O lago artificial, também conhecido por lago ornamental ou piscina natural, é uma maneira incrível de incorporar a natureza à sua residência, seja no jardim ou até mesmo na varanda. Além de enfeitar o ambiente e trazer um certo requinte ao paisagismo dos projetos arquitetônicos, ainda proporcionam uma sensação de tranquilidade, relaxamento, sossego e bem estar.

Aos adeptos do Feng Shui, arte milenar chinesa, que tem como principais elementos a água para atrair energias positivas e afastar as negativas, o lago artificial é uma das formas mais tradicionais de incorporar este elemento aos seus projetos. A água também representa a prosperidade, por isso, é fundamental ter o elemento por perto.

Assim, por esses, entre tantos outros motivos, a presença da água na sua propriedade não pode faltar, e a melhor forma de se obter todos esses efeitos é criando o seu próprio lago artificial em casa. Se você gostou da ideia, mas acha que é extremamente difícil de ser construído, saiba que criar um lago artificial é bem mais simples do que você imagina.

Pensando nos seus benefícios e na enorme popularidade e destaque que os lagos artificiais vêm ganhando, reunimos várias informações e excelentes dicas a seguir para você ver como é possível incluir um lago artificial no seu projeto. Lembrando que o ideal é consultar antes um paisagista ou arquiteto para avaliar as condições na sua residência para a sua instalação.

Confira!

Lago artificial: O que é e para que serve?

Um lago artificial é capaz de integrar os ambientes com a natureza.
Um lago artificial é capaz de integrar os ambientes com a natureza.

Normalmente, um lago artificial é concebido para armazenar água em regiões secas, criar peixes em regime de aquacultura extensiva ou para fins pesqueiros, construir represas ou hidrelétricas, onde o abastecimento é precário.

Mas pelo ponto de vista arquitetônico e paisagista de residências ou locais comerciais, o lago artificial é incorporado aos projetos para dar mais vida ao ambiente. De uma forma geral, é um recurso paisagístico muito utilizado na decoração de jardins ou até de espaços internos para criar ambientes incorporados à natureza.

Hoje é possível criar os mais variados estilos e tamanhos diferentes, harmonizando com a arquitetura e o paisagismo do local. Seja um pequeno lago artificial tradicional com pedras, plantas e fonte, um lago de inspiração japonesa com carpas ou apenas um espelho d’água de formas modernas, todos eles irão criar uma atmosfera natural e tranquila capaz de proporcionar o bem estar que você procura.

De qualquer forma, lagos artificiais exigem planejamento cuidadoso através de um profissional especializado, que deve analisar todas as condições existentes para propor o tipo de lago artificial mais adequado, com formatos, materiais e medidas corretas para a sua instalação estrutural.

Leia mais: Jardim Residencial: Pequenos, Grandes, Simples e Modernos!

O lago artificial no Feng Shui

O Feng Shui – na tradução literal do chinês, vento e água – é uma técnica milenar chinesa que harmoniza as energias dos ambientes internos e externos, como os jardins. O conceito, que reúne ciência, técnica e arte, é aplicado há mais de 5 mil anos para harmonizar os ambientes em que as pessoas vivem e trabalham, com o objetivo de proporcionar o bem estar para se atingir uma vida mais simples e feliz, através da harmonia com a natureza.

Nos ambientes externos, a técnica influencia diretamente o paisagismo, ao aplicar os estudos das condições e alternativas existentes, como a formação do terreno, as montanhas, o sol, os cursos dágua, direção dos ventos, vegetação local, clima, para então decidir sobre como conduzir o projeto arquitetônico junto aos elementos do entorno.

Através do Ba-Gua, a bússola do Feng Shui, a distribuição harmoniosa das energias dentro de um ambiente é orientada, a fim de equilibrar todo o ambiente. Trata-se de um diagrama em forma de octógono regular, dividido em 8 áreas, que faz o mapeamento dos fluxos energéticos nos ambientes (trabalho, espiritualidade, família, prosperidade, sucesso, relacionamentos, criatividade e amigos).

É também através do paisagismo, que o homem tem a oportunidade de estabelecer uma ligação direta com a natureza e suas energias vitais. Os jardins e as plantas contribuem para as sensações de bem estar.

Assim, o Feng Shui e o paisagismo podem nos beneficiar ao proporcionar esses meios de vivenciar intensamente essas simples sensações vitais, como sentir o aroma agradável das flores, contemplar belas plantas, atrair a presença de pássaros diante dos frutos de uma árvore e desfrutar da calmaria de um lago artificial.

Leia mais: Modelos de jardim: Simples e Residenciais. + Fotos!

A água no Ba-Gua

A área do Ba-Gua ligada à água está relacionada à prosperidade, podendo ser incorporada de diferentes formas nos ambientes, à exemplo do lago artificial. Outros elementos associados são os aquários, piscinas, cascatas, trepadeiras, bambus, hera da fortuna, girassol e romã, plantas de crescimento rápido e vertical.

