Os tubulões são tipos de fundações profundas bastante utilizados para obras de cargas elevadas, tais como edifícios.

Atualmente os tubulões a céu aberto são os mais utilizados em obra, unindo máquinas com trabalhadores para a escavação deste tipo de fundação. Aqui neste artigo vamos abordar um pouquinho melhor o que realmente são os tubulões, em quais casos seu uso é indicado e todo o seu processo executivo.

Ansioso para conhecer melhor sobre este tipo de fundação profunda? Pois então é só vir com a gente e dar prosseguimento a leitura!

Os tubulões

Os tubulões tratam-se de fundações profundas de concreto, as quais são feitas em obra e tem a função de transmitir as cargas estruturais para solos que possuam uma maior capacidade de suporte. Eles consistem no encamisamento da estrutura de fuste com anéis de concreto ou então tubos de aço. Os tubulões podem ser a céu aberto, a ar comprimido, com ou sem escoramento, e com revestimento metálico ou então de concreto.

A NBR 6122 – Projeto e execução de fundações define um tubulão como um elemento de fundação profunda, que é cilíndrico e que ao menos em sua etapa final há descida de operários para que a conferencia das dimensões de base sejam realizadas.

Os tubulões a céu aberto, os quais são moldados in loco, são obtidos através do preenchimento com concreto de escavações realizadas no terreno, as quais são previamente executadas, com seção circular e um formato cilíndrico.

Já os tubulões pneumáticos (ou também conhecidos como tubulões a ar comprimido) possuem a função de transmitir cargas estruturais para os solos que possuem uma maior capacidade de suporte, os quais costumam se situar em locais mais profundos, sendo caracterizados por seções transversais, isto permite uma escavação interna, realizada com a entrada de pessoas em seu interior.

Quando escavados manualmente, os tubulões podem ser dotados de uma base alargada tipo tronco-cônica, a qual é executada sempre acima do nível d’água, seja natural ou rebaixado. Este modelo também pode ser aplicado à casos especiais, nos quais abaixo do nível da base se torne possível bombear a água, sem que se tenha possibilidade de desmoronamentos ou então perturbações no terreno da fundação.

Elementos de tubulões a céu aberto

Vamos dar uma olhadinha nos elementos que compõem a estrutura de um tubulão a céu aberto.

  • Campânula de aço: Conhecido popularmente como “cabeça”, este é o segmento inicial de um tubulão, é dele a função de redistribuir as tensões que residem na base do pilar. O seu dimensionamento é comparado ao de um bloco sobre uma estaca. Ainda é possível substitui-la por um bloco de transição (um bloco sobre o topo do fuste).
  • Cilindro de aço: Dimensionado como se fosse um pilar feito de concreto simples, submetido a uma compressão simples. Caso haja momento fletor na do pilar, então isto deverá ser considerado para o dimensionamento do fuste.
  • Base: Este é o segmento inferior do tubulão, o qual é responsável por transferir a carga para o solo, podendo ou não ser alargado.

Antes da execução…

Antes de passarmos direto para o processo executivo dos tubulões, vamos dar uma olhadinha em algumas de suas características gerais, as quais envolvem os tubulões como um todo.

  • O fuste poderá ser escavado tanto mecanicamente quanto manualmente, porém a base é escavada manualmente;
  • O diâmetro mínimo para o fuste é de 70 cm;
  • Um ângulo de 60º é o suficiente para que não haja a necessidade de se colocar uma armadura na base;
  • É importante ter em mente que os tubulões somente recebem esforços verticais;
  • Eles são também executados somente acima do nível de água ou do lençol freático, abaixo apenas quando não há risco de desmoronamento;
  • São executados apenas em solos coesivos.

Execução dos tubulões

execução de um tubulão

Certo, vamos agora a parte mais esperada por vários aqui, o processo de execução dos tubulões. Preparado? Pois então vamos lá!

1 – Escavação mecânica ou manual do fuste

O fuste poderá ser escavado tanto manualmente por poceiras quanto por perfuratrizes que irão até a profundidade, previamente prevista em projeto. Caso seja optado pela escavação manual, então tanto o prumo quanto a forma do fuste deverão ser conferidos durante a escavação.

