Orquídea Denphal: Como Cuidar? Como Faze-la Florir?

Em se tratando de orquídeas e suas espécies, suas nomenclaturas são difíceis de guardar na memória, de pronunciar ou escrevê-las. No entanto, seus nomes científicos são fundamentais para não haver confusão em relação à identificação e cuidados. Afinal, saber identificar a sua espécie e origem corretamente vai influenciar diretamente nas suas preferências específicas de cultivo. É o caso da polêmica orquídea Denphal.

O que muitos não sabem, é que a orquídea Denphal, na verdade, é uma orquídea híbrida, resultante do cruzamento de várias espécies asiáticas, sem haver um gênero ou espécie únicos para representá-la. Portanto, o termo Denphal não existe na nomenclatura científica das orquídeas.

Oficialmente, quando um gênero é descrito, a sua grafia vem em itálica, tal como Cymbidium, por exemplo. No caso da orquídea Denphal, seu nome é apenas um apelido que junta os prefixos “Den” e “Phal”, derivados duas outras espécies, Dendrobium e Phalaenopsis, devido às semelhanças no porte vegetativo e na floração, respectivamente.

Só isso já costuma gerar polêmicas e vários conteúdos na internet equivocados. Mas na verdade, o termo Denphal é apenas uma designação comercial informal, utilizada por seus produtores e vendedores, e não uma derivação de seus progenitores, como se imagina.

Orquídeas Denphal possuem porte altivo e elegante, florações exuberantes e abundantes o ano inteiro com grande durabilidade. São dispostas em torno de hastes acima dos pseudobulbos, em uma grande variedade de cores (branco ao vinho).

São plantas de crescimento rápido, resistentes e de fácil cultivo, facilmente encontradas em feiras, floriculturas e supermercados. Por isso, são muito populares e sucesso de vendas junto ao público em geral.

Assim, com o objetivo de esclarecer todas as dúvidas sobre a orquídea Denphal, vamos ensinar tudo o que há para aprender sobre o seu cultivo abaixo. Veja a seguir!

A polêmica Orquídea Denphal

A orquídea denphal é uma híbrida descendente do gênero Dendrobium.
A orquídea denphal é uma híbrida descendente do gênero Dendrobium.

De todas as espécies de orquídeas que existem pelo mundo, a Orquídea Denphal é a que possui um porte altivo e elegante, com uma floração no topo dos seus caules (pseudobulbos) semelhantes à cana-de-açúcar ou bamboo. Dos pseudobulbos saem hastes repletas de flores de várias cores, que vão desde o branco puro, passando por vários tons intermediários de lavanda, magenta, fúcsia, púrpura e até verdes.

Ainda existem orquídeas Denphal coloridas artificialmente, da mesma forma que existem as Phalaenopsis azuis.

Suas flores também apresentam um formato peculiar, que nos remete a uma escultura abstrata, de botões florais com uma protuberância na parte de trás e a frente mais pontiaguda, conferindo-lhe um aspecto bastante aerodinâmico.

Mas, uma das suas maiores virtudes é ter a grande capacidade de florescer ao longo do ano inteiro, apesar da tendência ser maior durante os climas mais secos, entre o outono e o inverno. Além disso, é uma espécie altamente resistente e de fácil cultivo, podendo produzir flores de corte para a criação de variados buquês.

Embora conhecidas pelo tamanho compacto, seu porte pode variar de 30 cm a 1,5 metros de altura, sem considerar as hastes florais. Já as flores, podem ter de 3 até 10 cm, dependendo da espécie da qual foi cruzada, podendo durar de 2 a 3 meses na haste da planta.

Origem da orquídea Denphal

A orquídea Denphal vem do Sudeste Asiático, Austrália e Nova Guiné.
A orquídea Denphal vem do Sudeste Asiático, Austrália e Nova Guiné.

Orquídeas Denphal, assim como muitas espécies do gênero Dendrobium e Phalaenopsis, são nativas do sudeste asiático, podendo também ocorrer na Austrália e Nova Guiné.

