Topografia: O que é, como é feito e mais!

A topografia pode ser considerada como o primeiro passo (perdendo apenas para a aquisição do terreno) para a construção e qualquer obra, mas não deve ficar por aí, ela deve ser acompanhada até o término da obra.

Obras de pequeno porte costumam não dar importância para serviços de topografia, onde as pessoas apenas adquirem o terreno para sua obra e pronto. O que pode ser um erro fatal, pois, na maioria dos casos, as informações indicadas na escritura de um terreno não são confiáveis.

Mas então para que serve realmente a topografia? E é exatamente isso que iremos explicar neste artigo. Atualmente há diversos tipos de aplicabilidade para a topografia, entretanto, vamos focar aqui somente em seu uso para a construção civil.

A função da topografia

Então você adquire um terreno e pronto, agora é botar a mão na massa e construir. Não, não é tão simples assim, pois ainda está faltando algo importantíssimo.

Sabe aqueles mapas com curvas de nível e medições de um determinado lugar? Este é exatamente o tipo de coisa que não pode faltar.

E, talvez você esteja se perguntando o porque disso ser tão importante, calma, nós explicamos. Acontece que, na maioria das escrituras de terreno que você recebe ao adquirir um, os dados e medições estão erradas. Isso deve-se ao fato de que a maioria dos proprietários fazem a medição por conta própria, o que claramente não tem como dar certo.

Então, ao adquirir um terreno com uma determinada dimensão, é necessário realizar um levantamento topográfico para verificar se esta dimensão está correta. Isso evita problemas de dimensionamento na construção,  e até mesmo problemas com seus vizinhos, para que você não acaba adentrando no terreno deles.

É bom também lembrar que, não basta contratar qualquer pessoa para realizar a topografia de seu terreno. Este tipo de serviço é exclusivo para topógrafos e o engenheiro agrimensor, ambos devidamente cadastrados no CREA. Caso você opte por algum outro profissional somente porque ele cobra mais barato, é quase certo de que o serviço não será bem executado.

Entretanto, ao contratar um topógrafo para realizar a medição de seu terreno é bom se preparar. São boas as chances de um dos vizinhos ter invadido seu terreno, então é bom ter em mente isso para já ir se preparando.

E, após todos os dados em mãos (dimensões, curvas de níveis, etc), é realizada a planta da área, com a cartografia em detalhes e em escala. Essa é, basicamente, a primeira planta que seu projeto irá ter.

É possível também analisar como o solo reage a diferentes situações, tais quais antes de depois das chuvas, além de ser realizado o acompanhamento do volume de terra que for removido ou depositado na área em que a topografia está sendo realizada.

Os tipos de levantamento topográfico

Atualmente, há dois tipos de levantamento topográfico, sendo eles: levantamentos altimétricos e levantamentos planimétricos.

Vamos focar em cada um deles para explica-las melhor.

Levantamento altimétrico

O levantamento altimétrico é a etapa responsável por apontar, quando houver, irregularidades de nível, aspectos gerais da topografia local e acidentes geográficos naturais. Isso oferece aos engenheiros responsáveis condições de definir cuidados adequados que devem ser tomados para cada tipo de projeto. Tais dados são utilizados podem ser utilizados também como auxílio na hora de escolher qual fundação a ser utilizada.

Algumas das vantagens diretas que são oferecidas por este tipo de levantamento são:

  • Quaisquer riscos ambientais que existam são apresentados e podem ser minimizados durante a execução da obra;
  • Além dos dados serem cruciais para os engenheiros, também é uma oportunidade para o proprietário ficar por dentro das condições reais do terreno, assim ele pode entender melhor a tomada de decisões por parte dos engenheiros;
  • E, é claro, a segurança. Uma vez com as particularidades do terreno em mente, é possível que medidas de segurança sejam tomadas, de modo que acidentes sejam evitados.

Levantamento planimétrico

Este levantamento é o que irá definir as dimensões de seu terreno. Mas as dimensões reais, não as que aparecem nas escrituras e que muitas vezes estão erradas.

De maneira simplificada, é possível definirmos este tipo de levantamento como uma fotografia do local com suas respectivas dimensões, cortes, ângulos e inclinações.

E, apesar de parecer uma etapa simples, é de extrema importância que tal etapa seja feita por um profissional capacitado, e que possua os equipamentos necessários para tal.

Para poder ter uma visão bem mais clara da real importância de se executar bem esta etapa, imagine a seguinte situação. Você vai construir um prédio em um terreno, e contrata uma pessoa qualquer para fazer a medição, e, após já ter construído o primeiro pavimento descobre que invadiu uma parte no lote de seu vizinho. Esse é o tipo de situação que pode embargar sua obra enquanto você fica meses na justiça até conseguir resolver isso.

E quanto custa a topografia?

Uma vez ao entender a importância e como funciona os principais processos por trás da topografia, a próxima pergunta óbvia seria com relação ao seu preço.

E, é claro que não há como dar um valor exato, pois há diversos fatores que devem ser levados em consideração antes. Como, por exemplo, o metro quadrado varia dependendo de a topografia ser realizada em um terreno acidentado (geralmente R$ 2,00/m²) ou um terreno plano sem qualquer tipo de acidente (geralmente R$ 0,10/m²).

Durante a precificação do serviço também é levado em consideração quais os equipamentos necessários, existência de construções tombadas, florestas, acidentes geográficos, etc, ao redor da obra.

O ideal é que você entre em contato com empresas que estejam próximas a você que realizem este tipo de serviço. Para isso é fácil, basta que você coloque no google: “topografia + nome da sua cidade”, e deverá encontrar quase que imediatamente uma empresa próxima a você.

E, através deste link, você poderá solicitar um orçamento e ter uma noção média de quanto ficaria um serviço de topografia para sua obra em questão.

Resumindo a importância de realizar a topografia

Acima nós passamos por processos, preço e a importância de se realizar a topografia. Entretanto, por se tratar de uma etapa crucial de uma obra, vamos repassar novamente o porque dela ser tão importante.

  • Fornece dimensões reais de seu terreno: Você não irá correr o risco de invadir o terreno de vizinhos (e sofrer por isso depois), e ainda poderá averiguar se seu terreno não está sendo tomado pelos vizinhos.
  • Os dados fornecidos são importantes para engenheiros e arquitetos: O projeto arquitetônico, e consequentemente o estrutural, podem ser feitos considerando os dados fornecidos pelo projeto topográfico. Ou seja, dimensões, desníveis e particularidades do terreno são consideradas para minimizar o risco de acidentes.
  • Otimização do uso adequado do solo: O posicionamento da cota altimétrica é de extrema importância para arquitetos, de maneira a minimizarem ao máximo a movimentação de terra. A movimentação de terra é também de extrema importância para os engenheiros calculistas.
  • A segurança: Fator mais importante, a segurança é garantida analisando-se o terreno, riscos ambientais e o estado de construções ao redor.
você pode gostar também

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se concorda com isso, clique no botão ao lado. Aceitar Ler mais