Você com certeza já viu algum muro com chapisco alguma vez na vida, certo? Não? É aquele muro que machuca só de você se apoiar nele, tá lembrado agora?

“Mas esse tipo de muro é meio inútil, certo?”, não, na verdade a utilização do chapisco tem um motivo por trás, e esse motivo vai muito além do que impedir que pessoas fiquem escoradas no muro de sua casa.

Se você quer entender para que, afinal, serve o chapisco, e como você pode fazê-lo, basta continuar aqui com a gente neste artigo até o final. Borá lá?

O que afinal é este tal de chapisco?

Quando uma parede é enfim finalizada, ela então está pronta para poder receber o último revestimento, que vêm em três camadas: chapisco, emboço e para finalizar, o reboco. Nos já possuímos artigos sobre o emboço e o reboco, os quais você pode consultar caso queira se aprofundar no assunto, e agora é chegada a hora de focarmos no chapisco.

Reboco, emboço e chapisco

É bom começarmos definindo o chapisco como uma mistura mais fluída de argamassa, sendo que ele é usado como a primeira camada de uma parede para poder tornar mais fácil a aderência do emboço, que será posteriormente coberto pelo reboco.

Com isso dito é bom destacarmos que existem atualmente duas maneiras para chapiscar a parede. Ela pode ser feita de modo artesanal, que é quando o próprio pedreiro prepara a massa que será utilizada, sempre de acordo om cimento comum e com um traço específico, e a segunda maneira é quando se faz uso de uma mistura já pronta, que pode ser adquirida em casas de materiais de construção.

Chapiscar uma parede é, teoricamente, uma tarefa fácil, porém depende bastante dos conhecimentos de quem está aplicando, e de atenção máxima durante a aplicação, de maneira que  não ocorram desperdícios.

Tá, mas eu ainda não entendi porque o chapisco é utilizado nos muros

Certo, você entendeu acima o que é esse tal de chapisco, então vamos te mostrar agora o porque dele ser utilizado nos muros. Abaixo separamos dois bons argumentos que irão te ajudar a entender melhor isso.

1 – O chapisco oferece sustentação ao reboco

Uma das finalidades da aplicação do chapisco que não podemos de maneira alguma deixar de citar, é a sustentação que ele oferece para os rebocos. A parte interna, assim quanto a parte externa, de uma casa deve se manter firme, de modo a garantir a segurança, certo? É exatamente aí que o chapisco brilha! O desnível apresentado pelo chapisco serve para favorecer que a massa do reboco fixe-se melhor, impedindo que ele acabe se descolando do bloco ou do tijolo.

2 – O chapisco pode fazer o papel do próprio reboco

Quer utilizar o chapisco como se fosse o próprio reboco do muro? Pois saiba que sim, você pode! Caso deseje utilizar o chapisco assim, você poderá pintá-lo ou então simplesmente deixá-lo com a sua aparência original mesmo – deixar o chapisco na sua aparência original irá dar um ar mais rústico a sua construção, além de te fazer economizar no custo total da construção -, e um dos benefícios diretos em se fazer isso é que você terá um bloquei contra infiltrações. Entretanto, é bom que você tenha em mente que será necessário combinar rejuntes e impermeabilizantes a este chapisco, de modo que você consiga alcançar uma proteção correta contra umidade.

Aprendendo a chapiscar um muro

Aplicando chapisco na parede

Nós te prometemos um passo a passo, e nós iremos te ensinar um passo a passo de como chapiscar um muro, você verá que é bastante fácil, e você mesmo poderá fazê-lo.

Antes de mais nada, dependendo para qual pedreiro você fizer esta pergunta, cada um deles irá te falar de sua técnica própria para chapiscar muros e paredes, ou seja, há mais de uma maneira aqui para que isto seja feito. Abaixo nós iremos te apresentar o método que é um dos mais tradicionais e recomendados.

1 – Limpe bem o muro

Comece limpando o muro/parede em que você irá realizar o chapisco, retire todas as rebarbas, arames, resíduos de concreto e o que mais estiver por ali. Lixe o muro completamente e depois o lave com um jato de água, se preferir, borrife água um dia antes de executar o chapisco, de modo a preparar o local para receber a massa.