Pertencem a um gênero bastante populoso, com mais de mil espécies classificadas. Dentre elas, a mais famosa de todas, a orquídea Olho de boneca, descendente do Dendrobium nobile. Mas além dela, outras espécies se juntam ao grupo, como Dendrobium Stardust, Dendrobium victoria-reginae, Dendrobium purpureum, Dendrobium kingianum, Dendrobium loddigesii e Dendrobium aggregatum, todas bem diferentes entre si, porém descendentes uma das outras.

No entanto, no caso da Denphal não existe um gênero ou espécie únicos que a represente. A grande maioria das orquídeas Denphal encontradas no mercado é composta por híbridos provenientes do cruzamento seletivo de diferentes espécies asiáticas, que vêm sendo melhorados geneticamente ao longo de décadas.

Mas é o seu sucesso comercial, o principal responsável para o desenvolvimento de tantas variedades em cores, tamanhos e formas diferentes. Por isso, devido a enorme variedade é que ainda existem muitas dúvidas ao redor da orquídea Denphal.

O mito que envolve a orquídea Denphal

A principal fonte de equívocos em relação à orquídea Denphal é justamente o seu nome, também frequentemente chamada de Denphalen, como se fosse um gênero. Isso porque não há um nome científico que possa descrever esta orquídea, cuja origem é híbrida, como já sabemos.

O problema é que ao juntarem os prefixos “Den” e “Phal”, leva-se a crer que ela se trata de uma orquídea resultante do cruzamento entre os gêneros Dendrobium e Phalaenopsis, o que não é verdade.

Além das grandes diferenças genéticas entre os dois gêneros, não há como ser viável o cruzamento dessas duas espécies. Seu nome, portanto, é apenas um “apelido” pelo fato da Denphal ter um porte vegetativo igual ao Dendrobium, com os pseudobulbos altos e alongados, em forma de cana-de-açúcar.

Tanto é que, sem flores, a Denphal é facilmente confundida com qualquer outra espécie de Dendrobium, principalmente os híbridos do tipo nobile.

Da mesma forma, a sua floração também lembra bastante as flores da orquídea Phalaenopsis, que possui longa haste com flores em forma de borboletas, incluindo a sua disposição ao longo da haste, muito semelhante. Sendo assim, uma flor de Denphal é super parecida com uma de Phalaenopsis.

Mas embora tenha todas essas semelhanças, a Denphal é uma híbrida, resultante de cruzamentos entre espécies de Dendrobium, em cuja composição, a presença da espécie Dendrobium bigibbum é constante.

Contudo, o nome Denphal se popularizou e este mito de ser uma espécie descendente da Dendrobium e Phalaenopsis continua confundindo muitas pessoas.

A verdade sobre a orquídea Denphal

Como ninguém consegue esclarecer de fato essas dúvidas e explicar que é impossível cruzar um Dendrobium com Phalaenopsis, o nome Denphal ainda ajuda a confundir ainda mais e aumentar a polêmica.

De fato, esta orquídea Denphal é um Dendrobium híbrido, resultante de cruzamentos entre suas espécies, mais predominantemente o Dendrobium phalaenopsis, descrito em 1880, e que, posteriormente visando acabar com a confusão, foi classificado como Dendrobium bigibbum, a flor símbolo do estado de Queensland, na Austrália.

A orquídea Denphal é extremamente popular entre os cultivadores do mundo inteiro, no entanto, ainda é raro encontrar determinadas espécies de Dendrobium no mercado. Já os híbridos Denphal são bem mais comuns e podem ser encontrados em diferentes cores em todo lugar.

Como cuidar da orquídea Denphal?

A orquídea Denphal deve ser cuidada como uma Dendrobium.
A orquídea Denphal deve ser cuidada como uma Dendrobium.

Na verdade, esclarecer sobre a origem do nome Denphal é fundamental para sabermos como cultivar cada tipo de orquídea de forma adequada, pois como já sabemos, cada espécie tem suas exigências e necessidades específicas de cultivo.

A orquídea Denphal, por exemplo, deve ser cuidada como um Dendrobium, e não como uma Phalaenopsis. Assim, como todo Dendrobium, a Denphal precisa ser submetida a uma série de cuidados diferenciados, durante o cultivo, para que suas florações ocorram da forma correta.

Apesar disso, ela não é uma orquídea difícil de ser cultivada, pois é bem resistentes. Elas são espécies de orquídeas precoces que podem começar a florescer logo após sair do laboratório, além disso possuem um crescimento rápido com formação de touceiras.

