Steel Frame Custo: Qual o preço do Steel Frame?

0 38
Advertisements

Se você está à procura do preço do Steel Frame, talvez já conheça bem a opção. Contudo, antes de aderir a essa possibilidade, é fundamental saber seus métodos e vantagens. Apenas assim haverá a certeza de que ele é a melhor alternativa para o seu projeto.

Por isso, neste texto iremos abordar cada aspecto do Light Steel Frame (LSF). Não apenas o seu custo, mas também informações como materiais e profissionais necessários para sua execução. Acompanhe e aproveite para definir o LSF como a sua melhor alternativa de construção!

O que é o Steel Frame?

Um imóvel construído em Steel Frame é aquele em que toda a estrutura da edificação, o seu “esqueleto”, é feito em metal. Como em uma brincadeira de criança, uma série de barras de ferro são unidas, formando cada um dos cômodos que farão parte da estrutura.

Esse “contorno” do imóvel, então, é logo coberto por placas de cimento, madeira ou gesso. São estes componentes que estabelecem as paredes da edificação.

A construção em LSF é muito semelhante à que ocorre para uma casa “comum”, de alvenaria. O esqueleto desta, porém, é feito em madeira e por cabos de aço, e sua cobertura é produzida por tijolos de cerâmica. Comparado ao Steel Frame, esse tipo de edificação perde, especialmente, no que diz respeito ao tempo de execução da obra. No caso do Steel, ela é bem mais rápida, uma vez que a estrutura base já se encontra preestabelecida.

São três as partes principais de uma construção em LSF. Primeiro, há a estrutura externa do imóvel, feita em metal. Em seguida, é possível citar os isolamentos termoacústicos, responsáveis por manter o isolamento acústico e térmico do ambiente. As condições são fundamentais para o conforto dos usuários.

Por fim, há o fechamento interno do imóvel. Essas são as placas que cobrem o metal, formando as suas paredes. Ou seja, é necessário executar apenas três estruturas básicas, e então o imóvel em Steel Frame estará pronto. De forma rápida e facilitada.

Steel Frame versus Wood Frame

Esse tipo de construção nasceu inspirado nas casas de Wood Frame, comuns nos Estados Unidos. A opção consiste no mesmo tipo de “esqueleto” de uma edificação, mas dessa vez feita em madeira. Sua origem remete ao século dezenove, em que o território norte-americano viveu um crescimento bastante rápido da sua população. Para atender a demanda por moradias, a solução foi criar um sistema simples e rápido. Logo, uma casa “pré-pronta” em Wood Frame.

Ainda hoje a alternativa é uma das mais comuns na parte norte da América. Contudo, com a evolução da indústria metalúrgica, especialmente após a Segunda Guerra Mundial, perceberam-se as vantagens em se aderir ao metal na construção.

Além de ainda mais resistente, o material é fácil de manusear, o que ganhou adeptos por todo o mundo. Tanto que, segundo dados do United States Census Bureau, apenas em 2016 foram construídas nos Estados Unidos 33 mil imóveis utilizando o esqueleto de metal.

O metal utilizado neste tipo de edificação é o aço galvanizado. Mais do que seguro e resistente, o produto tem vida útil de aproximadamente 300 anos, sem a necessidade de manutenção. Ou seja, é possível contar com uma casa em Steel Frame por, pelo menos, três gerações!

Qual o preço do steel frame?

Os custos para a construção de um imóvel em Steel Frame variam. Primeiro, de acordo com o tipo de material utilizado para a cobertura do esqueleto de metal. Mas, também, considerando os acabamentos utilizados. Em todo o caso, porém, é possível estabelecer uma média de valores da alterativa.

Segundo as ofertas do mercado, em uma casa térrea de 100 m² o preço do steel frame é aproximado a R$ 900,00 por metro quadrado. Para a viabilidade da construção, contudo, lembre-se de conversar com um arquiteto e/ou engenheiro. Especialistas em construção, os profissionais poderão indicar mais precisamente os custos para o seu projeto. Assim, será possível verificar sua vantagem de execução.

Passo a passo da construção em Steel Frame

Após a escolha pelo Steel Frame, o arquiteto/engenheiro responsável também precisa estabelecer um projeto detalhado de construção. Apenas por meio desse plano, com todas as medidas, materiais e prazos necessários, será possível definir o passo a passo da execução da obra.

De qualquer forma, a construção dos imóveis em Light Steel Frame costumam seguir quatro etapas. São elas: a fundação, execução dos painéis estruturais, lajes e cobertura, e acabamento.

1. Fundação do imóvel

Realizar a fundação do imóvel é um dos passos mais importantes para qualquer tipo de construção. É a fundação que suporta todo o peso de uma edificação, evitando que ela “afunde” no solo.

