Brita 1, 2 e ao infinito? Pra que essa diferenciação, não é tudo a mesma coisa? Não, não é!

E se eu te falasse que para cada estrutura de concreto há um tipo específico de brita que deve ser utilizada? Que a numeração da brita que você está utilizando faz sim toda a diferença?

Se você for da área de construção civil, então vai entender de cara o que eu estou falando. Mas, se esta não for a sua área, ou se você for novato por aqui, talvez esteja achando que eu estou brincando, e que é tudo a mesma coisa. Mas eu te garanto que não é bem assim, e eu posso provar.

Duvida? Pois então é só continuar lendo!

Brita 1, 2, ao infinito e além!

Sim, o tipo de brita que você utiliza em sua construção influencia bastante, mas claro que isso depende exclusivamente do tipo de construção e do resultado que você deseja alcançar. Por exemplo, se você está fazendo o concreto para uma casa, o tipo de brita não irá influenciar tanto assim mas, se a ideia aqui for a construção de edifícios, obras de infraestrutura, pré-moldados ou um pavimento de concreto, a escolha do tipo de brita ideal já começa a influenciar diretamente.

Um pavimento de concreto, por exemplo, necessita de uma brita que tenha uma maior resistência à abrasão, granito ou basalto nesse caso são mais aconselháveis do que calcário, devido a sua baixa resistência a abrasão.

A brita utilizada em uma construção residencial, como uma casinha simples de apenas um andar, não pode ser a mesma que você irá usar para construir um edifício de 15 andares. Ou seja, o tipo de brita influencia na resistência final de seu concreto e no tipo de obra que você vá executar. Ok, mas quem define qual o tipo de brita você deve utilizar? Simples, este é um trabalho para o engenheiro responsável.

Nós já explicamos antes que é o engenheiro o responsável por definir se o concreto terá aditivos em sua composição, ou até mesmo qual o melhor tipo de concreto para laje utilizar. Sim, tudo isso é dever do engenheiro relatar no projeto, além de especificar qual tipo de brita será utilizada durante o preparo do concreto, se é a brita 1, 2, 3 ou qualquer que seja.

Ficou curioso sobre os tipos de brita existentes e no que elas realmente influenciam em uma obra? Sem estresse, nós te ajudamos a entender melhor isso!

Os tipos de brita

A classificação das britas é dada de acordo com seu tamanho, sua granulometria, ou seja, diferentes tamanhos para diferentes aplicações. Abaixo iremos passar pelos tipos de brita definidas pelo Ministério de Minas e Energia (MME).

1 – O pó de brita

Pó de brita

Calma, não é esse tipo de pó que você está imaginando…

O pó de brita possui até 4,8 mm, ele é de fácil moldagem e empregado bastante em asfaltos e calçadas, na fabricação de pré-moldados e também para confeccionar argamassa para emboço e assentamento. Ele também pode ser utilizado para estabilizar o solo durante a construção de um contrapiso. E, desde que seja devidamente controlado, ele também pode ser usado até mesmo para acrescentar a resistência do concreto.

2 – Brita 0

Brita 0

Depois do pó de brita nós temos a brita 0, que também é comumente chamada de pedrisco, a qual possui dimensões entre 4,8 mm até 9,5 mm. Esta brita é bastante utilizada na construção de vigotas e vigas, lajes pré-moldadas, blocos de concreto tanto para construção quanto para fundação, tubos, paralelepípedos, bloquetes, chapisco e manilhas.

Esta brita é também usada em estruturas de pequena espessura, ou que possuam uma taxa de armação grande, além de também ser usada em no concreto auto-adensável, aquele concreto mais fluido.

3 – Brita 1

Brita 1

Possui uma obra de grande porto tal como prédios, espaços comerciais e pontes? Pois então a Brita 1, cujas dimensões são de 9,5 mm até 19 mm, é a ideal para você. Como você pode bem reparar, ela possui o dobro de tamanho da brita 0, o que faz dela perfeita para lajes, vigas e colunas de concreto.

4 – Brita 2

Agora, se você realmente precisa que seu concreto possua uma resistência altíssima, devido a sobrecarga elevada em sua estrutura ou as particularidades da obra, então a brita 2 é a ideal aqui. Possuindo entre 19 mm e 25 mm, ela está mais presente em fundações e em pisos que possuam uma maior espessura.

5 – Brita 3

Aqui já começamos a aumentar bastante o tamanho das britas, sendo chamadas até mesmo de pedras mesmo, isso pois a brita 3 fica entre 25 mm e 50 mm. Devido ao seu tamanho ela não é tão usada assim no concreto, sendo mais empregadas em aterros, nivelamento das linhas férreas e em instalações de drenos. Devido ao seu tamanho e grossura, ela pode também acabar reforçando o subleito de rodovias que possuam um tráfego intenso.

6 – Brita 4 e Brita 5

Brita 4 e 5
A brita 4 e 5, ou as pedras de mão, geralmente são bastante utilizadas nos muros de pedra

Certo, essas duas nem são consideradas realmente como brita, devido ao seu tamanho elevado, sendo que a brita 4 possui entre 50 mm e 76 mm, e a brita 5 entre 76 mm e 100 mm, na verdade elas são popularmente conhecidas apenas como “pedras de mão”.

Este tipo de “brita” é mais comumente utilizada em fossas sépticas, tubulões, sumidouros, gabiões, estações de tratamento de esgoto ou até mesmo como parte decorativa do muro de sua residência. Tudo depende de como você irá empregá-la.

Conclusão

E aí, agora já sabe diferenciar a brita 1 da 2, da 3, e assim por diante, e está pronto para definir qual delas é a melhor para sua obra? Perfeito! A ideia aqui é justamente te fazer entender que nem todas as britas são iguais, que para cada obra específica há um tipo específico de brita, e que nesse caso o tamanho faz sim diferença!

Uma vez que você tenha compreendido isso, compartilhe, é sempre bom espalhar conhecimento para todos ao seu redor!

Write A Comment