Caso um profissional da área da construção civil tente explicar para um leigo brevemente o que é argamassa, ele falaria que se trata de um tipo de cola dentro da obra. Isso, porque esse material realmente comporta-se como uma substância que viabiliza a aderência entre outros materiais em uma edificação. Ou seja, a argamassa está presente em diversas fases da obra e para ela conservar suas propriedades sem causar nenhuma patologia, é necessário que seja feito o cálculo de traço de argamassa.

Em termos mais técnicos, a argamassa é uma massa homogênea preparada com agregados e aglomerantes inorgânicos. Isto é, areia, cimento ou cal e água. Aditivos ou adições que inclui propriedades de aderência e endurecimento também são acrescentados à mistura, caso haja necessidade. A porção de cada um desses materiais que compõem a argamassa é o que os profissionais da área costumam chamar de “traço”, e o qual nós te ajudaremos a realizar o cálculo.

Há um tipo diferente de traço de argamassa para cada fase da obra e é importante que os profissionais que forem realizar estejam cientes na hora de realizar o cálculo. Todos possuem sua particularidade. Uns são mais magros ou moles e com baixa capacidade de aglutinação, ou aderência. Já os demais são mais grossos e possuem aglomerantes em excesso.

Resumindo, tal como o concreto, as argamassas vão enrijecendo e adquirindo mais resistência com ao longo dos dias. Sua mistura é realizada de modo manual ou utilizando uma betoneira. A cal e os aditivos vão atribuir mais flexibilidade a massa, além de aperfeiçoar o seu manuseio em estado úmido. Mas o comportamento final da nossa “cola de construção” vai precisar da qualidade de todos os itens e da soma de água.

Para mais informações, uma dica é consultar a NBR13.281 – Argamassa para assentamento e revestimento de paredes e tetos – Requisitos da ABNT, Associação Brasileira de Normas Técnicas. Mas antes de aprender o cálculo de traço da argamassa, é necessário conhecer os tipos e aplicabilidades da mesma. Ficou interessado? Continue lendo o artigo e aprenda mais sobre.

Para que serve a argamassa?

A argamassa é normalmente usada para o assentamento de pedras, tijolos, azulejos, ladrilhos, cerâmicas, tacos de madeira e outros revestimentos; ou para o revestimento de alvenarias. Também é para a regularização e impermeabilização de paredes, pisos, tetos e até para dar um acabamento adequado para cada superfície, podendo ser ele liso, áspero, rugoso ou texturizado.

A argamassa favorece não somente a estética dos interiores das construções, mas também, em casos particulares, como a preservação de suas fachadas. Ela consegue colaborar na vedação predial, aperfeiçoar o isolamento termo acústico e impedir a entrada de água e gases nocivos.

Tipos de argamassa

A argamassa pode ser dividida em três tipos, que são eles:

A primeira opção é usada quando for necessário assentar blocos e tijolos. A segunda, auxilia na proteção das paredes e tetos. E a terceira é usada sobre superfícies recém-construídas e niveladas. Porém, no momento de realizar a compra, não é assim que o consumidor irá achar o material especificado.

Nas embalagens de argamassa pronta, estão alguns códigos que sintetizam para onde o produto precisa ser destinado. São quatro classificações distintas. Confira!

AC-1

Sugerida para interiores – com exceção de saunas, estufas ou ambientes com acabamentos diferenciados. Tem propriedade de alta resistência às solicitações mecânicas e termo higrométricas.

AC-2

Sugerida para exteriores. Tem propriedade de boa aderência e alta resistência à ação de intemperismo e de cargas resultantes da movimentação de pessoas e maquinários leves, além dos ciclos de flutuação térmica e higrométrica.

AC-3

Esse modelo de argamassa possui uma resistência superior a todas as outras. Sugerida para o uso em fachadas, saunas, piscinas e espaços do gênero que não tenham insolação direta. Tem propriedade de boa aderência e alta resistência às tensões de cisalhamento entre os materiais, como massa colante e placa de revestimento.

AC-3E

Este ‘E’ do seu nome é de ‘Especial’. Isso pois essa argamassa, ao contrário da anterior, é sugerida para situações de insolação direta. Fora isso, engloba as propriedades dos tipos AC-1 e AC-2, porém com maior tempo de duração.

Como diferenciar o cimento de argamassa?

Como foi visto anteriormente, são tantas as particularidades e nomenclaturas dadas à argamassa que é até comum que apareçam alguns questionamentos sobre as suas finalidades. Ainda que tenha tantas informações colocadas pelos fabricantes nas embalagens, os consumidores sentem-se confusos sobre a distinção desse material para os outros.

Os dois são usados para assentamento de tijolos e o acabamento de superfícies. Mas, só o cimento é capaz de ser inserido na produção da massa do concreto e do reboco. Sendo assim, somente a argamassa consegue formar uma aderência das peças de revestimentos nos pisos e paredes.

