Tipos de Telhas: Cerâmicas, Fibrocimento, Ecológicas etc.!

Vai construir ou reformar, e ainda não decidiu qual a melhor cobertura para seu imóvel? Então, você veio ao texto certo! Aqui, falamos sobre os vários tipos de telhas do mercado, e ainda sobre o modo de escolher a melhor. Acompanhe e descubra tudo o que você precisa!

Telhas são bem mais do que as coberturas de uma edificação. Na verdade, elas também são responsáveis por proporcionar conforto térmico e/ou luminosidade no imóvel. Ao mesmo tempo, podem ajudar com o conforto sonoro do interior do espaço e, claro, com o visual da construção. Diferentes telhas dão diferentes resultados para o design de um imóvel.

São muitos os tipos de telhas disponíveis para o conforto e decoração das construções. Há, por exemplo, as mais comuns, feitas de cerâmica. As de vidro e de zinco são igualmente frequentes. Enquanto isso, versões mais sustentáveis, como as telhas ecológicas e as recicláveis, vêm ganhando ainda mais adeptos.

Na hora de escolher entre os vários tipos de telhas, é preciso considerar diversos aspectos. Além do visual do material, ele deve ser pensado de acordo com o clima da região e com a inclinação do telhado. Para áreas muito quentes, por exemplo, pode ser bem mais vantajoso investir em telhas com alta capacidade de isolamento térmico. Já a inclinação do imóvel é fundamental para a segurança da construção.

Por isso, é sempre mais vantajoso escolher o tipo de telha ainda no projeto do imóvel. Assim, a inclinação do telhado, e todas as outras estruturas necessárias para a sua instalação, já ficarão estabelecidas. Mais do que otimizar a construção, esse cuidado permite a economia de custos. Afinal, as estruturas não precisarão ser refeitas para se adaptarem à cobertura decidida posteriormente.

Veja também: Telhado Embutido: Custo, Como Fazer – Veja Diversas Casas!

1 Telhas de Cerâmica

Telhas de cerâmica são utilizadas há séculos, e continuam a ser as mais comuns no Brasil. Feitas de barro, elas tem um visual curvo, e são instaladas uma a uma sobre a laje. Suas cores variam, de acordo com a sua classificação. As peças Coloniais são as mais conhecidas, com tom bege; as Americanas possuem cor marrom, do próprio barro; e há as Portuguesas, com tom bege ainda mais claro que as primeiras.

Outras opções em cerâmica são as Francesas e as Romanas, com formato mais “quadrado”, e a Italiana, com cor marrom clara.

Uma das principais vantagens das telhas cerâmicas é seu isolamento térmico. Com elas, o imóvel tende a se manter fresco, mesmo que o clima esteja quente.

As peças também são fáceis de limpar e dificilmente são arrancadas pelo vento ou outras intempéries. Ainda assim, ela tem certa permeabilidade, o que pode facilitar a proliferação de mofo ou fungos. Neste caso, é importante garantir que a superfície terá incidência do sol durante o dia. O calor eliminará o acúmulo de água, prevenindo os problemas.

Para cobrir um metro quadrado de telhado, geralmente é necessário contar com, aproximadamente, 17 unidades da telha. As peças são pesadas, e por isso requerem uma estrutura bastante resistente para a sua instalação. A inclinação indicada para o telhado começa em 30%.

2 Telhas de Concreto

As telhas de concreto são produzidas por uma mistura entre o concreto e a areia. Suas vantagens incluem o conforto térmico proporcionado e a baixa permeabilidade das peças. Elas podem ser encontradas em vários formatos  (mais quadrados, curvos etc.) e em diversas cores. Por isso, vale a pena pesquisar em diferentes lojas de materiais e escolher a que mais combina com o design do seu imóvel.

É comum que sejam necessárias entre 10 a 15 unidades de telhas de concreto por metro quadrado. Para sua instalação correta e segura, a inclinação mínima do telhado deve ser de 30%.

Assim como as telhas de cerâmica, essa opção requer uma estrutura bastante resistente para sua instalação. Afinal, as peças são pesadas — por metro quadrado, o peso obtido é de aproximadamente 48 kg.

3 Telha Metálica

Telhas metálicas são especialmente comuns em galpões e estruturas semelhantes, pois não possuem visual tão atraente. Ainda assim, elas podem ser encontradas em cores diferentes do cinza, agregando ao imóvel.

As telhas de metal são vendidas em grandes “folhas”, e por isso são capazes de cobrir áreas maiores de uma só vez. Elas são instaladas por meio de fixadores, e tem alta durabilidade. Peças desse tipo são também leves, e podem ser produzidas de metais como o alumínio, cobre, aço ou por uma liga de metais.

4 Telha Esmaltada

Já as telhas esmaltadas se destacam no mercado devido as suas várias cores disponíveis. O consumidor pode, por exemplo, optar por peças brancas, com a cor pinhão, marfim, caramelo, cinza, azul, verde oliva, grafite e várias outras. O resultado para a edificação é bastante bonito, e ainda destaca-o no horizonte.