2 – Prepare o traço

Agora é hora de focar no traço, sendo o traço mais comum para se chapiscar uma parede o 1:3, ou seja, uma lata de cimento para cada três latas de areia, sendo a água acrescentada de pouco em pouco, enquanto você vai misturando os demais ingredientes.

É necessário que você vá prestando atenção na quantidade de água que está utilizando, fique atento na consistência apresentada pelo chapisco durante sua mistura. O chapisco é mais fluido do que as argamassas normalmente utilizadas em obra, isso facilita que sua aplicação seja feita, garantindo que o emboço tenha uma melhor aderência.

Ou seja, use a quantidade de água que você normalmente já utiliza para o preparo de argamassas em obra e vá colocando mais aos poucos, até que você chegue a uma consistência mais fluida, mas com uma aderência na parede.

3 – Aplicando

Aplicar o chapisco é uma tarefa relativamente rápida e fácil, você irá precisar apenas de um balde onde possa colocar a massa e uma colher de pedreiro e pronto, já pode começar a trabalhar. Mas é sempre bom se atentar de que os blocos precisam estar umedecidos antes que você inicie o chapiscamento.

Então vamos começar, colher de pedreiro em mãos, pegue o chapisco que está no balde e o lance na parede em um movimento diagonal de cima para baixo, use toda a massa da colher na parede, mas fique atento, isso pois a espessura da camada de chapisco deve estar sempre entre 3 mm e 5 mm.

Atenção, enquanto estiver chapiscando uma parede, fique bastante atento para que não tenham áreas onde a base fique a mostra. Para que este tipo de problema seja evitado, inicie a aplicação e somente passe para uma próxima área quando estiver certo de que tudo está coberto.

E claro, nós falamos em colher de pedreiro por ser a ferramenta mais básica e fácil de se ter em mãos, mas você pode sim fazer uso de outras ferramentas para o chapiscamento, tais como uma desempenadeira, um rolo, e até mesmo opções mais modernas e sofisticadas tais como bombas especiais, as quais podem fazer a prática do chapiscamento bem mais rápida.

Se quiser a ajuda de um auxílio visual para enxergar melhor todo esse processo que descrevemos acima, então é só dar uma conferida no vídeo abaixo:

Para se prestar atenção

Enquanto você estiver realizando o chapiscamento, há algumas coisinhas que você definitivamente deve ficar de olho, e nós estamos aqui justamente para te ajudar no que focar.

É vital que a consistência do chapisco seja a correta quando você for realizar o chapiscamento nas paredes. A dica aqui é que você teste a mistura antes de aplicar o chapisco na parede para só então notar que você, na verdade, não utilizou a quantidade certa de água.

Como já foi dito acima, vamos apenas reforçar para que você esteja atento aos espaços em branco. Lembrando de que toda a base deverá ser coberta, de modo que o chapisco consiga dar a aderência de que o emboço e o reboco necessitam.

Apesar de ser um trabalho teoricamente simples e fácil, não esqueça da sua proteção, ou seja, utilizar EPI’s, tal como óculos para eventuais respingos, é de extrema importância.

Com relação ao tempo de cura, o ideal aqui é esperar até que o chapisco seque, em média 3 dias, antes de aplicar o emboço. Antes de aplicar o emboço, dê uma boa olhada na parede atrás de sinais de umidade.

Conclusão

Agora entendeu o por que daqueles muros com chapisco e como eles são feitos? Perfeito! É algo que você mesmo pode fazer, mas claro, se não se sentir confiante o bastante você sempre poderá ir atrás dos serviços de algum pedreiro, desde que ele saiba o que está fazendo e que a NBR 7200 – Execução de revestimento de paredes e tetos de argamassas inorgânicas – Procedimento esteja sendo devidamente seguida.

E caso queira complementar a leitura, é só dar uma olhada nos artigos sobre Emboço e Reboco que nós temos aqui mesmo no site!

Escreva um Comentário