Talvez pelo nome você não saiba identificar o que é esse tal de forro mineral, mas a chance de você já o ter visto antes alguma vez é bastante alta, e talvez ele seja justamente aquilo que você estava procurando para sua obra!

Aqui neste artigo iremos abordar o que é o forro mineral, suas vantagens, como o instalar e porquê você deve considerar fortemente em utilizá-lo em sua obra.

Preparado para aprender um pouquinho mais? Pois então vamos lá!

O forro mineral

Antes de mais nada vamos começar pelo o começo, te fazendo entender o que afinal de contas é esse tal de forro mineral. O forro mineral é nada mais nada menos do que um revestimento de alta performance que é utilizado para controlar a acústica, reduzir ruídos, proteger contra fogo, transmitir um bom isolante térmico e acima disso tudo ainda é uma boa peça decorativa.

Forro mineral
A chance de você já ter visto o forro mineral em algum lugar antes é bem alta

O seu uso é recomendado para as mais variadas aplicações em edifício comerciais e residenciais, hotéis, aeroportos, escritórios, hospitais, supermercados, salas de aula em faculdades, dentre diversas outras construções. Ao todos são diversas as vantagens que você ganha ao utilizar o forro mineral em suas obras, e mais abaixo nós iremos abordar quais são estas vantagens, mas antes vamos dar uma olhadinha nas Normas que regem sua utilização.

Normas Técnicas e um pouquinho mais sobre o forro mineral

Assim como tudo que você for fazer na Construção Civil, o forro mineral também leva uma Norma Técnica que regula, trata-se da NBR 9442 – Materiais de construção – Determinação do índice de propagação superficial de chama pelo método do painel radiante. A Norma garante tanto o desempenho acústico do material quanto a sua resistência contra umidade e fogo, fazendo com que ele suporte a combustibilidade e densidade ótica da fumaça. Você pode até mesmo encontrar no mercado forros minerais que são resistentes de 90% a até 100% da umidade relativa do ar.

É importante ressaltarmos que você não deve aplicar o forro mineral diretamente sob o seu telhado, sendo que ele é bastante empregado em locais que possuam um ar-condicionado ou uma boa ventilação. Estas recomendações não são atoa, elas servem para que você evite que o material empene, é até mesmo aconselhável aplicar um isolante térmico entre o telhado e o forro.

A ação fungicida destes forros possui altos níveis de desempenho, é possível até mesmo que você encontre forros que sejam especiais para laboratórios e hospitais, os quais possuem uma montagem diferenciada, cujos sistemas de vedação são feitos de silicone. O forro mineral é também biodegradável, e mais aconselháveis do que o forro PVC quando o assunto é saúde.

Como instalar o forro mineral

E é claro que nós vamos focar no passo a passo para a correta instalação do forro mineral, tanto o forro mineral quanto a estrutura metálica que o suspende. Então acompanhe abaixo como ela é feita

Passo 1

A primeira coisa que você deve fazer quando focar instalar o forro mineral é demarcar pontos para a fixação dos tirantes, os quais serão fixados diretamente na laje. O melhor é que você se utilize de um lápis para esta demarcação, juntamente com uma trena, prumo, nível e linha de marcação. Lembrando que você deve sempre estar de olho em qual é a especificação do fabricante com relação a distância entre os elementos, levando em conta que eles serão os responsáveis por sustentar toda a estrutura.

Passo 2

Já demarcou todos os pontos? Perfeito, verifique novamente se todas as distâncias estão certas, é bom sempre termos certeza! Caso positivo, agora é hora de fixar os tirantes na laje com o auxílio de uma furadeira ou uma pistola de fixação.

Passo 3

Com buchas e parafusos, instale os perfis perimetrais, sempre começando pelas peças que irão ficar nas paredes. Após isto ancore e fixe os perfis principais nos tirantes e também nos perfis perimetrais. Caso seja necessário, ajuste o comprimento da peça a cortando com uma serra manual.

Passo 4

Agora é hora de colocar as travessas fileira por fileira entre os principais perfis. Agora, para finalizarmos a etapa relativa a estrutura metálica é só instalar os perfis da ponta. Estes perfis ficarão apoiados entre os principais e os perimetrais, e muito provavelmente você precisará cortá-los.

Passo 5

Agora que terminamos a estrutura metálica, é hora de focarmos na instalação dos painéis de forro mineral. É importante lembrarmos que o forro mineral deverá ficar apoiado nos perfis metálicos, sendo que você deve colocá-los de baixo para cima. É importante tomar bastante cuidado com os tirantes e manusear os painéis com bastante cuidado, de modo que você evite danos, em especial nas bordas.

Passo 6

Caso tenha se mostrado necessário cortas os perfis da ponta, então corte também as placas de forro mineral que serão instaladas nestes espaços de maneira proporcional, com o auxílio de um estilete.

Lembrando que você pode também substituir os painéis por luminárias ou outros acessórios modulares.

E pronto, após seguir todos os passos para a instalação do forro mineral, os perfis da estrutura metálica irão ficar aparentes, e os forros minerais irão revestir todo o teto de forma a ocultar as instalações.

Porque usar o forro mineral

Após ler todo o conteúdo acima, você provavelmente já está ciente de todas as vantagens que o forro mineral pode lhe proporcionar, não é mesmo? Então vamos um pouquinho além e lhe daremos alguns motivos do porquê você deve cogitar em realmente utilizá-lo em suas obras.

Só pra começar, as placas já vêm prontinhas para o uso, fazendo com que sua instalação seja rápida, prática e acima de tudo limpa, basta seguir nosso passo a passo acima para que dê tudo certo

O desempenho acústico e a sua ótima resistência à umidade e ao fogo são vantagens que nós nem precisamos tornar a repetir, não é mesmo?

A facilidade que o forro mineral lhe permite para realizar instalações hidráulicas, elétricas e de sistema de ar condicionado é também um ponto positivo que deve ser levado em consideração aqui.

E, caso você opte por realmente utilizar o forro mineral, saiba que as manutenções serão muito mais rápidas e práticas de serem feitas. Dúvida? Pois basta que você retire as placas para conseguir acessar o entreforro, realize então a manutenção e depois coloque novamente as placas. Quer mais praticidade do que isso?

Essa praticidade é também bastante útil na hora de realizar mudanças de decoração e de layout.

As placas minerais não possuem formaldeídos e nem amianto, isso faz com que elas não emitam Compostos Orgânicos Voláteis (COVs) em locais fechados.

Outro ponto importante que merece destaque é o fato de não necessitar qualquer tipo de pintura ou outro acabamento, pois já conta com diversas modulações, acabamentos e detalhes em suas bordas.

Conclusão

Se você chegou até aqui após ler este artigo, então está bem ciente do que é o forro mineral e do quanto ele pode ser útil em sua obra. E, apesar de termos lhe dado um passo a passo com uma instalação bastante simples, ainda assim é sempre bom contar com o auxílio de um profissional que saiba o que está fazendo durante uma instalação, caso não seja possível contar com este profissional e você mesmo vá realizar o serviço, sugerimos uma atenção redobrada em cada uma das etapas, por mais simples que ela possa parecer!

Caso tenham sobrado duvidas sobre o forro mineral basta perguntar nos comentários abaixo, estaremos prontos para lhe responder. Agora, se este artigo conseguiu responder suas principais duvidas sobre o tema, então não deixe de compartilhar com seus amigos e conhecidos, nunca se sabe quem você pode acabar ajudando no processo!

Escreva um Comentário