Todas essas opções de cores existem graças à camada de vítrea aplicada sobre as telhas. A vítrea é um material que permite criar diferentes tonalidades, e é aplicado sobre telhas cerâmicas comuns. Assim, o usuário também conta com as vantagens já citadas para esse tipo de cobertura cerâmica.

Em todo o caso, as telhas esmaltadas são ainda mais resistentes e duráveis. Sua impermeabilidade ainda diminui muito as chances de desenvolvimento de fungo e mofo, e também de infiltrações.

Caso deseje, o consumidor também pode usar esse tipo de peça como uma parte da decoração do imóvel. Basta usar as opções mais coloridas em espaços sem forro, que deixarão o material à mostra no teto da edificação.

5 Telha de Fibrocimento

Quantas vezes você já ouviu falar das “telhas de amianto”? Provavelmente muitas, não é mesmo? O material era utilizado para a fabricação de telhas onduladas, mas com o tempo foi apontado como muito prejudicial para a saúde humana. A solução do mercado, então, foi investir no fibrocimento na hora da produção das mesmas telhas onduladas.

Telhas de fibrocimento contam com diversas vantagens. Elas são baratas, resistentes, leves e duráveis. São vendidas em placas, geralmente com tamanho de 1,2 metro (largura) por 2,4 metros (comprimento). Suas espessuras variam entre 4 mm, 5 mm, 6mm e 8 mm.

Para a instalação deste tipo de telha, é necessária uma inclinação mínima de 15%. Não é necessário contar com estrutura reforçada. Porém, se instalado sobre o imóvel sem o forro, o material pode promover o aquecimento do ambiente interno.

6 Telha de Vidro

Tal qual a telha de cerâmica, as telha de vidro são vendidas para instalação uma a uma. Transparentes, as peças permitem a entrada da luz natural no espaço que cobrem, algo bastante vantajoso, especialmente, para a economia de energia elétrica. Para isso, é claro, é preciso que ela seja instalada em ambientes sem forro.

De qualquer forma, é mais comum que as telhas de vidro sejam utilizadas em associação às de cerâmica ou concreto. Isso equilibra a quantidade de luz e escuro do espaço, aumentando o conforto dos usuários.

7 Telha de Fibra de Vidro

Apesar de semelhantes, as telhas de vidro e de fibra de vidro são diferentes. Sim, ambas promovem a entrada da luz natural do ambiente, ambas são leves e fáceis de manusear. No entanto, as peças de fibra de vidro são vendidas em folhas, ou seja, em tamanho maior. Por isso, cobrem uma área mais extensa de uma só vez.

Ao mesmo tempo, as telhas de fibra podem ser encontradas em diferentes cores. Nesses casos, elas ainda são transparentes, mas dão um toque de cor ao espaço. As translúcidas promovem iluminação maior no imóvel.

8 Telha Calhetão

Uma telha Calhetão também é feita de fibrocimento, como o tipo já explicado neste texto. Porém, em vez de possuir formato ondulado, elas possuem formatos que remetem a calhas. Ou seja, com um vão entre as suas extremidades.

Na hora de instalar esse tipo de telha, é preciso contar com inclinação mínima de 5% do telhado. As peças são bastante comuns em galpões, escolas, estacionamentos e clubes. Vãos livres também podem receber essa cobertura, já que elas são bastante compridas.

9 Telha Gravilhada

Dentre os tipos de telhas possíveis para o seu imóvel, uma das mais bonitas é a gravilhada. Vendida em grandes placas, seu formato lembra pequenas ondas, mas também pode ser reto. O visual é semelhante as telhas cerâmicas, mas dá aspecto mais minucioso ao telhado.

Telhas gravilhadas são metálicas e revestidas por uma camada de rocha moída. Possuem ainda acabamento cerâmico. Entre as suas vantagens estão o conforto térmico proporcionado, sua facilidade de instalação e durabilidade. A instalação da opção é feita por meio do seu parafusamento sobre a laje.

10 Telha Reciclável

Que tal investir em um telhado feito de PET? O PET é o plástico utilizado para a produção de garrafas de refrigerado e, se lançado ao ambiente, demora centenas de anos para se decompor. A opção de telhas recicláveis, então, é sustentável, já que pode evitar esse descarte na natureza.

Durante a sua produção, as telhas desse tipo também não liberam gases poluentes na atmosfera — mais um ponto para o aspecto sustentável! Leves e resistentes, elas suportam altas temperaturas. Como não absorvem água, ainda não sofrem com o desenvolvimento de mofo e fungos. Elas podem ser encontradas em cores variadas e em formato transparente.

11 Telha de PVC

Quem deseja telhas mais leves do que as de cerâmica, mas ainda com formato bonito e ondulado, pode optar pelo telhado de PVC. Vendidas em placas, as telhas são facilmente instaladas, e não requerem uma estrutura reforçada da laje.

Outra vantagem das telhas de PVC é a sua resistência a intempéries e ao fogo. Ao mesmo tempo, a alternativa é reciclável, contribuindo para a preservação do meio ambiente.

Em todo o caso, o material não é muito resistente ao calor do sol. Por isso, pode tornar os espaços mais quentes. Neste caso, é indicado instalar manta térmica entre a laje e o telhado.