Ao criar o lago artificial nos jardins, o formato deve ser sinuoso, com plantas saudáveis, pedras contornando os canteiros, flores e, se possível, árvores frutíferas no jardim que irão ajudar a neutralizar as forças negativas de ruas movimentadas e problemas externos.

Junto ao lago artificial, incorpore plantas que despertem boas vibrações, energizam e limpam ambientes, trazendo alegria, amor e tranquilidade. A água é utilizada para atrair energias positivas e afastar as negativas, por isso o lago artificial é uma elemento bastante utilizado no paisagismo para quem acredita nesse conceito.

Você pode também utilizar outros objetos e elementos relacionados à água nesses locais, como fontes de água, objetos ondulados, objetos em cores azuis, peixes, entre outros exemplos. Assim, essa presença da água em um local pode ser trabalhada de diversas formas em busca de uma atração maior de energias positivas.

Por atrair riquezas e prosperidade, é bacana incorporar a presença da água próximo às portas de entrada da residência. Ela também atrai também a luz para o local, iluminando os pensamentos e atrai também o trabalho, energizando as carreiras das pessoas presentes nesse local. No entanto, água suja atrai maus negócios e água parada (em grande quantidade) atrai inatividade das pessoas próximas. Da mesma forma, não é interessante interessante que a água seja localizada nos fundos de casas e edifícios, pois atrai prejuízos.

Como atrair prosperidade com lago artificial

Já vimos que a água atrai prosperidade e riquezas, podendo até estimular as carreiras no trabalho. Assim, podemos aproveitar a energia da nossa residência em conjunto com as práticas do Feng Shui para atrair mais oportunidades para enriquecer, em todos os sentidos.

Para o Feng Shui, o ideal é que toda casa tivesse um rio sereno passando bem à sua porta, para que ele pudesse trazer saúde, prosperidade, abundância e alimentos aos seus moradores. Mas como nem sempre isso é possível, um lago artificial já seria o suficiente para atrair tudo isso. Se puder incorporar uma fonte ou pequena cascata ao lago artificial, melhor ainda, pois você garante o fluxo dessa energia positiva.

No Feng Shui, o verde também está relacionado à riqueza. Portanto, flores e plantas sempre irão trazer boas energias e vitalidade. Assim, para atrair prosperidade, usufrua de flores amarelas ou vermelhas em volta do lago artificial. Outra dica importante: como a água é prosperidade, cuidados com os vazamentos, que simbolizam totalmente o contrário, isto é, sinal de que a prosperidade está indo embora.

Leia mais: Pergolado de bambu: Durabilidade, preço, jardim. +51 Fotos!

Como escolher o local ideal para o lago artificial

O lago artificial deve ser bem planejado levando em conta diversos fatores importantes.
O lago artificial deve ser bem planejado levando em conta diversos fatores importantes.

Ao contrário que muita gente imagina, lagos artificiais não precisam ser um recurso de decoração e paisagismo muito sofisticado. Hoje existem inúmeras possibilidades de formatos e tamanhos diferentes, dos mais simples aos mais elaborados. Assim como uma grande variedade de materiais como pedras, peixes e plantas que podem ser utilizadas na decoração e para dar vida ao lago artificial.

No caso dos lagos artificiais mais simples, a sua construção pode levar de 3 a 7 dias, em se tratando de um projeto pequeno. Mas antes de tudo, o local precisa ser estudado com cuidado.

Já vimos que, de acordo com o Feng Shui, o local ideal para a presença da água é próxima a entrada do local. No entanto, o lago artificial não deve ser construído próximo a grandes árvores ou espécies frutíferas, já que o acúmulo de flores e frutas no lago pode interferir em seu ecossistema, dificultando a limpeza. Da mesma forma, o crescimento das raízes pode interferir na planagem do solo e no equipamento dos canos, etc.

Seguindo o Feng Shui ou não, o local ideal é aquele que dará visibilidade e destaque ao seu lago artificial, como um ponto focal para atrair a atenção. Mas, evite os locais mais baixos do terreno, para evitar que a água das chuvas corra para o lago e transborde. Caso tenha crianças em casa, cuide para que o lago artificial esteja protegido e que seja raso.

Construindo um lago artificial

Atualmente, existem estruturas que podem ser compradas prontas para serem instaladas no local escolhido, bastando a escavação conforme o desenho fornecido pelos fabricantes. No entanto, alguns especialistas não recomendam estas estruturas por não terem 1 m de profundidade, o mínimo necessário para manter uma área de água fresca no fundo, especialmente se haverá peixes.

