Fachada Ventilada: Vantagens e Desvantagens

Para ganhar qualidade num país tropical o nosso, está mais do que comprovado que a fachada ventilada é uma opção ecológica e econômica.

Apesar de assistirmos à degradação do meio ambiente nas últimas décadas, ainda podemos utilizar as inovações tecnológicas geradas para nos dar mais conforto e ainda diminuir os danos ambientais. E, na área da arquitetura, você pode investir em soluções e se beneficiar de uma série de ideias.

Neste artigo vamos abordar o uso da fachada ventilada, seu conceito, principais tipos, vantagens e desvantagens.

Sem contar que, do projeto da construção à parte estética, ela também valoriza o imóvel. Bom demais, não é mesmo?

Invista em qualidade de vida

Muito mais que conforto térmico e acústico para interiores, a fachada ventilada ainda ajuda a reduzir a poluição gerada nas grandes cidades.

Assim, com nossas informações, sabemos que você vai se interessar em conhecer e até investir numa solução ambiental consciente como a fachada ventilada.

Esta é a sua próxima alternativa limpa para soluções em engenharia e arquitetura.

O que é uma fachada ventilada?

O conceito de fachada ventilada consiste num sistema no qual revestimentos são aplicados na estrutura de imóveis mantendo uma distância específica. Isso porque a circulação de ar nessa passagem garante isolamento acústico e, principalmente, térmico.

Além de ser uma alternativa eficiente e limpa para arquitetos e engenheiros, pode ser produzida com materiais totalmente reciclados.

Em relação aos usuários do imóvel, além de mais conforto, ainda é possível se obter economia de até metade do valor no consumo de energia.

Com essa forma de opção sustentável, um prédio com fachada ventilada que abrigue um grande número de moradores pode até apresentar alto nível de sustentabilidade ambiental.

Estrutura e fixação

Para a instalação da fachada ventilada em edifícios residenciais e empresariais, são utilizadas armações metálicas fixadas à estrutura principal do imóvel.

Essa técnica cria uma espécie de “segunda casca”, protegendo a construção principal.

No caso dos projetos residenciais, um dos tipos mais comuns de material é o vidro ou a madeira como revestimento.

Além da sua sustentabilidade, a fachada ventilada ainda apresenta um acabamento mais moderno, agregando valor ao imóvel.

O funcionamento

O princípio básico da fachada ventilada é funcionar com suas juntas abertas, mas sem deixar as placas vedando as aberturas.

Isso pode variar de acordo com o tipo de imóvel e sua estrutura indicada, para manter adequada a circulação de ar.

Com a criação desse efeito chaminé, o ar quente sai por cima enquanto o fresco entra por baixo.

Na prática, a fachada ventilada funciona como um grande ventilador natural no interior da estrutura, usando a física para trazer mais conforto térmico.

Principais tipos de fachada ventilada

Entre a gama de materiais usados para a produção das placas, vamos destacar as mais comuns e mais belas.

Mármore e granito

Há muitos séculos, pelas características de resistência, os primeiros povos já utilizavam esses tipos de materiais para revestir os espaços habitados.

Nos tempos de hoje, a fachada ventilada com essas placas de mármore ou granito são excelentes quando a opção é passar um ar mais clássico ao imóvel.

Tudo porque eles são soluções de revestimento excepcionalmente atraentes e resistentes.

Além de vários tipos de acabamentos e cores, o mármore e o granito também garantem à fachada de um imóvel toda a beleza natural da pedra.

Apresentando uma espessura básica de poucos milímetros, uma fachada ventilada ainda pode ser fixada com técnicas alternativas, com adesivos de secagem rápida.

Além da economia em energia e iluminação, a fachada ventilada produzida em pedra natural também apresenta baixo custo de instalação e produção.

Muito utilizado na área da construção civil, um sistema de fachada ventilada feita com granito mistura beleza e funcionalidade.

Claro que você ainda ganha em conforto e tempo de manutenção.

Além de tantas vantagens, lembre-se de que esse tipo de material também não sai de moda, pois a pedra natural é uma opção para sempre.

Cerâmica

Conhecidas também como materiais de porcelanato, a fachada ventilada em cerâmica é tradicional e costuma ser usada em prédios comerciais.

Conferindo mais sofisticação ao imóvel, a cerâmica pode dar à fachada da sua empresa aquele ar de “cartão de visita”.

Assim, unindo durabilidade, qualidade e beleza, a fachada ventilada em cerâmica é certeza de um ótimo investimento e é utilizada há um bom tempo no meio das fachadas empresariais.

Apesar de opção dos primitivos, nos dias de hoje é possível encontrar diversos estilos de placas em cerâmica, com espessuras, cores e texturas distintas.

Embora os modelos de porcelanato sejam um pouco mais recentes, eles também já conquistaram seu lugar ao sol (literalmente).

Muito em voga atualmente entre arquitetos e engenheiros, a fachada ventilada em porcelanato também apresenta muita versatilidade e resistência.

