O revestimento para piscina é algo essencial para manter a beleza da estrutura. Afinal, mais do que ser um espaço de lazer, a piscina pode agregar – e muito – à decoração. Inclusive porque, é possível escolher a “cor da água”, de acordo com a base escolhida.

Além da beleza, o revestimento proporciona higiene. Os materiais utilizados para aplicação na piscina têm características contra a acumulação de sujidades. Eles também dificultam a formação de fungos, algo comum em ambientes úmidos.

Ao mesmo tempo, a conservação da piscina aumenta. A responsável por essa vantagem é a impermeabilização da estrutura. Assim como sua facilidade de limpeza.

Como escolher o revestimento para a piscina?

Geralmente, a escolha do revestimento para a piscina é feita por sua aparência. Sua beleza, se combina ou não com a decoração da casa. Esse, no entanto, não deve ser o único ponto analisado para escolha do material.

Veja também: Piscinas Pequenas: De Canto, Deck, Fibra, Alvenaria +155 Fotos!

Primeiro, o revestimento precisa ter ótima resistência às variações de temperatura. Na maior parte das vezes, as piscinas ficam localizadas no espaço externo do imóvel. Logo, sofrem incidência direta do sol, e os efeitos da chuva e ventos.

Produtos químicos também não podem degradar a estrutura. Os produtos são utilizados para limpeza da piscina, além do tratamento de água. A resistência do material garante que esses fatores não causem trincas ou desgaste rápido da construção.

Outra resistência necessária ao revestimento refere-se ao movimento da piscina. Ao longo do tempo, é comum que a estrutura se movimente. Tanto pela ação de fatores naturais, quanto pelo seu uso rotineiro. Logo, a cobertura precisa suportar a movimentação sem se romper ou trincar.

Também é interessante que o tipo de revestimento escolhido tenha peças de tamanho grande. Isso porque, quanto maior a peça, menor a quantidade de rejunte utilizada. O rejunte é a ´área mais suscetível ao acúmulo de sujidades e surgimento de fungos. Por isso, caso as pastilhas sejam as eleitas, seu tamanho menor deve ser “compensado” com uma limpeza mais frequente e intensa. Veja também: Piscina com Borda Infinita: Projeto, preço, etc. +76 fotos e ideias!

Piscina de alvenaria

Um dos principais revestimento utilizados nas piscinas é o azulejo. Sim, o mesmo material aplicado em paredes e pavimento da cozinha e do banheiro. O material é preferido pelo seu preço, bastante barato. Inclusive porque a mão de obra é fácil de se encontrar no mercado.

Azulejos são interessantes ainda por sua enorme variedade de cores e desenhos. Seu colorido e formatos permitem criar decoração bonita e cheia de personalidade.

As pastilhas de vidro, por sua vez, são mais caras. Seu visual, no entanto, é muito atrativo. Algo garantidos por sua característica translúcida, que deixa visível o que há por trás do revestimento. Ou seja, a própria estrutura da piscina. Por isso, é interessante pintar o concreto da estrutura, antes da instalação da cobertura. O vidro pode ser incolor ou colorido, de acordo com a aparência pretendida.

Revestimentos vinílicos são atraentes também por sua enorme quantidade de cores e acabamentos. Nesse caso, o vinil é aplicado logo após a construção da piscina, sobre o concreto. As peças podem ser produzidas de forma personalizada, para formar desenhos e mosaicos como o consumidor desejar. Além dessas vantagens, o produto não precisa de rejunte, favorecendo sua limpeza ao longo do tempo.

Por fim, é possível utilizar pedras para o revestimento. O material é mais áspero, e por isso precisa ser escolhido com cuidado. Do contrário, será desconfortável ao tato.

De qualquer modo, as pedras mais indicadas são as vulcânicas, como a hijau. As peças têm aspecto liso, e mantém a água com cor esverdeada ou em azul. Já a pedra mineira faz a água parecer mais amarelada, com visual mais moderna e diferente. O revestimento absorve menos calor, mas também pode acumular mais sujidades, por sua característica porosa. Veja também: Pisos para área externa

Revestimento Cerâmico

Qualquer dos revestimentos citados anteriormente podem ser utilizados para piscina de concreto. Peças cerâmicas, porém, são as mais utilizadas e indicadas. Tanto por sua facilidade de manuseio, quanto pela diversidade de opções.

Cerâmicas estão disponíveis em diferentes tamanhos e cores. As peças podem ter aspecto de ferrugem, madeira, ouro, serem esmaltadas ou não. Muitas das peças tem característica reforçada contra raios ultravioletas. Como a incidência do sol é constante em piscinas, essa resistência vai garantir sua maior durabilidade.

Características de resistência à abrasão, produtos químicos e movimentação também existe. Para elas, são produzidos rejuntes e assentamentos mais flexíveis. Eles não acumulam muita sujeira e têm defesa contra fungos.