Portanto, as estruturas construídas são as mais indicadas e, por questão de segurança, devem ser instaladas em terrenos com espaço suficiente para abrigar o lago artificial com folga ao seu redor ou em um canto onde não há passagem em volta.

Os formatos dos lagos artificiais podem ser variados, mas os mais comuns são os não geométricos e o geométrico em que as paredes artificiais são verticais e geralmente feitas de alvenaria.

Já quando o lago é não geométrico, os desenhos podem ser elaborados de forma mais criativa, harmonizando com o local de forma mais natural. No entanto, ambos podem ser do tipo saliente ou escavado.

O lago artificial saliente possui muros elevados, sendo a melhor opção para locais que possuem crianças pequenas. Já o escavado, possui bordas no mesmo nível do solo e tem uma aparência mais natural.

Além disso, há outros fatores que devem ser observados ao construir um lago artificial, veja abaixo:

Materiais

Quanto ao material, os mais utilizados são a alvenaria, de maior resistência e longevidade e a lona ou tela (tela de PVC), que é fácil de manusear, dá mais liberdade criativa e adapta-se melhor às necessidades de cada um, porém deve ter um milímetro ou mais de espessura para evitar rasgos, ser inócua para os peixes e resistir a temperaturas baixas.

O material pré fabricado é robusto e resistente, mas tem medidas frequentemente inferiores aos 10 metros quadrados e a profundidade geralmente é de 80 cm.

Mas o material vai depender muito do tamanho do local de instalação do lago artificial e do tempo que será dedicado à manutenção dele, pois ele exige monitoramento com testes e tratamento com produtos químicos, além de um sistema de filtragem, portanto, uma constante manutenção.

Condições climáticas

Deve-se também observar as condições climáticas do local a ser instalado o lago artificial, pois o ideal é que ele não receba uma quantidade de luz solar forte e direta. No entanto, se a ideia é fazer uma piscina natural o ideal é que a área receba bastante sol.

Capacidade

Recomenda-se que o lago artificial comporte até 30 mil litros de água, ou no mínimo, uma capacidade de mil litros, devido a capacidade dos filtros e outros sistemas de limpeza e manutenção exigidos.

Escavação

O lago deve ter uma profundidade mínima de 1 metro, pois os peixes precisam de uma zona mais fresca e oxigenada para os períodos de mais calor. Além disso, ele deve ter no mínimo 10 metros quadrados para que a regulação biológica natural seja possível.

Para escavar o local deve-se retirar tudo o que for encontrado, como pedras, plantas, raízes, etc. O buraco deve ser cavado com paredes em 45 graus, para facilitar a instalação das pedras posteriormente.

Sua profundidade deve ser de, pelo menos, 40 cm na parte mais funda, e de no mínimo 20 cm no lado mais raso. Depois de cavado, o buraco deve ser compactado para evitar deslocamento da terra.

Impermeabilização

Um lago artificial pode ser feito de alvenaria ou através de sistemas que envolvam mantas de impermeabilização. No caso das construções de alvenaria, utilizam-se produtos impermeabilizantes específicos. Já quando a construção é direta na terra, o ideal é usar uma manta de impermeabilização que não ultrapasse pelo menos 30 cm para fora das bordas do lago, para mais segurança na instalação.

Decoração

Para finalizar, o lago artificial pode ser decorado com areia e pedras de diferentes tipos e tamanhos, naturais ou artificiais. O ideal é utilizar as pedras maiores nas bordas do lago e as menores, para ir preenchendo os espaços.

Há também uma areia especial para lagos e piscinas naturais que deixa o fundo do lago bem claro e bonito. A mesma areia também pode ser utilizada para criar mini praias em volta do lago ou piscina natural.

No fundo do lago, coloque uma camada de um ou dois centímetros de areia grossa com cascalho, enquanto que, nos patamares superiores, deve-se colocar de cinco a oito centímetros de cascalho.

Equipamentos

Para garantir a qualidade da água e a sobrevivência dos peixes, caso haver, é preciso investir em filtros biológicos, bombas e filtros UV.

A bomba para lagos artificiais é um equipamento fundamental, que pode ser instalada dentro do lago e do lado oposto a saída do filtro biológico, para manter o fluxo de água. Ela pode também ser direcionada para cascatas ou corredeiras, por exemplo. E deve ser instalada em cima de uma superfície plana, para funcionar corretamente.

O filtro biológico pode ser instalado logo após a preparação do lugar. Normalmente, ele é externo e fica em um dos cantos, sempre com a saída de água voltada para o lado oposto de onde a água é captada.

Os modelos ideais utilizam escovas de filtragem, pois elas são muito mais eficientes que as espumas. Já o filtro UV é responsável pela eliminação de patogênicos e também pelo controle de proliferação de algas. Tenha uma tomada elétrica perto do local para a instalação desses equipamentos.

