Você esteve procurando sobre muro de contenção e chegou até aqui? Tem um monte de dúvidas sobre essa importante construção da engenharia civil? Ou é apenas um curioso que chegou nesse texto sozinho?

De qualquer forma, você está no lugar certo! Pois trataremos do assunto do muro de contenção, tipos, drenagens e até algumas coisas a mais.

Estamos todos prontos?

Continue sem precaução!

O que é um muro de contenção?

O que é um muro de contenção?

O muro de contenção, também chamado de muro de arrimo, é um muro que segura um grande amontoado de terra.

Entretanto… Não é apenas isso!

A principal função do muro de contenção é realmente segurar o peso da terra que fica ao lado do local da construção, mas sua função também é estabilizar a pressão e contenção do solo, assim diminuindo o risco de desmoronamento, evitando que ela ceda.

É comum vê-lo nas estradas da BR, onde, em regiões com muitas serras, os muros de contenção impedem que a terra ceda nas estradas, assim impedindo vários tipos de acidentes.

Portanto, o muro de contenção é uma ótima opção para terrenos que tem declive ou com inclinação, mas receberam corte para se tornarem planos. Terminado o corte, existirão as áreas de acomodação, o espaço que tem entre o perfil original do lote e da área que se tornou plano.

Os muros de contenção evitam deslizamentos

Antes e depois de um deslizamento de terra

Como já fora dito anteriormente, o muro de contenção é de grande importância para a segurança das pessoas.

Só para ilustrar melhor a importância do muro de arrimo. Em alguns países mundo a fora, como no Japão, se utiliza muito o muro de retenção para evitar o deslizamento de terra nas regiões montanhosas, que infelizmente, é um fenômeno recorrente naquele país, principalmente na época dos taifus (tufões) ou em terremotos fortes.

Percebe-se que esse tipo de sistema precisa ser bem planejado, calculado e executado para impedir fatalidades ou desastres posteriores, principalmente durante a chuva, já que a terra tem tendência de ficar mais pesada quando molhada.

Etapas de um projeto de muro de contenção

Existem duas etapas para a criação de um projeto de muro de contenção, que são:

Escolhendo as dimensões do muro

Um projetista capacitado pode, por meio da própria experiência ou até mesmo por fórmulas empíricas, escolher as dimensões necessárias para o muro. Os muros podem ter faces retangulares, trapezoidais, escalonados.

Verificando a estabilidade dos esforços atuantes

Se as forças atuantes nas estruturas, como o peso do próprio elemento, empuxo das terras, cargas eventuais aplicadas no topo do muro e reações do solo forem devidamente determinadas, é possível ter uma ideia da estabilidade da obra.

Tipos de muro de contenção

Os muros de arrimo são divididos em duas categorias, sendo que as duas possuem processos peculiares uma das outras. Essas categorias são o muro de contenção por gravidade e muro de contenção de flexão.

Muro de contenção por gravidade (ou peso)

Um tipo de muro de gravidade, o gabião

Como o nome já diz, esse tipo de muro utiliza o peso do próprio material para conter o solo, usando a gravidade a seu favor. Ele é usado para conter desníveis pequenos ou médios, inferiores a 5 metros. Os tipos de muros mais conhecidos são:

Muros de alvenaria de pedra

Embora seja o tipo de muro mais usado antigamente, hoje em dia seu uso foi deixado mais de lado pelo alto custo e da dificuldade de achar ou esculpir pedras de dimensões regulares. Por sorte, atualmente já temos outros tipos de métodos e materiais mais viáveis.

Você é engenheiro(a)? Não está ganhando o quanto deveria?
Conheça essa oportunidade no mercado. Vistoria Cautelar de Vizinhança

Clique aqui

Contudo, tais desvantagens não quer dizer que esse método seja de todo mal. Afinal, é um processo bem simples e ainda dispensa drenagem – já que as próprias pedras arrumadas manualmente fazem todo o trabalho de drenar a água, por conta própria.

É recomendável que o muro de alvenaria de pedra seja usado para alturas de contenção de até, no máximo, 2 metros. Pelo fato dessa técnica ter riscos de rupturas por deslizamentos, é aconselhável que a base do muro tenha largura mínima de 1 metro ou meio metro, além de precisar ser apoiada em uma cota inferior ao nível do terreno. A partir dessa altura é necessário o uso de argamassa de cimento e areia para preencher os vazios das pedras. Porém, se adotar o preenchimento dos vazios das pedras, terá que implementar elementos de drenagem, como dreno de areia ou dreno geossintético e tubos.