Revestimento para piscina barato

Na hora de utilizar revestimento barato para piscina, azulejos, vinil e cerâmicas são ótimas alternativas. Utilizar cobertura de concreto, no entanto, também é uma opção. Primeiro, porque a superfície de concreto é naturalmente áspera. Isso garante característica antiderrapante, algo fundamental para a segurança no uso da piscina.

Ao utilizar o concreto, no entanto, é interessante realiza pintura do piso. A tinta deve ser específica a áreas úmidas e externas. Como as tonalidades disponíveis são diversas, é possível criar superfícies mais “profundas” visualmente, com o azul escuro; ou então mais tranquilas e delicadas, com tons claros.

O custo para produzir esse acabamento bruto é barato. Os valores médio giram em torno de R$30 por m² de material (concreto e tela de aço). A esse, é somado custo com mão-de-obra, de aproximadamente R$10 por m².

Piscina de fibra

Existem dois tipos de piscinas: as construídas no espaço de instalação, e as que são pré-fabricadas. As primeiras são construídas com técnicas de alvenaria, geralmente com concreto armado. Já as pré-fabricadas têm como material principal a fibra de vidro, ou então ou vinil.

Piscinas de fibra de vidro tem superfície lisa e fácil de limpar. Ela dificilmente acumula sujidades ou permite a proliferação de fungos. Sua instalação requer apenas espaço disponível para suas dimensões. Depois de entregue, essa piscina é posicionada em seu “buraco”, e já pode começar a ser utilizada.

Estruturas de fibra de vidro não requerem qualquer revestimento intenso. É indicado apenas aplicar produtos de impermeabilização de forma rotineira, para manter a resistência da peça.

Piscina Eliane

Quando o assunto é revestimento para piscina, a marca Eliane é das principais fabricantes do mercado. São anos de experiência no ramo, uma vez que a instituição nasceu em 1960, em Santa Catarina. Os azulejos 15×15 eram sua especialidade, mas com o tempo seus produtos evoluíram e se diversificaram.

Hoje, a Eliane possui mais de 15 mil pontos de venda por todo o Brasil. Há também produtos espalhados pelo mundo, em locais como a África e a Europa.

Entre as coleções da empresa, os destaques são peças em tons de azul e verde. As texturas diferentes também podem transmitir sensações, como o do movimento das águas.

Revestimento para piscina Portobello
Portobello

Piscina Portobello

Outra marca conhecida e presente em muitas obras é a Portobello. Ela é destaque por revestimentos que reproduzem outros materiais, mas sem deixar a impermeabilidade e resistência de lado. Há, por exemplo, peças que lembram madeira, mármore, concreto e mais. A marca está disponível em cinco continentes.

Piscina 10×10

Revestimentos para piscinas 10×10 são peças de azulejo ou de outro material que possuem dimensões de 10 cm de altura e 10 de altura. Esses produtos são dos mais utilizados, principalmente devido à sua facilidade de instalação. Afinal, é comum que as piscinas tenham tamanho múltiplo de dez. Logo, não é necessário fazer o corte do azulejo para completar o revestimento.

Como cuidar do revestimento para piscina?

Para manter a cobertura da piscina conservada, segura e bonita, é fundamental ter cuidado com sua manutenção. Para isso, é interessante conhecer as instruções do fabricante. Quando adquire o revestimento da sua peça, o consumidor recebe manual de instruções. Nele, ficam listados produtos que podem ser utilizados na estrutura, por exemplo. Seguir as dicas vai garantir maior durabilidade do produto.

Importante também não abusar do cloro no momento de tratamento da água. O ideal é que a substância não ultrapasse o limite de 3 ppm (Partes por milhão). A medida indica a quantidade, em gramas, dd que está presente em mil litros de água. O cloro em excesso acaba por esbranquiçar a cobertura.

Tanto para o cloro, quanto outras substância, você deve dissolver o produto antes de utilizá-lo. Se jogado diretamente na piscina, a concentração em apena sum ponto pode causar manchas.

Manter a limpeza da estrutura em dia é igualmente importante. Fazer a retirada de sujidades vai impedir que o revestimento seja “corroído”. Para tal, é possível utilizar esponja ou palha de aço com detergente. Caso seja necessário escovar a piscina, a escova deve possuir cerdas macias. Objetos com peças em metal podem causar muitos arranhões.

Finalmente, tenha atenção a vazamentos. Além de estragarem o revestimento, vazamentos podem prejudicar todo o local em que a estrutura está instalada. Como por meio da infiltração do solo, que pode causar problemas metros à distância do espaço. Nesse caso, procure a assistência de uma empresa especializada no conserto do problema. Realizar o conserto por si mesmo pode causar ainda mais estragos.

Viu como são várias as opções de revestimento para piscina? Escolha o seu, converse com seu arquiteto, procure informações na loja em que vai adquiri-lo. Assim, você terá a certeza de que o material vai atender completamente suas necessidades!

Write A Comment