Vegetação e peixes

Se quiser, o lago artificial pode incluir peixes e plantas para dar o acabamento e harmonizar o ambiente com a natureza. Crie patamares e profundidades diferentes. Existem muitas espécies de plantas que podem ser utilizadas, como por exemplo, jiboia, papiro, aguapé e alface d’água. Elas podem até ser plantadas dentro do próprio lago ou em vasos próprios, mergulhados, para ser mais cômodo.

No caso da criação de peixes, a estrutura precisa ser bem planejada antes da construção. Pois, o lago artificial deve ter zonas mistas de profundidade e acomodar cada espécie de acordo com as suas necessidades naturais.

Já os peixes, devem ser escolhidos com muito cuidado. Os mais comuns são as carpas e os kinguios. Por serem peixes de água fria, suportam melhor as baixas temperaturas, mas ainda é preciso ficar atento às condições de vida deles, cuidando da qualidade da água, da alimentação regular e correta e evitar a superlotação do lago.

Manutenção: Como cuidar de um lago artificial

Manter a saúde do lago artificial não é tão complicado quanto se imagina, mas ele exige certos cuidados. Assim, a sua manutenção deve ser feita, pelo menos, uma vez por mês com a aplicação de alguns produtos específicos e fazer a limpeza dos filtros. Deve também conferir a vazão das bombas, medir o pH da água e trocar parte da água.

Deve-se também ficar atento a limpeza superficial, como recolhendo galhos, folhas e flores caídas, retirando resíduos de sujeiras, como se faz com uma piscina, para evitar que isso comprometa a sua aparência e entupa os equipamentos.

Passo a passo para construir um lago artificial

Se você quiser, pode se aventurar a construir o seu próprio lago artificial seguindo o passo a passo abaixo. Mas lembre-se, é preciso consultar um especialista antes de começar o projeto. Ao final, disponibilizamos alguns vídeos tutoriais e algumas imagens para servir de inspiração e ideias.

  • Planeje tudo antes de começar a construir o lago artificial, para evitar problemas posteriores muito mais difíceis de resolver.
  • Escolha um local aberto e com boa luminosidade, porém longe de árvores que possam danificar o lago artificial.
  • Disponibilize uma tomada elétrica perto do local para a instalação dos equipamentos.
  • Atente para a profundidade mínima de um metro e o mínimo de 10 metros quadrados para uma boa regulação biológica natural.
  • Escolha o material mais adequado ao lago artificial.
  • Esboce o desenho pretendido do lago e planeje o plantio de plantas em patamares e diferentes profundidades em um lago que afunde suavemente.
  • Defina o local para a instalação dos equipamentos e a fixação da lona ao longo de todas as margens, com pedras, por exemplo.
  • Faça a escavação conforme o projeto do lago em mãos.
  • Limpe totalmente a área para evitar danos.
  • Cubra o lago artificial e as margens dele com tela, ou produto impermeabilizante, começando pelas extremidades, fixando o material nas margens e no fundo com pedras maiores.
  • Faça a colocação do cascalho seguindo os diferentes procedimentos.
  • Faça o plantio das plantas diretamente no cascalho ou em vasos com areia, que podem ser transportados de um lado a outro sem dificuldade.
  • Encha o lago artificial em três fases distintas com mangueira de baixa pressão: na primeira, encha um terço do volume e deixe repousar por dois dias, depois dois terços do volume e novo repouso de dois dias e, por fim, todo o volume, para que o conteúdo do lago se adapte à pressão da água.
  • Instale um filtro adequado para lagos de jardim, para limpar as impurezas, renovar a água e permitir uma boa circulação.
  • Permita ao lago um período de repouso para que as plantas criem algumas raízes e o ciclo de nitrificação seja completamente realizado.
  • Antes de se colocar qualquer tipo de peixe no lago artificial, é preciso verificar os nitritos com um kit comprado em loja. Níveis abaixo de 0,1 mg/l, permitem introduzir os primeiros peixes, aos poucos: comece com dois exemplares e vá aumentado o número ao longo das semanas para dar tempo de adaptação das criaturas ao microssistema.

Tutoriais e vídeos para construir lago artificial

Imagens de lago artificial para inspirar

Lago artificial grande

lago artificial grande

lago artificial grande

lago artificial grande

Como fazer lago artificial com lona

lago artificial com lona

lago artificial com lona

Como fazer lago artificial de cimento

lago artificial com cimento

lago artificial com cimento

lago artifical com cimento

Como fazer um lago artificial com pneu

lago artificial com pneu

Lago artificial com cascata

lago artificial com cascata

lago artificial com cascata

Como deu para perceber construir um lago artificial não é assim tão complicado quanto as pessoas imaginam. Além disso, existem empresas especializadas nessa tarefa que podem te ajudar com o projeto e execução, assim como na manutenção. Boa sorte!

Write A Comment