concreto refratario - capa

Concreto Refratário E Materiais Refratários, O Que São?

No Brasil adoramos o famoso churrasco do final de semana, comida a fogão a lenha e uma pizza quentinha tirada do forno. Para muitos, essas iguarias caseiras são totalmente insubstituíveis, mas infelizmente, na hora de se fazer um fogão a lenha, churrasqueira ou um forno caseiro, o concreto acaba rachando ou se deteriorando… A não ser que seja um concreto refratário!

Anúncios

Primeiramente, é importante saber que o concreto é formado a partir de cimento, água, areia, brita e aditivos. O grande responsável pelo endurecimento do concreto é a reação cimento mais água, por isso, elevada temperaturas podem afetar a composição química do dito material.

Além disso, o concreto refratário está sendo utilizado em larga escala e se tem mostrado eficiente em processos industriais. Até mesmo se tem discutido sobre sua sustentabilidade, graças pela sua alta resistência contra compreensão e temperaturas elevadas, além de possuir longa vida útil.

Ainda curioso e sedento para fazer seu próprio forno, mas ainda tem dúvidas sobre que tipo de concreto usar?

Ora, só continuar lendo.

O que é material refratário?

Antes de conhecer melhor sobre o concreto refratário, precisamos entender o material refratário.

Refratários são materiais que possuem resistência às variações bruscas de temperaturas e ao alto nível de calor. Além disso, o material é feito para ser capaz de suportar cargas fortes e possuem alta resistência contra a ação de abrasivos e químicos.

Para chegar nesse nível de resistência contra temperaturas (os concretos refratários conseguem suportar temperaturas de até 1200ºC), os materiais refratários necessitam ser quimicamente, fisicamente, dinamicamente e dimensionalmente instáveis.

Anúncios

As aplicações desses materiais existem em vários setores, alguns deles são:

  • Fornos domésticos e industriais;
  • Churrasqueiras;
  • Indústrias siderúrgicas;
  • Indústrias petroquímicas.

A classificação dos refratários é de acordo com seu estado físico, como são moldados ou monolíticos, e de acordo com sua massa especifica em densos ou isolantes.

As categorias de refratários são:

  • Sílicos;
  • Sílico-aluminosos;
  • Aluminosos;
  • Básicos.

O termo refratado é usado, quando, o grupo de materiais cerâmicos não deforma ou funde em uma temperatura de 1500 graus. Portando, esse grupo de materiais, geralmente não metálicos, tem como características a refratariedade.

Exemplos de materiais refratários:

  • Argila refratária: Esse grupo é compostos por aluminossilicatos hidratados, com composição que varia de 20 a 45% de alumina (AL203), 50 a 80% de sílica (SiO2) e outros minerais em pequenas quantidades. As argilas refratárias são os refratários mais comuns em serem encontradas em fornos e estufas.
  • Refratários à base de cromita: A cromita é capaz de suportar temperaturas eleadas, podendo ser empregado em estado natural como material refratário. Sua composição química é representada por (MgFe)O.(CrAlFe)2O3. A cromita para uso refratário deve ser rica em Al2O3 e possui normalmente baixa resistência mecânica e quente. Assim, ela pode ser aprimorada utilizada em combinação com magnesita. Essa combinação compões os refratários ditos como cromo-magnesita, muito utilizado em regiões criticas de fornos de elevada temperatura, já os refratários de magnesita-cromita é empregado na fundição de aços.

Concreto refratário

Primeiramente, vamos ver o que é concreto.

Concreto, basicamente, é uma mistura de cimento, água, pedra e areia, o resultado dessa mistura é uma pasta resistente e aderente aos fragmentos de agregados (pedras mais areia), formando um bloco monolítico.

Já no caso do concreto refratário, consiste na mistura de cimento aluminoso, aditivos especiais e agregados refratários específicos.

Sua mistura é composta pelas etapas a seguir:

  • Mistura à seco;
  • Mistura à úmido;
  • Ponto de virada;
  • Homogeniezação.

As características do concreto refratário são:

  • Fácil manipulação, não sendo necessária mão de obra especializada;
  • Possibilidade de utilização 24 horas após a moldagem;
  • Mínimas dilatações e retrações;
  • Incrível maleabilidade de utilização, assim permitindo tanto a moldagem de peças, mesmo que sejam delicadas como a construção de peças monolíticas de muitas toneladas;
  • Maravilhosa resistência contra mudanças bruscas de temperatura.

Instruções

Para realizar a mistura do concreto refratário, é recomendado fortemente que sua solução seja 14% de água limpa em relação ao peso.

Porém, se desejar um traço fino ou mais grosso da massa, simplesmente diminua ou aumente a quantidade de água. As ferramentas sugeridas são misturador de galgas ou fluxo forçado, mas se caso você não possuir nenhum desses dois, é possível fazer a mistura com enxada ou colher de pedreiro.

Misture o material a seco durante um a dois minutos, adicione a quantidade mínima de água recomendada e misture por mais de três a quatro minutos.

Como aplicar

Durante a socagem, a mistura deve acomodar facilmente as formas, e também deve se formar um filme liso quando alisado com a colher de pedreiro.

Se por acaso a quantidade de água não esteja na quantidade adequada, ajuste-a, sempre tomando cuidado para não passar dos limites da aplicação.

Anúncios

Para se aplicar a socagem, a quantidade de água requerida geralmente é maior. Se caso a aplicação esteja sendo feito em locais muito quentes ou de difícil acesso, pode utilizar até um pouco mais.

Durante a pega, o concreto deve ser protegido contra a evaporação na sua superfície, recomenda-se utilizar sacos de panos umedecidos com água ou qualquer outro meio que garanta a preservação da umidade na superfície do produto.

Assim que se passa o período entre uma a seis horas, o processo de cura pode ser iniciado, que deve durar cerca de 24 horas. Nesse período de tempo, deve-se manter a temperatura do concreto aplicado em torno de 25ºC, isso pode ser realizado com pulverização de água sobre a superfície do concreto.

Assim que terminar o período de cura, se inicia o processo de secagem. Isso se dará com a partida do forno, sempre tomado cuidado para evitar curvas de aquecimento muito rápidas.

Conclusão

Os concretos refratários são de incrível importância para indústria que trabalham com temperaturas muito elevadas, já que o concreto comum se deteriora em presença de temperaturas acima de 300ºC, mas ele não é importante apenas para isso…

…Ele é material essencial para aquela churrasqueira ou forno caseiro de pizzaria!

Porém, muita gente no Brasil não tem muito conhecimento desse material (pelo menos, as pessoas leigas não tem conhecimento do concreto refratário), por isso, que muitas vezes se constroem fogões a lenha defeituosa ou quebradiça.

Espero que tenha gostado em saber mais sobre esse tipo de material, até a próxima!