Muro solo pneu

De uma opção mais ecológica, vamos para a mais polêmica – polêmica se não seguirem as restrições ambientais existentes em certos Estados brasileiros – o muro de contenção solo pneu! Esse muro é uma opção viável e barata, além de não necessitar de mão de obra especializada. CONTUDO, para uma obra eficiente e sem falhas, é necessário que siga um manual de orientação feita por órgãos especializados. Essa técnica pode ser utilizada em encostas ou construções.

Esses muros são construídos por lançamento de camadas horizontais de pneus, pelo quais são amarrando entre si usando uma corda e preenchidas com terra compactada. Graças ao seu peso, o muro de pneus não pode ultrapassar a altura de 5 metros, e a sua base deve ter uma largura de 40 a 60% da altura do muro.

Muro saco solo-cimento

Muro saco solo-cimento

“Que isso? Trincheiras da primeira guerra mundial?”

Não! Embora pareçam aqueles sacos usados nas trincheiras da Primeira Guerra Mundial, os sacos do muro de sacaria de solo-cimento possuem uma função e composição totalmente diferente daquela época sangrenta da nossa história.

Nesse método, se utilizam sacos de ráfia, polipropileno ou aniagem, geralmente fechados com um barbante fino. Diferente das trincheiras da Primeira Guerra Mundial, ela não são cheias de areia, mas sim uma mistura de solo com cimento e um pouco de água. Em seguida, elas são posicionadas para formar fileiras (camadas) que depois são socadas, cobertas por outra camada, e assim vai até que o muro seja totalmente erguido.

Esse método é recomendado em terrenos arenosos com riscos de erosão acentuada, de altura máxima de 4 a 5 metros.

Muro de concreto ciclópico

Calma, nada tem a ver com ciclope (infelizmente). Para mais informações sobre concreto ciclópico, nós temos esse texto dedicado apenas para isso.

Enfim, o que seria esse muro de concreto ciclópico?

É uma estrutura composta por preenchimento de uma fôrma com blocos de rochas de tamanhos diversos e concreto. É um muro bastante econômico para alturas inferiores a 4 metros. A drenagem é feita com mantas geossintéticas e tubos que direcionam a água na parte posterior do muro.

O uso do muro de concreto ciclópico é geralmente recomendado em obras de baixa estrutura.

Muros crib-wall

Também conhecidas como muro gaiola ou muro em fogueira. Os muros crib-wall são estrutura compostas por elementos pré-moldados de concreto, madeira ou metal.  Elas são conectadas longitudinalmente e o espaço interno é preenchido com material granular graúdo, além disso, são capazes de acomodar pequenos recalques das fundações.

Uma vantagem notável desse tipo de muro, é que dispensa qualquer tipo de manutenção, a única exceção é a eliminação de vegetação de grande porte que pode deslocar a estrutura. Seu uso é recomendável na contenção de aterros e taludes.

Muro de gabião

Os muros de gabião são uma espécie de gaiolas preenchidas com pedras arrumadas manualmente. As gaiolas são presas por fios de aço galvanizado em malha hexagonal com dupla torção, podendo ser até revestida por galvanização dupla ou por camada de PVC.

É um muro bem resistente e flexível, permitindo que a estrutura se acomode em recalques e permeabilidade. Os tamanhos mais comuns desse tipo de muro são de 2 metros de comprimento e seção transversal de 1 metro de aresta. Esse tipo de muro pode ser usado em rodovias e taludes perto de córregos.

Muro de contenção de flexão

Muro de contenção de flexão

Os mudos de flexão são visualmente mais deslumbrantes que os muros de peso e possuem seção transversal em formado de “L”. Esse formato, por mais estranho que seja, tem um motivo de ser assim, já que a forma de “L” na base que permite o muro a ter equilíbrio.

Embora não usem apenas o peso do próprio material para suportar a carga da terra como principal meio de contenção do solo, eles também utilizam materiais resistentes e armados com barras de aço. Na questão do suporte da força do solo, é realizado o conjunto concreto mais aço, em outras palavras, são muros de concreto armado.

