lixiviação - capa

Lixiviação Do Concreto – O Que É? Como Evitar?

Você alguma vez já ouviu o termo “lixiviação do concreto” mas não sabe muito bem do que se trata? Pois sem problemas, a gente te ajuda a entender direitinho o que é isso, e mais, te ajudamos também a entender o que você pode fazer para que a lixiviação do concreto não ocorra na sua obra.

Mas, antes de abordarmos diretamente o que é a lixiviação do concreto, você sabia que o concreto pode ficar doente? Quer entender melhor isso? Então é só continuar lendo!

O que são as patologias do concreto?

Não é preciso ser nenhum especialista na área para saber que, caso ocorram erros na hora da preparação e aplicação do concreto isso fará com que surjam o que chamamos de patologias. Não, patologia não é o estudo de patos, como você poderia estar se perguntando.

Anúncios

Patologia, na realidade, é um ramo da biologia que trata sobre o estudo de doenças. E o que isso tem haver com a construção civil? Pois saiba que o concreto também pode ficar doente!

Mas vamos com calma, quando nós dissemos que o concreto pode ficar doente não é como se as paredes de sua casa fossem começar a espirrar, não é bem assim.

Patologias são causadas com problemas durante a execução do concreto ou durante sua aplicação, sabe aquelas trincas e rachaduras? Elas são consideradas patologias do concreto. Inclusive, a própria lixiviação do concreto é uma de suas patologias. Mas calma, antes de irmos diretamente para a lixiviação, que tal darmos uma passadinha rápida por outras patologias bastante comuns que costumam atingir o concreto?

1 – A descoloração

Seu concreto está descolorindo, ficando daquela “cor de ferrugem” amarelo e marrom? O mais provável então é que tenham ocorridos problemas durante sua preparação.

2 – Fissuras

Anúncios

As fissuras acontecem quando a parte do concreto que chega até a superfície se contrai, fazendo aparecer diversas fissuras visíveis. Apesar da resistência em si não ser afetada, a estética é bastante prejudicada.

3 – Trincas

O que difere uma trinca e uma fissura? A dimensão de sua abertura, que inclusive é até mesmo regulada em aberturas superiores a 0,6 mm de acordo com a NBR 15575.

4 – Ondulações

As ondulações podem surgir quando há diferenças de umidade, ou então de temperatura, entre o topo da superfície e o seu fundo.

A lixiviação do concreto

Certo, agora você já sabe o que são as patologias do concreto e que a lixiviação do concreto é tida como uma patologia. Mas o que necessariamente causa a lixiviação? Resposta: Água!

Sim, a simples presença da água pode acabar gerando a lixiviação do concreto. Mas calma, não é o simples contato com a água, o que acontece aqui é que, durante a hidratação do cimento forma-se um composto que chamamos de hidróxido de cálcio, ou Ca(OH)2. E esse composto, quando entra em contato com a água, pode acabar sendo dissolvido e carregado para fora da superfície de concreto, à remoção deste composto dá-se o nome de lixiviação.

E essa lixiviação poe acabar acontecendo em qualquer peça de concreto, tanto nas que acabaram de ser executadas quanto nas que possuam uma vida útil já avançada. E, a principal causa da lixiviação é a utilização de cimentos que sejam mais puro, ou seja, que não possuam nenhum tipo de adição. Daí a importância de conhecer bem os aditivos para concreto.

Os problemas que a lixiviação do concreto pode causar

Certo, talvez você esteja pensando algo do tipo: “Mas o que de pior pode acontecer?”, nós já te explicamos.

A um primeiro momento a preocupação maior fica por conta apenas da estética da estrutura, sendo que apenas a lixiviação como única patologia não causa grandes problemas para a peça de concreto. Quando a água se infiltra ela dissolve e ao mesmo tempo transporta cristais de hidróxido de cálcio, com isso depósitos de sais são formados e surgem manchas brancas na superfície do concreto. Essas manchas são o problema estético de que falamos.

Porém, em estágios mais avançados, problemas mais sérios acabam ocorrendo. Pois, conforme a estrutura se dissolve e há uma remoção de quantidades sólidas da peça, isto acaba abrindo caminho para outras substâncias que são nocivas às armaduras e também ao concreto, como o próprio ar, e sim, água e ar podem ser uma mistura não muito saudável nesta situação. O que ocorre aqui é que, com a armadura exposta ao contato com o CO2, isto pode acabar por causando sua corrosão e aí sim meu amigo, nós teremos um grande problema em mãos, o tipo de problema que poderá comprometer a estabilidade de toda a sua estrutura.

Como tratar a lixiviação do concreto?

A lixiviação  do concreto é algo mais comum do que você imagina e, apesar de prevenir ser sempre a melhor opção, é importante que você saiba como tratá-la caso ela ocorra em sua obra algum dia. E pode ficar tranquilo, pois a tratativa é mais simples do que você imagina, sendo que todo o tratamento se resume e apenas uma limpeza na superfície, de modo que você retire todo o carbonato de cálcio ali presente.

E você pode limpar esta superfície com o auxílio de um jato de água sob pressão, tudo sem maiores implicações. Em situações mais críticas aí sim é necessário a presença de um profissional devidamente capacitado, de maneira que ele possa avaliar se a estrutura está comprometida de alguma maneira.

Prevenindo a lixiviação do concreto

Prevenir é sempre a melhor tratativa, e há mais de uma maneira que você pode recorrer para prevenir a lixiviação do concreto, sendo que a principal dica que nós te damos aqui é focar na etapa de preparação do concreto. Outra dica é optar por cimentos compostos (novamente, de olho nos aditivos aqui), tendo em vista que, dependendo dos aditivos, isso pode ocasionar na redução de perda do hidróxido de cálcio.

Anúncios

Você pode, inclusive, optar pela diminuição da quantidade de água que é usada na mistura do concreto (há um aditivo específico para isto), isso fará com que seu concreto seja mais impermeável, o que irá evitar a entrada de água além de reduzir a ocorrência da lixiviação do concreto.

Conclusão

Agora você já tem uma boa noção do que é a lixiviação do concreto, e também está preparado para lutar contra ela caso algum dia seja necessário, não é mesmo?

E, se quiser se informar sobre uma outra patologia do concreto e também ficar preparado para ela, é só dar uma conferida no artigo sobre a carbonatação do concreto que nós separamos para você. Conhecimento nunca é demais, e é sempre estar preparado para a guerra!