Leia mais: Como Cuidar de Orquídeas? Conheça os Cuidados Necessários!

Ambiente ideal para a orquídea Denphal

O seu cultivo ideal seria o mais próximo ao seu habitat natural, sendo no caso da Denphal uma orquídea epífita, o mais adequado seria amarrá-la no tronco de uma árvore ou em pedaços de casca de árvore, madeira, cachepots de fibra natural, etc.

No entanto, nem sempre este tipo de cultivo é viável no ambiente doméstico, principalmente urbano. Por isso, ela também pode ser cultivada em vasos para uma maior praticidade. Preferencialmente, que sejam de barro, que drenam a água, impedindo que as raízes se afoguem e apodreçam e conservam melhor a temperatura.

Em geral, a orquídea Denphal gosta de ambientes quentes e de grande luminosidade, mas se a região for quente e seca demais, com muito vento, considere usar um vaso de plástico, capaz de manter a umidade do substrato em níveis adequados por mais tempo.

A orquídea denphal gosta de sol?
Ela precisa receber luz indireta pela manhã e sombra à tarde, mas nunca deverá ser exposta diretamente ao sol, para não queimar suas folhas e flores.

Como adubar a orquídea denphal

Por ter um crescimento relativamente rápido, a orquídea Denphal precisa de uma boa adubação, principalmente no início de seu cultivo. Porém, ela é versátil e aceita adubos químicos e orgânicos sem sair prejudicada. O substrato ideal é o de uma orquídea epífita.

Esta adubação pode ser feita duas vezes ao mês. No entanto alguns meses antes da floração é importante realizar uma adubação com adubos específicos como, por exemplo, o NPK 4-14-8, para estimular o crescimentos dos botões florais.

A aplicação do adubo deve ser feito com água, aplicando somente a dose recomendada em cada planta, para evitar que a orquídea se queime com excessos de adubo.

Como regar a orquídea Denphal

Apesar de ser muito resistente às altas temperaturas, as regas podem ser feitas de acordo com a variação climática, ou ao menos duas vezes por semana, uma frequência menor do que de outras espécies de orquídea.

Mas o ideal é estar sempre observando o substrato para não deixar que ele fique totalmente seco ou muito encharcado. Por exemplo, dias muito quentes (verão) pedem mais regas semanais, já dias mais frios, o melhor é esperar que o substrato esteja quase seco para regar novamente.

A única exceção é quando os pseudobulbos estiverem formados. Neste caso, reduza as regas e o adubo para que ela floresça ao invés de produzir novos brotos (vou explicar mais sobre isso abaixo).

Orquídea Denphal: Como fazer florir

Para manter a orquídea Denphal florindo todos os anos, é preciso executar corretamente um procedimento chamado: stress hídrico. Isso significa que você deverá reduzir drasticamente as suas regas, durante o outono e inverno, para que a floração volte a ocorrer com vigor na primavera.

Isso porque a orquídea Denphal depende de uma queda de temperatura, entre o verão e o outono, como sinalização para a floração. Por isso que é mais complicado fazer a Denphal florescer em regiões em que o clima é muito quente o ano inteiro.

Assim, para ter uma orquídea Denphal florida todos os anos, o importante é fornecer um inverno frio e seco. Outro fator importante para favorecer a floração da Denphal é oferecer boa luminosidade e adubação, porém suspendendo o fornecimento de fertilizante.

No entanto, assim que os primeiros botões florais começarem a ser formados, os nutrientes podem ser adicionados ao substrato. Lembre-se que é normal perder as folhas, amarelarem ou secarem, neste período que antecede a emissão de novas hastes florais.

Como replantar a orquídea Denphal

A orquídea Denphal deve ser replantada a cada 2 anos, caso o espaço se torne pequeno para ela.
A orquídea Denphal deve ser replantada a cada 2 anos, caso o espaço se torne pequeno para ela.

Caso tenha adquirido uma muda direto de um laboratório ou viveiro de orquídeas, com o intuito de reproduzir a orquídea Denphal em casa, é possível desde que você tome muito cuidado para não prejudicar a planta matriz.