Caso haja a ocorrência de irregularidades durante a instalação do sistema, em especial o desalinhamento do fuste e a dificuldade para abertura e concretagem da base, é necessário que haja uma correção imediata, pois o tubulão não poderá ficar por muito tempo aberto, de modo a não sofrer alívio de tensões ou então a perda de resistência do solo.

2 – Alargamento da base e limpeza

Caso o alargamento da base se mostre necessário, então a descida de um operário para que ele realize este alargamento se torna necessária. Por mais que esta seja uma prática arriscada, ainda assim é necessária, sendo que ainda não há equipamento que realize este serviço precisamente.

Claro, para que a descida do pessoal seja possível, é necessário que todas as medidas de segurança sejam tomadas, tais como a utilização adequada de EPI’s. Após a base ser alargada de acordo com as dimensões que foram previstas em projeto, é hora de realizar a sua limpeza, retirando toda a terra solta bem como as impurezas do solo.

OBSERVAÇÃO

Atualmente há sim uma patente em andamento para um alargador de base para tubulões, sendo que as chances deste serviço não mais serem executados manualmente no futuro são altas. Esta é a construção civil sempre se adaptando aos avanços tecnológicos.

3 – Conferência da base pelo engenheiro ou então pelo responsável pela obra

Alargamento da base e a limpeza chegaram ao fim? Então agora é a hora do engenheiro ou então do responsável encarregado pela obra descerem até o fundo do poço para verificarem o serviço. Sim, eles também deverão “sujar as mãos” aí.

É necessário que as dimensões da base bem como angulo que foi formado entre a base e o fuste sejam devidamente conferidos. Em alguns canteiros de obra é normal que o engenheiro não desça no poço por confiar em seus funcionários, entretanto, somente o engenheiro possui conhecimento técnico o suficiente para decidir se o serviço foi ou não bem executado.

4 – Hora de colocar a armadura

Agora é a hora de colocar a armadura do fuste, porém ela deverá ser posta de maneira que não permita que os torrões de solo sejam derrubados para dentro do tubulão. Uma vez que a armadura penetre na base, ela deverá ser projetada de maneira a permitir a concretagem adequada da base, sendo necessário que existam aberturas na armadura com pelo menos 30 x 30 cm.

5 – Por fim, a concretagem

A última etapa, a concretagem do tubulão, deverá ser realizada imediatamente após a escavação ser finalizada. Em casos especiais, quando a concretagem não tiver sido feita logo após o término do alargamento e de sua inspeção, uma nova inspeção deverá ser realizada, removendo o material solto ou uma eventual camada amolecida por exposição ao tempo ou então por água proveniente de infiltrações. A concretagem deverá ser feita com concreto simples lançado na superfície, sendo que o uso de vibrador neste caso não se torna necessário. Assim sendo, o concreto deverá possuir uma plasticidade suficiente para que a ocupação de todo o volume da base seja assegurada. Entretanto, é recomendado que o vibrador seja utilizado, e que a bomba de concreto consiga alcançar até o fundo do tubulão, sendo que a escolha é por parte do engenheiro ou do responsável pela obra.

Conclusão

Agora você já tem uma boa noção do que são os tubulões e sua importância para a construção civil, sabendo até mesmo o processo executivo por trás da execução de um tubulão. Entretanto, se o tubulão é o tipo de fundação mais adequado para sua construção em específico esta é uma pergunta que apenas o engenheiro responsável pela obra poderá responder, pois a escolha do tipo de fundação depende de diversos fatores relacionados a cada obra em específica, bem como o tipo de solo daquele local.

Sobraram duvidas relacionadas a tubulões? Pois então basta perguntar nos comentários abaixo, faremos o possível para lhe responder. E caso tenha conseguido tirar proveito das informações apresentadas neste artigo, então não deixe de compartilhá-lo com seus amigos e conhecidos, nunca se sabe quem você poder acabar ajudando no processo!

Escreva um Comentário