Para executar a fundação, o profissional responsável precisa fazer um estudo detalhado do solo. Percebendo suas particularidades, poderá indicar ou não a necessidade de recursos como um sistema de drenagem, que garantirão a segurança do ambiente.

Em seguida, a fundação recebe um isolamento hidrófugo. Ou seja, uma proteção contra a umidade e infiltrações. Também são executadas as instalações necessárias para a elétrica e hidráulica da edificação. O chão, então, recebe camada de concreto e, se for o caso, é ainda estruturado por meio de cabos de aço.

2. Execução dos painéis estruturais

Os painéis estruturais nada mais são do que as barras de aço galvanizado que formam o esqueleto do imóvel em LSF. Geralmente, todas as peças vêm prontas da indústria, devendo apenas serem montadas no loteamento da obra. Para isso, o aço é soldado e unido por fortes “parafusos”, que estruturam o imóvel conforme a divisão pré-programada de cômodos.

3. Cobertura e laje

Logo depois, é o momento de instalar os revestimentos da edificação. Assim, os revestimentos acústicos e térmicos são pregados na superfície. Tais quais as placas, de concreto, gesso ou madeira, posicionadas e “pregadas” ao aço de modo a formarem as paredes do imóvel.

Nessa etapa, também são concluídas instalações hidráulicas e acústicas. Em seguida, a laje é executada, de acordo com o planejamento realizado pelo arquiteto. Assim como em qualquer outra obra, o telhado utilizado pode ser de diversos tipos (cerâmico, de vidro, metal etc.).

4. Acabamento

Na fase de finalização da obra, tudo o que um imóvel requer é executado. Isso significa que são instalados pisos, janelas, portas e outras estruturas necessárias. Como no caso anterior, o consumidor também pode se utilizar dos materiais que achar mais interessante, uma vez que há enorme variedade disponível no mercado.

Vantagens do Steel Frame

Economia

Apesar do que pode parecer em um primeiro momento, o uso do LSF como técnica de construção é uma alternativa bastante barata. Primeiro, porque não há desperdício de insumos. Em uma construção de alvenaria, por exemplo, não é incomum a quebra de tijolos de cerâmica. Por isso, eles são muitas vezes comprados a mais do que o necessário, para que a obra não seja interrompida pelos imprevistos.

No caso do Steel Frame, contudo, todo o material é previamente calculado. Como as barras de aço galvanizado precisam ser pré-fabricadas, não é necessário cortá-las nem moldá-las. Logo, não há desperdício do produto. O mesmo para as placas de cobertura da estrutura.

Simultaneamente, um imóvel deste tipo tem enorme durabilidade. Logo, não são necessários gastos com a sua reconstrução, ou mesmo com sua manutenção. Mais do que a economia com a obra, então, o consumidor economiza ao longo do tempo de uso da edificação.

Outra economia deste tipo de construção refere-se ao tempo, o que, novamente, influencia no bolso. O tempo de execução da edificação é, em média, 1/3 menor do que o necessário em obras de alvenaria. Como são necessários poucos dias para a conclusão da obra, não é necessário arcar com muito para a mão de obra.

Ademais, há enorme economia em relação ao descarte de resíduos. Isso uma vez que eles quase não existem – como já citado, não há corte do material no canteiro, e bem pouco desperdício. Logo, não é necessário contratar empresa especializada ou muitas caçambas para descarte.

Sem contar, é claro, com a economia de custos em relação à fundação. Segundo especialistas, quando comparado à alvenaria, a fundação do imóvel em LSF é até 75% mais barata.

Precisão da obra

Desde que possua um projeto detalhado, o prédio em Steel Frame terá enorme precisão na execução de sua obra. Afinal de contas, as estruturas em aço serão preestabelecidas, na fábrica. Dificilmente uma indústria especializada erra nas medidas – por isso, aliás, adquira material de uma empresa de confiança. Há ainda enorme facilidade de manuseio e montagem de toda a edificação.

Espaço disponível

Uma casa em alvenaria precisa de paredes grossas para se manter de pé. Um imóvel em LSF, por outro lado, se sustenta extremamente bem com barras de aço galvanizado, mais finas do que as peças de cerâmica comuns. Como resultado, o imóvel construído em Steel Frame tem espaço interno maior, uma vez que sua estrutura é delgada.

Dimensões que seriam ocupadas por grandes vigas também ficam livres, aumentando o espaço útil do ambiente. De acordo com especialistas, o ganho de área é de aproximadamente 5% em relação aos demais imóveis.

Viu como o Steel Frame tem vantagens que vão além do seu custo? Converse com o responsável pela sua obra e avalie a possibilidade de uso deste modelo de construção!

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.