Normalmente, a necessidade de replantio da orquídea Denphal ocorre a cada 1 ou 2 anos, devido a falta de espaço, para a multiplicação de mudas (keikis – orquídeas bebês) ou substrato velho.

Para saber se ela precisa ser replantada em um vaso novo, basta verificar se está crescendo para fora dele, ou se o substrato não está mais retendo água ou está retendo em excesso.

O ideal é que esse replantio seja feito em 2 ou 3 semanas após a sua floração, quando a planta entra em hibernação ou inatividade. A melhor forma de reproduzir a orquídea denphal é através da divisão da planta ou de suas touceiras. Além disso, ela também pode ser replantada utilizando os pequenos brotos que aparecem em seus pseudobulbos.

Mas para utilizar esses brotos, você deve esperar que eles desenvolvam raízes. Caso contrário, eles não conseguirão se desenvolver corretamente no novo vaso.

Como cortar a haste da orquídea Denphal: Passo a passo para mudas

Para produzir novas mudas a partir dessa matriz, você terá que retirar um broto dela, com pelo menos duas gemas localizadas no meio dos pseudobulbos.

Apesar de variar na forma, o caule das orquídeas têm nós e entrenós (espaço entre dois nós), gema apical composto pelo meristema apical (região de crescimento da planta) e gemas laterais (na região do nó, onde também ficam as folhas).

Essas gemas são as estruturas de crescimento, que podem estar ativas ou inativas. Para replantar, é possível também dividir ao meio a touceira fazendo duas ou mais plantas. No entanto, o ideal é deixar pelo menos dois ou três pequenos caules em cada planta, mesmo sem folhas.

É importante também estaquear as novas mudas, principalmente usando a planta matriz em fase de crescimento, pois as hastes mais longas possuem a tendência de entortar com facilidade, podendo até se quebrar ao meio.

As mudas retiradas da matriz podem ser replantadas diretamente em vasos de barro ou de plástico, no tronco de árvores ou até mesmo canteiros, sempre atentando para o tipo de substrato que será utilizado e aos períodos de irrigação das mudas.

Passo a Passo:

Fazer mudas de orquídea Denphal é mais simples que parece, basta ter alguns cuidados, e seguir o passo a passo abaixo:

  • Escolha a matriz: Para retirar mudas a matriz deve estar livre de doenças e pragas, e estar com um bom porte de desenvolvimento, com pelo menos 4-6 gemas em seu pseudobulbos.
  • Escolha do caule: As mudas retiradas do caule com pelo menos duas gemas com raízes desenvolvidas para brotar a nova muda.
  • Corte do caule: o corte deve ser feito longitudinalmente, nos espaços de entrenós, colocando mistura na matriz para que ela cicatrize.
  • Plantio das mudas: Depois de retirada a muda, ela deve ser transplantada em vasos ou em canteiros, com o substrato adequado.

É importante ressaltar que de uma única matriz é possível retirar várias mudas de orquídea embora, deva-se deixar a planta matriz com pelo menos 2 caules para evitar prejudicá-la. Outro ponto importante é observar que na época da floração, as folhas secam e caem, mas o caule não deve ser cortado, nem removido, pois ele voltará a florir posteriormente.

Leia mais: Como fazer mudas de orquídeas

Como cultivar orquídea Denphal em apartamento

A orquídea Denphal em apartamento deve ser cultivada em condições ideais de umidade e luminosidade.
A orquídea Denphal em apartamento deve ser cultivada em condições ideais de umidade e luminosidade.

Para cultivar adequadamente uma orquídea denphal, ou qualquer outra espécie de Dendrobrium em apartamento, é necessário que as condições ideais de umidade relativa do ar e luminosidade sejam atingidas.

No mais, os vasos de barro, próprios para orquídeas, são uma boa opção. Mas o mais importante é escolher o material, plástico ou barro, de acordo com as condições climáticas e do seu estilo de vida, pois as regas irão variar de acordo com estes parâmetros.

Isso porque, em se tratando de orquídeas, não existe uma periodicidade pré-estabelecida, pois tudo depende do local de cultivo, tipo de vaso e substrato. No entanto, independentemente do material do vaso, o principal fator no cultivo da Denphal em apartamento, é o excesso de regas.