12 Telha Ecológica

Outra opção para quem se preocupa com a natureza é a telha ecológica. Compostas por camadas de fibra vegetal, as peças são impermeabilizadas com betume e recebem pinceladas de resina. A opção é produzida por fibras de celulose, extraída do papel reciclado, e pode ser encontrada principalmente nas cores vermelha, verde, preta e marrom.

13 Telha de Policarbonato

As telhas de policarbonato são translúcidas e resistentes ao fogo. Para garantir o conforto térmico do espaço, e ainda evitar o amarelamento do produto, ele possui proteção anti-UV. Ou seja, as peças contam com filtro que evita a passagem de raios ultravioleta. Para limpar a superfície, é importante evitar produtos abrasivos, pois o material risca.

14 Telha de Zinco

Chamada também de galvanizada, a telha de zinco está disponível no mercado em algumas espessuras. Elas variam por chapa — a chapa 22 tem espessura de 0,80mm, a chapa 24 tem espessura de 0,65mm, a chapa 26  de 0,50mm, e a chapa 28 de 0,43mm. Essa variação permite a sua utilização em diferentes estruturas, reforçadas ou não para o telhado.

Entre os tipos de telhas para a sua escolha, a telha de zinco é, sem dúvida, uma das mais duráveis e resistentes. Produzida por meio da mistura do aço e do zinco, elas são também revestidas por uma liga de alumínio e zinco. Como resultado, as peças são resistentes à ferrugem, à corrosão e a intempéries climáticas.

De qualquer forma, as folhas de zinco não proporcionam bom isolamento térmico. Isso torna fundamental a construção de uma laje e o uso de mantas térmicas entre o telhado e o teto do imóvel. Durante a chuva, também é comum o barulho exagerado sobre a superfície. O material é mais comumente utilizado em galpões.

15 Telha Termoacústica

Você conhece a “telha sanduíche”? O apelido da telha termoacústica remete ao fato de que o produto é composto por duas telhas de aço ou fibrocimento, que são preenchidas com um material isolante. Ou seja, há um “sanduíche” de telhas. Entre os materiais isolantes comuns estão o isopor, a lã de rocha, o poliuretano e a lã de vidro.

Sem dúvida, é possível destacar o incrível isolamento térmico e acústico proporcionado pelo material. Com ele, o imóvel ganha muito na manutenção de um bom clima térmico interno, e também na diminuição dos sons externos. Leves, as peças não requerem uma estrutura tão especial para a instalação.

16 Telha Fotovoltaica

Apesar de ainda pouco comum no Brasil, a telha fotovoltaica promete conquistar grande público ao longo dos anos. Afinal, quem não deseja economizar na conta de energia elétrica? Com esse tipo de material, os raios solares são captados e transformados em energia que pode ser utilizada no imóvel.

Na maioria das vezes, telhas desse tipo são muito semelhante às cerâmicas, no formato e cor. Porém, elas também contam com placas fotovoltaicas. A geração de energia obtida geralmente é de 3 kw a cada 40 metros quadrados de telha. É preciso realizar a instalação de todo um aparato tecnológico no imóvel, para a conversão da luz/calor em eletricidade.

Qual dos tipos de telhas é o melhor?

Como você percebeu ao longo do texto, são muitas as opções disponíveis de tipos de telhas no mercado. Então, como escolher a melhor? Simples: considerando quatro aspectos principais — o clima da sua região, orçamento, design e inclinação do telhado.

Primeiro, o clima. Para regiões muito quentes do País, é fundamental que você adquira telhas com alta capacidade de isolamento térmico. Isso mesmo que o seu imóvel conte com laje e manta. Do contrário, o calor absorvido pelo material poderá tornar os espaços internos insuportavelmente quentes.

Pensando no design, avalie qual o visual da sua edificação. Ele é mais clássico ou moderno? Suas cores combinariam com telhas mais comuns, de cerâmica marrom, ou merecem tons mais alegres e coloridos? Avaliando esses detalhes, você terá maior facilidade em optar pelo formato das telhas.

Já a inclinação do telhado precisa ser considerado pela segurança da edificação. Grande parte das telhas requerem inclinação mínima, ou não poderão ser bem fixadas ao telhado. Tenha atenção a este aspecto técnico!

Por fim, há também o orçamento. Para saber exatamente o quanto você está disposto a gastar, coloque todos os custos da obra no papel. Depois, sabendo do quanto você dispõe, faça orçamentos de diversos tipos de telhas, em diferentes lojas. Afinal, o preço pode variar bastante por fornecedor. Além disso, sempre procure adquirir todo o necessário de uma só vez — compras em grande quantidade costumam gerar descontos ao consumidor.

Em todo o caso, lembre-se de conversar com o seu arquiteto ou engenheiro. Seja para a construção do imóvel, seja para a sua reforma. Especialista no assunto, ele poderá indicar qual entre os tipos de telhas terá melhor custo-benefício à sua obra!

você pode gostar também

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se concorda com isso, clique no botão ao lado. AceitarLer mais