Você é engenheiro(a)? Não está ganhando o quanto deveria?
Conheça essa oportunidade no mercado. Vistoria Cautelar de Vizinhança

Clique aqui

Os tipos de muro de contenção de flexão mais conhecidos são:

Muro de concreto armado

O muro de flexão mais comum e utilizado, o muro de concreto armado, é composto apenas por concreto e aço. Seu uso vai de conter a terra até para servir como base para aterramento e nivelamento do terreno. Seus componentes são a sapata de fundação e a parede que contém o solo.

Muro de bloco armado

É um muro muito usado para a substituição da parede em concreto armado convencional, por blocos estruturais cheios de concreto armados.

Muro com contraforte

Um ótimo muro para grandes estruturas. Ao longo do seu comprimento, existem os chamados “contrafortes”, que nada mais é, paredes de concreto construídas perpendicularmente ao muro. A razão da existência do contraforte é garantir a rigidez da estrutura.

Muro com vigas e pilares

Uma forma interessante de execução de muros de contenção é a utilização de um muro com vigas, pilares e preenchidos com blocos. Nesse tipo de muro, é importante a construção de boas fundações para os pilares.

CURIOSIDADE BÔNUS: Muro de contenção de bambu!

Concreto? Pedras? Cimento? Não, bambu! Muito utilizada na contenção de encosta baixas, conseguindo até vencer alturas maiores se for construído de forma escalonada, é uma opção mais barata e sustentável em situações onde os materiais tradicionais da construção civil não estejam disponíveis.

Para construir o muro de bambu, ele deve ser colocado horizontalmente e fixado nas extremidades com pequenos pilares (piraletes) de madeira apoiados no solo, formando uma espécie de painel. O muro de bambu deve ser feitos em planos, assim formando uma espécie de “quina” para que ofereça maior estabilidade.

Embora pareça uma alternativa bastante frágil, faz bem o seu trabalho, contando que não tenha pandas por perto…

Um aviso nunca é demais

Antes de tudo, principalmente na era da internet aonde qualquer pessoa tem acesso à informação, nunca é ruim fazer um aviso: sempre procure um profissional capacitado e formado para construir um muro de contenção.

Nunca tente construir um muro de contenção ou qualquer tipo de obra de construção civil sem a ajuda ou a liderança de um profissional da área capacitado. Como você pode ver, é uma construção de extrema importância para a proteção da vida das pessoas, se for mal feita, pode acarretar em desastres e inúmeras fatalidades.

Portando, por mais que alguns materiais citados a seguir pareçam ser de fácil construção manual, nunca tente fazê-lo por conta. Pode causar consequências sem volta.

Chuva sobre a terra igual lama destruidora

Deslizamento de lama

Uns dos maiores causadores de desmoronamento ou deslizamento de um terreno declinado é inegavelmente, a chuva.

Por isso que se foi criado os muros de contenção, sua função principal é impedir que o solo ceda e destrua tudo que estive embaixo, segurando a terra com tudo que pode. Entretanto, se não tomar os devidos cuidados, a combinação da água mais a terra (lama) pode vencer o muro de contenção. Por isso, uma boa drenagem pluvial própria para o muro é praticamente lei.

Um cuidado importantíssimo é com o cálculo de sua estrutura, já que ela deve contemplar a carga adicional proporcionada pela água, como uma margem de segurança. Obviamente, que o cálculo deve-se ser feito antes da construção do muro de contenção.

O sistema de drenagem pluvial pode ser feita por meio de barbacãs, pequenos canos de PVC instalados ao longo da parede. Outra opção de drenagem seria a criação de uma camada de material drenante entre o solo e o muro, aonde a água é direcionada a um tubo perfurado que faz drenagem da água, não se esquecendo de colocar brita entre a terra e os drenos, para evitar entupimentos.

Embora a solução acima não funcione em 100% dos muros, já que em todas as situações ou tipo de muro pede soluções diferentes, o que realmente importa aqui é não deixar de executar uma drenagem adequada.

Encerrando

Eaí? Toda duvida sobre muro de contenção respondida? Se sim, maravilha! Mas saiba que você não era o único que não tinha conhecimento desse importante obra. Por isso, compartilhe com aqueles que queiram saber mais! Um conhecimento a mais não machuca ninguém.

Write A Comment