Ficou como responsável pela execução da obra? Pois sem pânico, não tem nenhum segredo aqui!

Neste artigos nós iremos lhe ajudar a entender todos os serviços que você, o encarregado pela execução de obra, necessita realizar para cumprir esta função. Você verá que, apesar de se tratar de uma função de extrema importância, com empenho, dedicação e trabalho pesado você conseguirá cumprir as expectativas.

E então, preparado? Pois então vamos começar!

Execução de Obra

A execução de uma obra é muito mais do que contratar os profissionais, entregar a planta na mão deles e pronto, no máximo visitar a obra uma vez ao mês. Apesar de existir sim muitos Engenheiros que realizam este tipo de serviço, fuja de ser apenas mais um, foque sempre em se tornar o melhor e referência em sua área.

Nós temos uma série de artigos aqui no site que pode te ajudar a elaborar um cronograma de obras, sobre gerenciamento de obras, sobre orçamento de obras e muito mais. Entretanto, vamos focar agora na execução de obra e quais os tipos de serviço você deverá focar.

Cronograma

A execução de um cronograma de obra deve ser o primeiro serviço a ser realizado. É somente com o cronograma em mãos que você conseguirá ter um controle sobre toda as etapas de sua obra, sem que hajam conflitos de atividades e perda de produtividade.

Dois serviços podem ser realizados simultaneamente? Perfeito, faça-os então para que assim você evite tempo! Um serviço depende de outro para iniciar? Pois então as datas de término e início destes serviços devem estar dentro do seu cronograma, para que você tenha um controle sobre tudo que está sendo feito no canteiro de obras.

É praticamente impossível se organizar sem um cronograma de obras, ninguém quer chegar no canteiro de obras e perguntar para o encarregado o que será feito hoje, isto é algo que já deve ser previamente levantado em um cronograma.

Materiais e equipamentos

A aquisição dos materiais que serão utilizados faz parte da execução de obra. E quando falamos assim parece simples, que é só ir até a loja de materiais de construção, encomendar tudo e pronto, mas é um pouquinho mais complexo do que apenas isto.

O processo aqui começa desde uma escolha de qual fornecedor é o melhor, sendo que para isto você deve analisar vários fornecedores comparando preços, prazos de entrega e qualidade do material. Uma vez que você feche com um fornecedor, agora é hora de encaixar o período de entrega no cronograma da obra, é importante ter controle sobre quando determinado material chegará em obra, assim seu cronograma pode ser adaptado de acordo com esta data e os serviços não se atrasam.

É importante também estar sempre presente no recebimento dos materiais, para que você possa conferir sua qualidade e evitar que um material de baixa qualidade seja utilizado em obra e isto só percebido quando não há mais o que se fazer. A maneira como este material será estocado no canteiro de obra também deve ser vistoriada, para que ele não perca qualidade neste processo.

Muito mais do que simplesmente ir até a loja de construções, não é mesmo?

Mão de obra

A mão de obra é uma fase chave para uma boa execução de obra, isso pois, é aqui onde sua obra irá sair do papel e ganhará forma.

Estar presente na contratação da equipe responsável pela execução da obra é importante, assim você consegue ter noção de quem irá executar cada serviço e da competência de cada um. Isso também é bom na hora de alocar funcionários em funções paralelas (sempre seguindo o cronograma), assim você saberá dizer quem é o melhor para determinada tarefa.

“Então é só contratar o pessoal e pronto?”

Não, sua função não termina aqui. É importante que exista uma vistoria do serviço que está sendo executado, pois não adianta nada contratar um profissional pelo seu currículo e ele não corresponder durante a execução da obra. Um acompanhamento diário na obra é o ideal, mas caso não seja possível, programe visitas periódicas para avaliar o decorrer dos serviços, sempre com o cronograma em mãos e tomando nota de tudo.

Fiscalização

Complementando a parte de cima, a fiscalização é um papel super importante durante a execução da obra!

Quando falamos em fiscalização, queremos dizer tudo tudo, desde a fiscalização com relação a qualidade do material que está sendo entregue em obra até ao serviço que os trabalhadores estão executando no canteiro de obras.

Como dito acima, é necessário que você esteja sempre presente pelo menos em determinados momentos chaves de uma obra, tal como recebimento de material, concretagem da laje, durante a fundação (que é a etapa mais importante de uma obra) e demais etapas que você julgar necessário um acompanhamento de perto.

Acredite, uma etapa má executada irá voltar no futuro para lhe assombrar, fazendo com que você desejasse poder voltar no tempo e estar lá durante sua execução, então é sempre bom se prevenir quanto a isto.

Ah, e uma coisa boa de você estar sempre presente fiscalizando as etapas, é que no caso de algum atraso você poderá rapidamente modificar o cronograma. E não estranho pois algumas vezes atrasos são inevitáveis (como por exemplo uma forte chuva que impossibilitou determinada etapa que estava prevista para aquele dia). Neste cenário você terá de saber improvisar!

Saber improvisar

Provavelmente a habilidade mais importante que você deverá possuir para a execução de sua obra. Imprevistos acontecem e irão acontecer, não há como fugir disto, seja uma chuva forte atrapalhando uma etapa de serviço, um tráfego intenso que impossibilitou a chegada dos materiais em seu canteiro de obras, um funcionário que subitamente não pode mais trabalhar na obra ou qualquer que seja o motivo, tenha em mente que a qualquer momento algo poderá acontecer.

Nesse cenário, o que fazer? Desistir e culpar o destino? Paralisar toda a obra por tempo indeterminado? Ou ter desenvoltura para saber improvisar quando for necessário? Certamente a última opção parece a melhor, mas não são todos que conseguem.

Ter essa “desenvoltura” para saber se adequar as adversidades é a maior qualidade que um bom Engenheiro pode possuir. Claro, é impossível se programar para todas as adversidades, porém um serviço que não pode ser feito naquele dia, talvez seja possível alocar a mão de obra para um outro serviço de modo que ela não fique parada o dia inteiro.

Mas é importante ter em mente que em alguns momentos não será possível fazer absolutamente nada além de esperar, como por exemplo durante uma chuva muito forte. O ideal mesmo é andar sempre com o cronograma em mãos, para que ao menor sinal de problema você já marque-o no cronograma e busque uma solução o quanto antes!

Conclusão

Neste artigo nós te apresentamos algumas das principais tarefas que você terá na hora de assumir a execução de uma obra. Não é pouca coisa, e não é fácil, mas com empenho e dedicação esta missão irá ficar cada vez mais fácil para você. Ah, e não se esqueça da regrinha de ouro: ande sempre com o cronograma debaixo do braço!

Dúvidas? Pois então é só perguntar nos comentários abaixo e nós estaremos prontos para lhe responder no que pudermos! E caso tenha achado este artigo instrutivo, então não deixe de compartilhá-lo com seus amigos e conhecidos, nunca se sabe quem você poderá acabar ajudando no processo.

Escreva um Comentário