O que é o traço da argamassa

O traço de uma argamassa é a indicação das proporções dos seus componentes. Exemplo:

8 (baldes)  Areia + 1 (balde) Cimento + 2 (baldes) Cal

Tabelas de Traço de Argamassa

Na tabela abaixo mostra os traços sugeridos para as utilizações mais comuns das argamassas.

Tipo/uso
Alvenariascimento calareia
Tijolo Comum/Alicerce128
Laminado(1 tijolo de espessura)116
Tijolo Furado128
Bloco de Concreto de Enchimento-19 cm10,58
6,5 cm10,56
Blocos de Vidro10,55
Pedras Irregulares14
Chapiscocimento calareia
Sobre Concreto13
Para Impermeabilização12
Sobre Alvenaria14
Emboço (Massa Grossa)cimento calareia
Uso Externo129
Uso Interno14
Assentamento de Cerâmica ou Pastilhas128
Assentamento de Azulejos ou Ladrilhos14
Emboço de Forros129
Reboco (Massa Fina)cimento calareia
Reboco de Forros12
Reboco para Pintura/Colagem14
Reboco Externo para Pintura13
Reboco para Cimento Alisado11,5
Assentamento Interno de Azulejos e Ladrilhos115
Assentamento Externo de Pastilhas116
Assentamento Externo Litocerâmica10,55
Pisoscimento calareia
Piso Cimentado
Piso para receber Tacos14
Piso/Base Niveladora para Ladrilhos15
Piso/Colocação de Ladrilhos10,55
Fonte: A&C, Ano7 – No 6, Ed. Abril São Paulo. 1991

Como fazer o cálculo de traço de argamassa?

Em construções pequenas, ao analisar a questão custo x benefícios, não vale a pena a construtora a adquirir uma argamassa vinda diretamente da fábrica, ela consegue, por exemplo, adquirir um pacote da mistura pronta.

Par realizarmos o cálculo de traço de argamassa, vamos imaginar que um saco com 20 kg consiga cobrir uma área de cerca de 4 m², porém essa informação também pode mudar conforme o uso dado à massa e sua espessura quando aplicada à parede.

E se o profissional decidir, então, calcular todos os itens da argamassa para avaliar melhor o seu custo? Bem, não existe nenhuma fórmula incrível para isso, na realidade, a técnica é muita semelhante com aquela que é usada para calcular o concreto. A primeira etapa é simples, basta encontrar o volume da área a ser preenchida com o material. Em seguida, multiplica-se o número calculado pelo traço do material.

Por exemplo, considere o seguinte cenário: um local possui 5 metros de largura por 7 metros de comprimento e o cliente deseja construir um contrapiso. Então, para esse caso, como o arquiteto ou engenheiro faria o cálculo de traço da argamassa para esse ambiente?

Vamos lá, o primeiro passo é multiplicar a área que a massa precisa cobrir pela espessura de sua camada – por exemplo:

5 x 7 x 0,05 = 1,75 m³

E acompanhando uma proporção adequada de traço, já se tem a resposta. Sabe-se que o volume do contrapiso é de 1,75 m³. E que para um traço de 1:0:12, o rendimento do cimento é 5, da areia é 1,78 e da cal é 0. Ou seja, são necessários 9 sacos de cimento de 50 kg, 3,5 m³ de areia e 2 sacos de 20 kg de cal.

Agora, se houvesse uma mistura pronta que rendesse 4 kg por m³, o cliente precisaria comprar 7 kg do produto. Vamos entender melhor o caso com o cálculo todo discriminado:

  • Área do ambiente = 5 m x 7 m = 35 m²;
  • Espessura da camada de argamassa no contrapiso = 2 cm ou 0,02 m;
  • Volume do contrapiso = 5 x 7 x 0,02 = 1,75 m³;
  • Traço escolhido para o contrapiso = 1:0:12;
  • Rendimentos estimados para cada um dos materiais = 5 para cimento, 1,78 para areia e 0 para o cal;
  • Volume estimado de cada material = 8,75 para cimento, 3,115 para areia e 1,75 para o cal;
  • Quantidade estimada de material = 9 sacos de cimento de 50 kg, 3,5 m³ de areia e 2 sacos de 20 kg de cal;
  • Rendimento do saco de mistura pronta = 4 kg/m³;
  • Valor estimado de argamassa = 4 x 1,75 = 7 kg.

Restaram dúvidas sobre o cálculo de traço de argamassa? Se sim, é só deixá-la nos comentários abaixo e nós estaremos prontos para lhe responder! Agora, caso tenha conseguido retirar suas dúvidas com este artigo, então não deixe de compartilhar com seus amigos e conhecidos, nunca se sabe quem você pode acabar ajudado no percurso!

Escreva um Comentário