Como toda orquídea epífita, que costuma viver sobre os troncos das árvores, a Denphal não tolera raízes úmidas por longos períodos. Por isso, o ideal é sempre evitar o excesso de água, principalmente o acúmulo nos pratinhos debaixo dos vasos.

Se for utilizá-los, preencha-os com areia ou pedrisco para evitar o contato direto com a água escorrida e servir como fonte extra de umidade para o ambiente no entorno da orquídea.

Tudo isso porque os ambientes internos costumam ser mais secos, e o ar condicionado costuma retirar ainda mais a umidade do ar. Nestes casos, utilize umidificadores de ar, fontes de água e bandejas umidificadoras para tentar tornar o ambiente mais saudável para elas.

Leia mais: Como Cuidar de Orquídeas em Apartamento

Como cultivar orquídea denphal no tronco

Ao escolher a árvore para colocar sua orquídea Denphal, opte por um tronco extenso e rugoso, a fim de facilitar a sua fixação na árvore. Além disso, é preciso que a luz do sol não seja direta na planta, pois apesar de gostar da alta temperatura, prefere meia-sombra.

Assim, escolha uma árvore frondosa, que tenha muitos galhos e flores na frente que a proteja. Para plantar a sua Denphal no tronco de árvores, siga os passos abaixo:

  • Retire-a do vaso em veio;
  • Escolha o substrato adequado para que ela possa se apoiar no tronco (fibras de coco, musgo, etc.);
  • Preda a frente da orquídea Denphal virada para o tronco;
  • Amarre-a com cordão de fibra natural (sisal ou algodão).

Leia mais: Como Cultivar Orquídeas? Em Vasos e Troncos

Orquídea Denphal Mini: Como cuidar

Orquídea Denphal mini precisam dos mesmos cuidados que uma planta adulta.
Orquídea Denphal mini precisam dos mesmos cuidados que uma planta adulta.

As mini orquídeas ou micro orquídeas devido a sensibilidade, precisam de alguns cuidados específicos, mas normalmente seguem os mesmo de suas espécies.

No caso da mini orquídea Denphal, elas não podem ser expostas diretamente aos raios solares. Suas raízes, por exemplo, possuem um crescimento ainda mais rápido, por isso devem ser replantadas com mais frequência.

Em geral, mini orquídeas têm tamanho inferior a 5 cm, e precisam de vaso apropriado, de um ambiente bem iluminado e de regas na frequência e quantidade certas, porém de acordo com o tamanho delas.

Orquídea Denphal: Preço

O preço de uma orquídea Denphal vai depender da sua espécie, floração e coloração das flores, podendo variar de R$ 20,00 a R$200,00. Elas podem ser encontradas em feiras, viveiros, floriculturas e principais redes de mercados.

Seus preços também variam de acordo com o tipo e região em que se encontra o estabelecimento, podendo ser mudas ou já plantas adultas em floração. Tudo isso vai influenciar no preço.

Mas lembre-se, compre sempre de locais renomados e de boa reputação para que você garanta o exemplar corretamente identificado, além de uma planta saudável.

Conclusões finais

Para resumir, o mais importante é entender que a orquídea Denphal não é resultado do cruzamento entre uma Dendrobium e Phalaenopsis, mas trata-se apenas de um híbrido de Dendrobium, que mistura várias espécies em seu cruzamento, principalmente o Dendrobium bigibbum.

Apesar do termo Denphal ter se popularizado entre o público e ser amplamente utilizado entre os comerciantes de orquídeas, muitos orquidófilos recusam-se a admitir a sua existência.

No entanto, Denphal é um nome tão popular quanto “Orquídea olho de boneca”, outro Dendrobium híbrido bastante comum no mercado, portanto difícil de ser esquecido.

Apesar disso, ignorar os nomes populares acaba dificultando a sua divulgação junto aos consumidores leigos, o que prejudica as vendas e complica a comunicação entre os seus admiradores. O ideal é que sempre se obtenha as informações corretas e saiba identificar de maneira correta cada espécie para o seu cultivo adequado.

Pronto! Agora você sabe tudo sobre a orquídea Denphal e não há mais mistérios quanto a sua identificação e cultivo. Aproveite!

você pode gostar também

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se concorda com isso, clique no botão ao lado. Aceitar Ler mais