Sua utilização varia tanto de áreas externas e internas quanto na aplicação de pisos e paredes. Com diversas características, a opção fica por sua conta e pela recomendação presente no projeto.

Para um estabelecimento comercial, o porcelanato fica tão belo quanto nas finalidades residenciais.

Com propriedades marcantes em elegância e durabilidade, a fachada ventilada em porcelanato cumpre o que promete. Além de muito conforto, ainda ajuda a proteger o imóvel da umidade.

Alumínio

Com ares quase futuristas, os sistemas de fachada ventilada em alumínio ainda apresentam ótima performance.

Composto por um material durável, leve e versátil, essa opção ainda é reciclável e altamente resistente à corrosão.

Apresentando grande apelo estético, os sistemas de fachada ventilada em alumínio oferecem:

  • Altos níveis de conforto térmico;
  • Muita economia de energia;
  • Segurança;
  • Durabilidade.

Para você entender como é uma fachada ventilada em alumínio, saiba que ela é um sistema de revestimento externo onde são combinados placas e painéis modulares que, por sua vez, são fixados à frente de imóveis.

Entre essas duas estruturas, existe um afastamento de poucos centímetros para a criação de um bolsão de ar. Essa técnica provoca uma ventilação natural e contínua, de cima para baixo.

Vantagens e desvantagens

Em dúvida na hora de investir numa fachada ventilada? Confira por que as vantagens conferem um excelente custo-benefício ao produto.

Pode ficar certo de que, de saída, investir numa fachada ventilada garante vários benefícios específicos para as soluções de arquitetura e construção civil, como:

  • Modernidade;
  • Beleza;
  • Conforto acústico e térmico;
  • Sustentabilidade do projeto.

Mas ela ainda vai além!

Por isso, listamos abaixo outra série de vantagens para você ter a certeza de que o investimento é mais do que interessante. Confira e comece a considerar a opção da fachada ventilada como seu próximo investimento em estruturas.

Melhora na circulação e ventilação do ar

A ventilação dentro desse sistema proporciona uma melhora na eliminação do vapor de ar quente acumulado nas paredes.

Isso garante que ele seja dispersado com facilidade, reduzindo a umidade e oferecendo uma ventilação mais fresca e suave em todo o lado interno da construção.

Além desse refresco estrutural e combate à umidade, essa corrente de ar criada ajuda a remover com eficiência e rapidez todo o vapor acumulado. Isso reforça e garante mais segurança para a conservação do imóvel.

Evita a retenção de água

Pelo seu desenho específico, o desenho de uma fachada ventilada pode requerer um planejamento adequado, mas esses resultados são vitais para manter sua sustentabilidade.

Com a vantagem de inibir a presença de águas da chuva, os problemas com infiltrações são diminuídos evidentemente.

Isso resulta em pouca manutenção preventiva e ajuda a detectar possíveis fissuras decorrentes da umidade.

Além do mais, a fachada ventilada pode ter sua adequação idealizada a soluções de reaproveitamento de águas pluviais para reuso. Isso garante mais sustentabilidade ao seu projeto.

Limpeza fácil

Com a vantagem da fachada ventilada em manter a água pluvial longe da estrutura do imóvel, a limpeza acaba se tornando bem mais fácil.

Além de não acumular umidade dentro da estrutura, a própria água das chuvas é capaz de lavar todas as placas do sistema.

Como extra, as paredes da estrutura do imóvel ainda ficam livres de vandalismos, como pichações nas placas, pois a limpeza e beleza da estrutura são fáceis de serem conservadas.

Manutenção fácil

A forma de instalação de um sistema de fachada ventilada é independente. Assim, a remoção de cada placa é fácil para prováveis manutenções.

Com uma identificação rápida das áreas e espaços que apresentam problemas, a garantia de uma troca de placas fácil e rápida é garantida.

Ruídos amenizados

Além de todas essas facilidades em manutenção e limpeza, uma fachada ventilada ainda pode garantir um nível menor de ruído.

Para isso, durante sua instalação, as placas e mesmo a parede do imóvel podem ser direcionados para que os sons não incomodem os moradores.

Sem falar que instalações hidráulicas e elétricas vão ajudar no acoplamento de materiais mais favoráveis ao conforto acústico e térmico.

Desvantagens

Mesmo com tantas vantagens, suas desvantagens ainda fazem da fachada ventilada uma excelente opção. Confira os contras:

  • Pouco material humano para instalação do sistema;
  • Falta de mão-de-obra experiente e qualificada;
  • Falta de requisitos e normas para agregar o devido valor comercial;
  • Pouca segurança contra incêndios;
  • Custo relativamente elevado;
  • Maior controle executivo;
  • Demanda substituição onerosa de peças, dependendo da fixação utilizada.

Apenas informe-se melhor sobre seu caso. Pois, ao investir numa fachada ventilada, cada projeto se torna uma iniciativa única.

você pode gostar também

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se concorda com isso, clique no botão ao lado. Aceitar Ler mais