eles também podem ser usados ​​em incêndios Classe A, embora seja mais comum ter um extintor de espuma ou água para esse tipo de risco de incêndio.

Use para:

  • Incêndios em cozinha envolvendo óleo ou gorduras em geral;
  • Materiais orgânicos, tais como papel e papelão;
  • Tecidos;
  • Madeira e carvão.

Não use para:

  • Líquidos inflamáveis;
  • Incêndios elétricos;
  • Metais inflamáveis.

Como funcionam os extintores de produtos químicos úmidos:

Os extintores químicos úmidos criam uma camada de espuma na superfície do óleo ou gordura que queima, impedindo o oxigênio de alimentar o fogo ainda mais. O spray também tem um efeito de resfriamento.

Manutenção de extintores de incêndio

Os extintores de incêndio, independentemente de sua classe, precisam ter a sua carga renovada de modo regular. Os intervalos são estabelecidos pelos fabricantes, mas geralmente variam de 1 a 5 anos.

Considerações finais

Esperamos que este guia sobre os diferentes tipos de extintores tenha sido útil. Se você ainda tiver dúvidas, entre em contato conosco através de nossas redes sociais.

você pode gostar também

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se concorda com isso, clique no botão ao lado. Aceitar Ler mais